Página Principal > Colunistas > Ecomapa como instrumento na atenção primária à saúde
medico e paciente olhando uma radiografia

Ecomapa como instrumento na atenção primária à saúde

Tempo de leitura: 8 minutos.

O ecomapa, assim como o genograma, é um instrumento de abordagem familiar que possui o objetivo de avaliar a anatomia da família. Criado por terapeutas familiares¹, ele é utilizado para abordagem tanto do indivíduo como da família, de maneira a tentar identificar sua rede de apoio social e familiar. É um diagrama das relações entre a família e a comunidade, que desenha o sistema ecológico onde a família ou indivíduo está incluído, identificando seus padrões de organização e a natureza das suas relações com o meio onde habita, expondo o balanço entre seus recursos e necessidades².

A utilização do ecomapa tem o potencial de representar a presença ou ausência de recursos sociais, econômicos e culturais. É um retrato do momento da vida do paciente, ou seja, sua constituição é dinâmica¹.

O ecomapa tem sido utilizado por diversas categorias profissionais da área da saúde, como médicos, enfermeiros, psicólogos e assistentes sociais¹ e configura-se como uma opção valiosa para o clínico, por possibilitar uma visão mais ampla sobre a estrutura e a dinâmica da família, de maneira a guiar intervenções e condutas, baseadas nos desequilíbrios identificados³.

O presente estudo tem o objetivo de contribuir para facilitar a utilização desse instrumento pelo clínico, principalmente pelo médico de família, através do detalhamento do método de construção do ecomapa, bem como da identificação de experiências na literatura que demonstrem como ele tem sido utilizado como instrumento clínico no âmbito da atenção primária à saúde (APS).

A construção do ecomapa

Para a elaboração do ecomapa, o material necessário é apenas papel e caneta, o que torna fácil sua construção. O tempo necessário até sua conclusão é de cerca de 15 a 20 minutos. Pode-se realiza-lo em mais de uma consulta se necessário, com um ou mais membros da família4.

É importante lembrar que como a estrutura familiar e social é dinâmica, deve-se sempre avaliar a construção de um novo ecomapa, de forma a atualizá-lo².

Quanto à sua estrutura, o ecomapa muitas vezes é construído colocando-se o genograma da família dentro de um círculo, ao centro. Contudo, o genograma da família pode ser substituído também simplesmente pelo nome da família ou por um indivíduo, quando o interesse é identificar a rede de apoio individual. Esse círculo irá delimitar o meio intra do extra-familiar, como na figura 1, a seguir.

ecomapa
Fig. 1: Família composta por um casal de homem, mulher e seu filho.

 

Ao redor desse círculo, então, desenham-se outros pequenos círculos, cada um representando um recurso social, cultural ou familiar, como, por exemplo, igrejas, unidades de saúde, amigos, trabalho etc, demonstrado na figura 2, a seguir.

ecomapa
Fig. 2: Rede social da família

 

Para representar as relações entre a família, seus membros e os recursos identificados nos mapas, traçam-se linhas que ligam cada círculo, podendo elas unirem os recursos ao grande círculo onde a família está incluída – mostrando sua importância para a família como um todo – ou a um membro específico.

As linhas que representam as relações podem ser desenhadas de diversas maneiras a fim de simbolizar as suas diferentes naturezas (relações próximas com linhas contínuas, muito próximas com linhas duplas contínuas, distantes com tracejado, conflituosas com linhas tortuosas, etc), porém sua representação varia conforme a bibliografia, ficando a cargo do autor escolher a que melhor convém ao caso. A figura 3 demonstra um exemplo a seguir.

ecomapa
Fig. 3: Relação próxima da família com a UBS, distante da mulher com os amigos, conflituosa da mulher com o trabalho e muito próxima da mulher da mãe.

 

Também muito comum em ecomapas, as setas que indicam o fluxo de energia também podem ser traçadas. Elas identificam se o indivíduo gasta energia com relação a algum elemento da rede social, se eles se beneficiam dessa relação ou se o fluxo ocorre nas duas direções², conforme exemplo na figura 4, a seguir.

ecomapa
Fig. 4: UBS dedica muita energia à família, mas a família dedica pouca à UBS; mulher dedica muita energia ao trabalho, mas tem pouco retorno do trabalho para sua vida em troca; mulher dedica muita energia à mãe e pouca energia aos amigos, que também não dedicam muita energia em troca.

