Leia mais:
Leia mais:
Conheça a próxima etapa do estudo da Unicamp e USP sobre os efeitos da covid-19 no cérebro
Covid-19: Ministério da Saúde anuncia aplicação da quarta dose em pessoas a partir dos 80 anos
ISICEM 2022: há benefício na terapia antiplaquetária em pacientes críticos com covid-19?
Covid-19: Publicação do Ministério da Saúde avalia impactos da pandemia na saúde dos brasileiros
Check-up Semanal: vacinação e síndrome pós Covid-19, vaginose bacteriana e mais! [podcast]

Efeito da época da infecção materna por SARS-CoV-2 nos desfechos nascituros

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

O Portal PEBMED é destinado para médicos e demais profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

Os efeitos deletérios da infecção pelo SARS-CoV-2 na gravidez ainda têm poucos dados efetivos. Alguns ensaios ou são pequenos estudos populacionais com grandes detalhes clínicos ou estudos maiores com detalhes limitados. Fatores como a baixa renda de algumas comunidades mostram altas taxas de infecção pelo vírus.

Sabemos que os fetos são mais vulneráveis entre o 5º e 6º mês de gravidez a patologias que vão impactar resultados perinatais como trabalho de parto prematuro, baixo peso ao nascer ou mesmo natimortalidade. Além disso, o mesmo patógeno, em épocas diferentes de acometimento, pode resultar em desfechos diferentes, como na infecção por influenza causando aumento da mortalidade neonatal e infantil se acometer gravidez no primeiro trimestre, baixo peso ao nascimento, quando associada infecção no segundo trimestre, ou causando parto prematuro e baixo peso ao nascimento se a exposição se der no terceiro trimestre.

Diante desse cenário, um estudo publicado no Lancet, em janeiro, avaliou gestantes não vacinadas para Covid de forma multicêntrica em cinco estados norte americanos no período de março de 2020 a julho de 2021 para pesquisar as possíveis complicações na gravidez de acordo com o trimestre de acometimento do SARS-CoV-2.

desfechos neonatais causados pelo SARS-CoV-2

Desfechos neonatais do SARS-CoV-2

As pacientes eram testadas em alguma época da gestação e ao apresentarem teste positivo entravam para o estudo, sendo divididas em trimestres de gravidez à época do teste positivo. Nenhuma delas recebeu a vacina após confirmação da infecção.

O desfecho primário do estudo foi a idade gestacional no parto com classificação da prematuridade. Já os desfechos secundários anotados foram peso ao nascimento, natimortalidade, percentil de crescimento fetal, pequeno para idade gestacional e taxas e outras condições mais comuns relacionadas a gravidez.

Os dados de 73.666 pessoas foram registrados. Dessas, 18.335 (24,9%) tiveram pelo menos um teste positivo na gravidez. Observou-se 882 pessoas infectadas com SARS-CoV-2 durante a gestação (85 no primeiro trimestre; 226 no segundo trimestre e 571 no terceiro trimestre).

Veja também: A vacina contra Covid-19 em gestantes pode levar a parto pré-termo ou baixo peso?

Resultados

Neste estudo, examinou-se o impacto da Infecção por SARS-CoV-2 em desfechos de nascimento classificados pela idade gestacional, o que resultou na seguinte sequência de descobertas. Em primeiro lugar, os resultados mais negativos foram observados quando as infecções ocorreram no início da gestação, incluindo aumento do risco de parto prematuro e natimortos.

Em segundo lugar, houve aumento das taxas de recém-nascidos PIG (pequenos para idade gestacional) naquelas que tiveram um resultado positivo do teste SARS-CoV-2 durante a gravidez, sugerindo que o parto prematuro é induzido por meio de um mecanismo que pode afetar o crescimento fetal.

Terceiro, parece haver duas populações distintas de gestantes: um subconjunto com correlação negativa entre o momento da infecção materna por SARS-CoV-2 e idade gestacional no parto, e uma segunda população parecendo não ser afetada.

Leia mais: Recomendações para mulheres com suspeita ou Covid-19 confirmado e recém-nascidos nas maternidades

Em quarto lugar, a diferença entre gravidade leve e moderada da infecção por SARS-CoV-2 não parece desempenhar um papel relevante para saber se a gravidez pode ser afetada negativamente. Quando colocados juntos, esses achados sugerem que o SARS-CoV-2 acometer o início da gravidez é um importante fator de risco que deve ser monitorado nos sistemas de saúde.

Referência bibliográfica:

  • Piekos SN, et al. The effect of maternal SARS-CoV-2 infection timing on birth outcomes: a retrospective multicentre cohort study. The Lancet Digital Health. January 13, 2022 DOI: https://doi.org/10.1016/S2589-7500(21)00250-8
Autor(a):

Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastrar Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades
Referências bibliográficas:

    O Portal PEBMED é destinado para médicos e demais profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

    Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.