Neurologia

Dormir demais está associado com maior risco de demência

Tempo de leitura: [rt_reading_time] minutos.

Alguns estudos têm relatado associações entre a duração do sono e o risco aumentado de demência. No entanto, não está claro se a duração anormal do sono é um fator de risco ou um marcador precoce para neurodegeneração.

Em um novo estudo publicado na Neurology, pesquisadores fizeram uma análise das horas totais de sono auto-relatadas no Framingham Heart Study (n = 2.457, idade média de 72 ± 6 anos, 57% mulheres) e sua relação com o risco de demência incidente ao longo de 10 anos, ao volume cerebral total e ao desempenho cognitivo.

O tempo de sono foi definido como: 6 horas (curto), 6-9 horas (referência), e > 9 horas (longo).

Tome as melhores decisões clinicas, atualize-se. Cadastre-se e acesse gratuitamente conteúdo de medicina escrito e revisado por especialistas
Cadastrar Login

Duração do sono e demência

Os pesquisadores observaram 234 casos de demência por todas as causas em 10 anos de follow-up. Em análises multivariáveis, a duração prolongada do sono foi associada a um risco aumentado de demência incidente (hazard ratio [HR] 2,01; intervalo de confiança [IC] de 95%: 1,24-3,26). Esses resultados foram encontrados em pessoas com comprometimento cognitivo leve basal ([HR] 2,83; [IC] 95%: 1,06-7,55) e pessoas sem grau de ensino médio ([HR] 6,05; [IC] 95%: 3,00-12,18).

Dormir por > 9 horas durante um período médio de 13 anos foi associado a um risco aumentado de demência por todas as causas ([HR] 2,43; IC 95%: 1,44-4,11) e Alzheimer ([HR] 2.20; [IC] 95%: 1,17–4,13). Relativamente ao período de 6 a 9 horas de sono, a duração prolongada do sono também foi associada transversalmente com volume cerebral menor e desempenho cognitivo mais fraco.

Pelos resultados, os pesquisadores concluíram que a duração prolongada do sono pode ser um marcador de neurodegeneração precoce e, portanto, uma ferramenta clínica útil para identificar indivíduos com maior risco.

Veja também: ‘O que o sono tem a ver com a diabetes gestacional?’

Referências:

  • Prolonged sleep duration as a marker of early neurodegeneration predicting incident dementia. Published online before print February 22, 2017, Neurology.
Compartilhar
Publicado por
Vanessa Thees
Tags: Demência

Posts recentes

Existe relação entre os parâmetros do plaquetograma e a mortalidade por Covid-19?

Estudo foi realizado para avaliar uma possível relação entre mortalidade intra-hospitalar por Covid-19 e valores…

16 horas atrás

Whitebook: MCCP – Método clínico centrado na pessoa

Em nossa publicação semanal de conteúdos compartilhados do  Whitebook Clinical Decision vamos falar um pouco…

20 horas atrás

Proposta de nomenclatura universal para insuficiência cardíaca (IC)

As definições da insuficiência cardíaca (IC) são extremamente heterogêneas, isso dificulta definir a doença para…

2 dias atrás

Miopatias em pacientes adultos com hipotireoidismo

Pacientes com hipotireoidismo mais grave ou não tratados têm maior probabilidade de desenvolver doença muscular…

2 dias atrás

Você ainda se lembra das manifestações oftalmológicas da Zika congênita? 

Em artigo publicado em maio de 2021, Ventura at al. relataram as manifestações oftalmológicas da…

2 dias atrás

Covid-19: gestantes e puérperas que tomaram a primeira dose da vacina Astrazeneca

Algumas gestantes apresentaram desfechos desfavoráveis por eventos tromboembólicos após a vacinação com a vacina Astrazeneca/Oxford.

2 dias atrás