 

As áreas importantes da rede social a serem incluídas no ecomapa são, principalmente: trabalho; amigos; grupos recreativos; unidade de saúde; igreja; escola; família alargada; animais de estimação etc³.

A análise do desenho do ecomapa, em conjunto com o paciente ou família, permite tecer hipóteses, avaliar situações desfavoráveis, potencialidades, fragilidades, graus de investimento em recursos e seus possíveis retornos e benefícios, etc.

Revisão da literatura

A PEBMED preparou uma revisão da literatura sobre o tema. Foram realizadas buscas nas bases de dados SciELO, LILACS e Dynamed com a palavra-chave “ecomapa”, de estudos realizados no Brasil, excluindo-se os artigos cujas pesquisas ocorreram em âmbitos que não o da a atenção primária à saúde. O objetivo da busca foi identificar experiências com a utilização do ecomapa dentro do cenário da APS.

Um dos exemplos de utilização do ecomapa foi no acompanhamento de crianças com deficiência, onde identificou-se que ele auxiliou a criação de espaços de partilha entre as mães dessas crianças e os entrevistadores, que possibilitaram a ampliação e a celebração do conceito de família e de sua função como recurso a seus membros5. Ou seja, a criação de vínculo é fortalecida pela construção em conjunto do ecomapa e do genograma, que também foi realizado no estudo.

Situações de doenças crônicas na infância e juventude (doença renal e câncer, respectivamente) também foram abordadas trazendo o ecomapa com instrumento de apoio. O estudo teve resultados interessantes, na medida em que diferenciou a rede de apoio (hospitais e unidades de saúde) da rede de sustentação (família e pessoas mais próximas) e demonstrou importantes diferenças entre o modo de atuação mais afetivo e continuada deste, em contraste com o mais pontual e desvinculado daquele. Evidenciou-se a importância do ecomapa para a identificação da rede na qual a família sustenta a organização de seu cuidado6. Nesse sentido, essas informações conseguidas através do ecomapa podem contribuir até mesmo para mudanças no próprio sistema de saúde local, de forma a tentar melhorar esse cenário.

Tire suas dúvidas médicas de forma prática na hora da tomada de decisão. Baixe o Whitebook.

O câncer na infância também foi o enfoque de outro estudo que utilizou a construção do ecomapa, onde se concluiu que ele proporciona um maior envolvimento da criança, facilitando a relação entre ela e o profissional, além de revelar as percepções da criança sobre as relações da família7. Mais uma vez, percebe-se o fortalecimento do vínculo que o ecomapa pode causar na relação médico-paciente.

A aplicação do ecomapa também mostrou-se positiva em estudo que analisou as dinâmicas sociais de jovens vítimas de violência, onde concluiu-se que as informações do instrumento, em conjunto com as do genograma, possibilitaram uma aproximação-compreensão das redes de relações vividas por esses jovens. Isso permite a construção do plano terapêutico que leva em consideração essas informações, com intenção de ser mais eficaz no acompanhamento e tratamento8.

Como instrumento de aprendizagem para alunos também foi analisada e trouxe resultados positivos, no sentido em que parece ter sido peça fundamental para dar a eles uma compreensão mais abrangente das relações familiares e suas implicações, bem como uma visão sobre os recursos da comunidade que estão disponíveis e que podem servir de suporte ao paciente, auxiliando no seu tratamento9.

Conclusão

A utilização do ecomapa para acompanhamento de indivíduos e famílias permite não só uma visão ampliada de sua rede social, mas fornece informações sobre problemas nessas relações e nas características individuais e familiares que, após “diagnosticadas”, podem sofrer intervenções. Permite não só ao profissional a identificação de desequilíbrios na rede, como também ao paciente, que consegue ver, de fora, o panorama de suas relações e de sua rede de apoio. Mostra a importância que o contexto social e o ambiente exercem sobre o indivíduo, informações essas que muitas vezes passam desapercebidas durante uma anamnese tradicional ou um exame físico. É também papel do médico da APS conhecer a rede de apoio do paciente e de sua família e atuar em cima dela.

Fica evidente também o papel que a construção em conjunto do ecomapa traz para o fortalecimento do vínculo entre o profissional e o paciente. O compartilhamento de questões pessoais pelo paciente, a ajuda que o profissional oferece para a elaboração de um mapa personalizado de sua vida e o fato de esse mapa ser dinâmico e contar com uma relação longitudinal para sua reconstrução contínua são aspectos que contribuem para isso.

