Whitebook

Dia do Médico: conte sua história

Tempo de leitura: [rt_reading_time] minutos.

Eu lembro que um dia, quando estava sozinho fazendo um horário da madrugada em um plantão, chegou um paciente em choque séptico. Com 70 anos, obeso e diabético, ele precisava de uma intervenção rápida para reverter o estado em que se encontrava. Comecei a tomar as medidas necessárias, coleta de culturas, reposição volêmica, escolha do antibiótico, foco indeterminado paciente diabético… qual escolher? Lembro também de pensar que seria difícil puncionar um acesso profundo naquele paciente, e se entrasse em insuficiência respiratória, conseguiria intubar sozinho?

Acordei o meu colega de plantão para me auxiliar, era meu colega também residência, meu ex-R+ que me levou para trabalhar com ele naquele local. Ele também pareceu preocupado com a situação de manejo desse paciente grave. Foi quando de súbito veio a lembrança que, naquele dia, no mesmo hospital na unidade coronariana, estava um rotina nosso da emergência. Não exitamos em ligar para ele, que de pronto apareceu na emergência para nos ajudar (afinal lá estava tranquilo e havia outro colega com ele).

Escolhemos o antibiótico, fizemos a punção venosa profunda, o paciente evoluiu para insuficiência respiratória. Ainda bem que ele estava com a gente, pois a intubação foi difícil, mas acima de tudo percebemos que poder contar com a sua presença nos deu um alívio e segurança para as melhores decisões.

No final, com o plantão mais tranquilo aproveitamos para recapitular os aprendizados, e pude mais uma vez viver na pele e na prática aquilo que a medicina me ensinou desde o primeiro dia de faculdade: ser aprendiz de alguém mais experiente!

Não importa a tecnologia, a ferramenta de decisão, o melhor apoio que temos nos momentos de insegurança (e eles existem durante toda a carreira médica) é dividir a dúvida do que fazer com um amigo/mentor/staff/professor/rotina médico.

Por isso, para esse próximo dia do médico, estamos coletando histórias onde você, médico, precisou da ajuda de um outro médico para ajudar um paciente. Se você tiver uma história legal, conta pra gente.

O que você precisa fazer:

  • Gravar um vídeo contando a sua história (pode mencionar o médico que te ajudou ou não);
  • O vídeo pode ter no máximo 45 segundos;
  • Enviar pra gente pelo Whatsapp, no número (21) 99470-9924;
  • Enviar o seu @ do Instagram;
  • Participe e faça uma homenagem a quem te ajudou quando você mais precisava.

Compartilhar
Publicado por
Bruno Lagoeiro

Posts recentes

Drogas vasoativas: 10 dicas para uso no paciente grave com hipotensão

Hipotensão é uma das condições mais comuns no paciente grave, além de estar associada a…

9 minutos atrás

Interrupção do uso de antidepressivo: como diferenciar recaída ou recorrência de síndrome de retirada?

É essencial diferenciar a síndrome de retirada da recaída ou recorrência já que a sintomatologia…

1 hora atrás

Tratamento de vaginose bacteriana: qual a eficácia do gel de fosfato de clindamicina 2%?

Um estudo teve o objetivo de avaliar a eficácia do gel de clindamicina vaginal comparado…

2 horas atrás

“Covid Zero”: políticas mais rigorosas de controle da pandemia pioram a saúde mental da população?

Estudo comparou o grau de restrição das políticas de enfrentamento à covid com escores de…

3 horas atrás

Suplementação de cálcio e estenose aórtica

Estudo mostrou que a suplementação de cálcio está ligada à queda da qualidade da função…

5 horas atrás

Cirurgias de catarata caem 38% em um ano, aponta DataSus

Levantamento aponta que o número de cirurgias para correção da catarata realizadas pelo SUS caiu…

6 horas atrás