Leia mais:
Leia mais:
Check-up Semanal: ideação suicida entre médicos, variante delta na pediatria e mais! [podcast]
Atualização sobre DPOC: o que dizem as principais diretrizes
Whitebook: DPOC – doença pulmonar obstrutiva crônica
Qual a dose ideal de corticoide inalatório para DPOC?
O uso de betabloqueadores em pacientes com doença pulmonar obstrutiva crônica

DPOC: suplementação de vitamina D pode reduzir exacerbações?

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

Quer acessar esse e outros conteúdos na íntegra?

Cadastrar Grátis

Faça seu login ou cadastre-se gratuitamente para ter acesso ilimitado a todos os artigos, casos clínicos e ferramentas do Portal PEBMED

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

Tempo de leitura: [rt_reading_time] minutos.

A vitamina D já foi relacionada à redução do risco cardiovascular e câncer, prevenção do comprometimento cognitivo, entre outros. Um novo artigo, publicado no British Medical Journal (BMJ) em janeiro, indica que a vitamina D pode ajudar também a reduzir as exacerbações da doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC).

Para chegar nessa conclusão, pesquisadores realizaram uma meta-análise com as bases do PubMed, Embase, Cochrane Central Register of Controlled Trials e Web of Science. Foram incluídos nesse estudo quatro ensaios clínicos randomizados envolvendo a suplementação de vitamina D em pacientes com DPOC exacerbado (n = 560 participantes).

LEIA TAMBÉM: DPOC na emergência – mitos e verdades

dpoc

Tome as melhores decisões clinicas, atualize-se. Cadastre-se e acesse gratuitamente conteúdo de medicina escrito e revisado por especialistas

Vitamina D e DPOC

Vitamina D3 oral foi dada aos participantes de todos os ensaios analisados, com doses e horários variados, de 220.000 UI em seis meses a 1,2 milhões de UI por ano.

A suplementação não influenciou a taxa global de exacerbações moderadas / severas da DPOC (taxa de incidência ajustada [aIRR]: 0,94, IC 95%: 0,78 a 1,13). A análise de subgrupos revelou que os efeitos protetores foram observados em participantes com níveis basais de 25-hidroxivitamina D < 25 nmol / L, reduzindo a exacerbação em até 45% (aIRR: 0,55, IC 95%: 0,36 a 0,84; p = 0,015).

O mesmo efeito não foi observado naqueles com níveis basais de 25-hidroxivitamina D ≥ 25 nmol / L (aIRR: 1,04, IC 95%: 0,85 a 1,27; p = 0,015). A vitamina D não influenciou a quantidade de participantes que sofreu, pelo menos, um evento adverso grave (odds ratio ajustado: 1,16, IC 95%: 0,76 a 1,75).

Conclusões

Pelos achados, os autores do estudo concluíram que a suplementação com vitamina D pode reduzir, de maneira segura, a taxa de exacerbações moderadas / severas da DPOC em indivíduos com níveis basais de 25-hidroxivitamina D < 25 nmol / L.

VEJA TAMBÉM: Intervalos de referência da vitamina D – sociedades fazem posicionamento oficial

DPOC

A DPOC deve ser pesquisado em todo paciente com dispneia, tosse e/ou expectoração, os três principais sintomas da síndrome, bem como nos pacientes assintomáticos com exposição aos fatores de risco. O diagnóstico de DPOC deve ser pesquisado com base em dois pilares: avaliação clínica dos sintomas e espirometria.

A decisão de quando e como tratar depende da caracterização de três fatores: espirometria, escala de sintomas e frequência das exacerbações. Pacientes com piora da dispneia, da tosse e/ou da expectoração são considerados em exacerbação, que pode ser classificada em:

  1. Leve: resolve apenas com broncodilatadores.
  2. Moderada: necessita de corticoide sistêmico.
  3. Grave: há necessidade de hospitalização, mesmo que apenas na emergência.

Saiba mais em nosso artigo sobre manejo do DPOC.

Referências:

  • Jolliffe DA, Greenberg L, Hooper RL, et al Vitamin D to prevent exacerbations of COPD: systematic review and meta-analysis of individual participant data from randomised controlled trials Thorax Published Online First: 10 January 2019. doi: 10.1136/thoraxjnl-2018-212092
Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastrar Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

Um comentário

  1. Magno Cabral

    Redução de risco relativo em análise de subgrupo de desfechos substitutivos? Para mim… autores concluem que dá para lucrar cada vez mais dinheiro com a venda de vitamina D com apenas sugestões incertas. Sem relação causa-efeito. Cheira a podre.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Entrar | Cadastrar