Página Principal > Saúde & Tecnologia > Dieta baseada em jejum pode ser o novo tratamento para diabetes, segundo estudo
diabetes

Dieta baseada em jejum pode ser o novo tratamento para diabetes, segundo estudo

Tempo de leitura: 1 minutos.

Uma dieta que simula o jejum vem sendo estudada em diversas áreas da saúde. Agora é a vez de descobrir se os diabéticos podem se beneficiar desse processo. Segundo pesquisadores da University of Southern California, restringir a alimentação a 800-1100 calorias durante cinco dias pode ajudar o pâncreas a recuperar suas funções. O estudo, publicado no periódico Cell, foi feito com ratos e deu um bom resultado.

As cobaias receberam alimentos com poucas calorias, proteínas e carboidratos e ricas em gordura insaturada, como castanha-do-pará, amêndoa, salmão, sementes de linhaça, etc., durante cinco dias. Depois, durante 25 dias tiveram uma alimentação normal, sem restrições.

As melhores condutas médicas você encontra no Whitebook. Baixe o aplicativo #1 dos médicos brasileiros. Clique aqui!

Os pesquisadores acreditam que esse tipo de dieta consegue reiniciar o organismo, tendo potencial para se transformar em tratamento para algumas doenças; nesse caso estudado, para o diabetes. Os ratos que participaram do experimento conseguiram que as células beta do pâncreas, que produzem insulina, se regenerassem. O resultado se mostrou tão bom para o diabetes tipo 1, quanto para o tipo 2.

Veja também: ‘Jejuar faz bem ao cérebro?’

Um pequeno teste, feito com 71 pessoas durante três meses, mostrou que o resultado em seres humanos também pode ser positivo. Os participantes tiveram uma melhora no nível de açúcar no sangue, mas também algumas outras consequências, e por isso ainda deve ser experimentado em mais pacientes.

Referência:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.



Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.