Portanto, mais que um instrumento de abordagem familiar, o ecomapa contribui para formulação de hipóteses diagnósticas e para a tomada de decisões terapêuticas, sendo uma importante ferramenta para a eficácia do clínico, do médico de família e para a saúde de seus pacientes.

*Esse artigo foi escrito pelo médico Renato Bergallo e Ana Carolina Teixeira Maia do Nascimento.

PEBMED APOIA A PESQUISA CIENTÍFICA NO BRASIL

Essa publicação faz parte da nossa Revista Científica, uma nova iniciativa para apoiar a produção científica no Brasil. Você pode baixar todo o conteúdo gratuitamente clicando aqui. A Revista conta com mais artigos de revisão, pontos de vista e relatos de caso!

Além disso, se você é pesquisador, a PEBMED oferece também o que tem de mais valioso: seu público. Atualmente, contamos com mais de 240 mil visitantes em nosso Portal todo mês, totalizando mais de 500 mil leituras de reportagens. Sendo assim, dentro de nossa proposta de se firmar como referência e como um apoio ao pesquisador brasileiro em saúde, convocamos todos os pesquisadores a divulgarem sua pesquisa e a demonstrarem seu trabalho por meio de nosso Portal, de maneira gratuita. Basta enviar um e-mail para: comunicacao@pebmed.com.br para saber como participar.

Referências:

  1. NASCIMENTO, Lucila Castanheira et al. GENOGRAMA E ECOMAPA: CONTRIBUIÇÕES DA ENFERMAGEM BRASILEIRA. Texto Contexto Enferm, Florianópolis, 23(1), p. 211-20, 2014.
  2. DUNCAN B.B., SCHMIDT M.I., GIULIANI E.R.J. Medicina Ambulatorial: Condutas de Atenção Primária Baseadas em Evidências. 3ª ed. Porto Alegre: Artmed, 2013.
  3. GUSSO G, LOPES JMC. Tratado de Medicina de Família e Comunidade. Editora Artmed, 2012.
  4. SUAREZ CUBA, Miguel Ángel. APLICACIÓN DEL ECOMAPA COMO HERRAMIENTA PARA IDENTIFICAR RECURSOS EXTRAFAMILIARES. Rev. Méd. La Paz,  La Paz ,  v. 21, n. 1, p. 72-74, 2015.
  5. CHAREPE, Zaida Borges et al . (Re) descoberta de esperança na família da criança com doença crônica através do genograma e ecomapa. Texto contexto – enferm.,  Florianópolis ,  v. 20, n. 2, p. 349-358, June  2011.
  6. SOUZA, Ítala Paris de et al . GENOGRAM AND ECO-MAP AS TOOLS FOR UNDERSTANDING FAMILY CARE IN CHRONIC ILLNESS OF THE YOUNG. Texto contexto – enferm.,  Florianópolis ,  v. 25, n. 4,  e1530015, 2016.
  7. REMPEL, Gwen R. et al Interactive Use of Genograms and Ecomaps in Family Caregiving Research. Journal of Family Nursing, v. 13, n. 4, p. 403-419, 2007.
  8. Roque EMST, Ferriani MGC. A study about families of children and teenagers who were victims of violence and faced judicial intervention. Rev LatinoAm Enferm. 2007 Jul-Aug; 15(4):549-55.
  9. GONÇALVES, Rita de Cássia Ribeiro et al. Nós em rede: vivências da parceria ensino-serviço produzidas pelo Programa de Educação pelo Trabalho para a Saúde. COMUNICAÇÃO SAÚDE EDUCAÇÃO, 19 Supl 1: P. 903-912, 2015.
  10. Agos Pereira APS, Teixeira GM, Bressan CAB, Martini JG. O genograma e o ecomapa no cuidado de enfermagem em saúde da família. Rev Bras Enferm. 2009 Mai-Jun; 62(3):407-16tinho M. Ecomapa. Rev Port Clin Geral 2007;23:327-30.
  11. Mello DF, Viera CS, Simpionato E, Biasoli-Alves ZMM, Nascimento LC. Genograma e ecomapa: possibilidades de utilização na estratégia de saúde da família. Rev Bras Crescimento Desenvolv Hum. 2005 Jan-Abr; 15(1):78-88

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.