Dia do Médico 2020: Compartilhando histórias de quem ama cuidar

Tempo de leitura: 2 minutos.

Insegurança, angústia e apreensão foram alguns dos sentimentos descritos por médicos diante da pandemia de Covid-19 que assola o país e o mundo este ano. Descritos como heróis por diversas pessoas, os médicos precisam enfrentar uma doença desconhecida, sem um protocolo definido e, em alguns casos com falta de equipamentos de proteção individual (EPIs).

Neste contexto, o Dia do Médico 2020 não poderia ser diferente: reunimos histórias, sentimentos e percepções de alguns profissionais que precisaram estar na linha de frente do combate ao SARS-CoV-2. Uma homenagem do Whitebook, maior aplicativo médico do Brasil, àqueles que estão enfrentando a pandemia no Brasil e no mundo.

Dia do Médico 2020

Alguns médicos e estudantes de medicina, usuários do Whitebook, aceitaram compartilhar suas histórias. Confira um pouco sobre cada uma delas.

A médica mineira Mayara Souto falou sobre os desafios enfrentados na linha de frente de um hospital durante a pandemia. Para ela, a insegurança não vai embora em nenhum momento, os médicos precisaram aprender a lidar com ela.

O médico carioca Raphael Bastos contou um pouco sobre sua vivência em um hospital de campanha e a relação com seus pacientes. O que mais o marcou foi uma mãe de uma paciente agradecendo pela dignidade que a filha dela estava tendo no atendimento.

Ao longo dos meses, parte da população tem se mostrado cética sobre a existência do vírus. A médica paraense Hannah Gripp esteve diante destes pacientes e acredita que, além de outras dificuldades, essa é um dos grandes obstáculos a serem enfrentados na pandemia.

Para a médica paulista Bárbara Soares, os recursos para enfrentar uma nova doença e uma situação de pandemia vão além dos materiais: é necessário investir em uma equipe multidisciplinar.

Assim como muitos médicos e profissionais de saúde, o cirurgião paranaense Guilherme Tomasetti foi contaminado durante o atendimento aos pacientes com Covid-19.  Ele falou um pouco dos seus sentimentos e da dificuldade de precisar se afastar da família e amigos neste momento.

Para o médico paulista Fabio Bosso é um momento de tristeza ver tantas pessoas perdidas, ou a angústia dos doentes, mas também traz aprendizados, principalmente sobre as relações, sejam elas com os pacientes, familiares o colegas de trabalho.

Por fim, o estudante de medicina Caio Vieira enxerga também um outro lado de toda a situação: o quanto aprender medicina neste momento é diferente, torna tudo mais real e palpável e faz com que todo o estudo valha a pena.

Neste momento, mais do que nunca, o Whitebook esteve junto do médico: trazendo condutas atualizadas, de acordo com cada evidência que saía, liberando gratuitamente os conteúdos relacionados à doença e realizando ações importantes para ajudar a saúde médica brasileira.

O vídeo completo com a nossa homenagem ao Dia do Médico você confere aqui!

O Whitebook e toda a família PEBMED agradecem por todo o empenho neste momento tão desafiador. Estaremos sempre ao lado do médico, em sua prática clínica diária, e em diversos momentos de sua carreira.

Relacionados