Cardiologia

ESC 2021: devemos indicar cateterismo coronário para todos os sobreviventes de PCR extra-hospitalar?

Tempo de leitura: 3 min.

Para responder se devemos indicar cateterismo coronário imediato para todos os pacientes sobreviventes de PCR extra-hospitalar, foi realizado o estudo TOMAHAWK, o qual foi publicado hoje simultaneamente no New England Journal of Medicine e apresentado no congresso da European Society of Cardiology (ESC 2021).

Tome as melhores decisões clinicas, atualize-se. Cadastre-se e acesse gratuitamente conteúdo de medicina escrito e revisado por especialistas
Cadastrar Login

Cateterismo coronário pós-PCR

A resposta à questão do título já foi parcialmente respondida pelo estudo Coronary Angiography after Cardiac Arrest without ST-Segment Elevation (COACT) no ano de 2019.

O COACT mostrou que pacientes admitidos no hospital por PCR extra-hospitalar cujo eletrocardiograma não apresentasse supradesnivelamento do segmento ST não tiveram benefício de encaminhamento imediato para coronariografia sobre os pacientes que foram encaminhados para angiografia coronária de forma não imediata, considerando-se como desfecho principal a sobrevida em 90 dias.

O estudo, contudo, incluiu apenas pacientes reanimados de PCR extra-hospitalar que não tivessem supradesnivelamento do segmento ST e ao mesmo tempo houvessem tido ritmo chocável (FV ou TV sem pulso) no momento do colapso.

Pacientes randomizados no TOMAHAWK

O TOMAHAWK recrutou pacientes que tiveram PCR extra-hospitalar em qualquer ritmo eletrocardiográfico de parada cardíaca e os randomizou para coronariografia imediata versus abordagem inicial em UTI, com eventual coronariografia, caso o médico intensivista ou o assistente julgassem apropriado.

Resultados

Os resultados do trial TOMAHAWK mostraram que a estratégia de se indicar cateterismo das artérias coronárias em regime emergencial (coronariografia imediata) logo após a chegada do paciente à emergência hospitalar não traz benefício sobre uma estratégia de abordagem inicial com cuidados intensivos em ambiente de terapia intensiva, com eventual coronariografia (conforme indicação médica após abordagem intensiva), em relação ao risco de morte aos 30 dias após a PCR extra-hospitalar revertida.

Mensagem do autor

Em caso de pacientes vítimas de PCR extra-hospitalar que chegam ao hospital ressuscitados, independentemente do ritmo eletrocardiográfico (ritmo chocável versus ritmo não chocável) identificado no momento do colapso cardiovascular, não parece haver, de acordo com os resultados desse ECR, necessidade de encaminhamento imediato para a hemodinâmica a fim de se investigar as artérias coronárias, quando não se tem um supradesnível do segmento ST.

Isso nos dá tempo para uma investigação inicial ampla da condição clínica do paciente e ainda evita riscos inerentes a um procedimento de coronariografia emergencial eventualmente desnecessário naquele momento específico, sendo que coronariografia eventualmente necessária pode ser realizada em momento mais apropriado, carreando menor risco.

Estamos realizando a cobertura do congresso. Fique ligado no Portal PEBMED!

Veja mais do ESC 2021:

Autor:

Referência bibliográfica:

  • Desch S, et al. Angiography after Out-of-Hospital Cardiac Arrest without ST-Segment Elevation. New England Journal of Medicine. August 29, 2021. DOI: 10.1056/NEJMoa2101909
Compartilhar
Publicado por
Felipe Lima Pedrozo

Posts recentes

Os novos anticoagulantes orais estão sendo mais utilizados que os antagonistas da vitamina K em pacientes com FA?

Os novos anticoagulantes surgiram como uma alternativa e mostraram eficácia e segurança semelhante ou melhor…

12 horas atrás

Whitebook: coombs indireto – o que é e como solicitar?

Essa semana, falamos sobre o coombs indireto em obstetrícia. Em nossa publicação de conteúdos do…

16 horas atrás

Diagnóstico de policitemia vera: conceitos importantes

Policitemia vera é uma síndrome mieloproliferativa caracterizada por aumento da massa eritrocitária. Saiba mais.

1 dia atrás

AAP 2021: avaliação de sepse tardia e terapia empírica em prematuros extremos

O objetivo de um estudo apresentado na AAP 2021 foi definir a frequência da sepse…

1 dia atrás

Podcast da Pebmed: dissecção da artéria vertebral. Como diagnosticar e tratar? [podcast]

No episódio de hoje, Henrique Cal, vai discutir sobre causas que podem levar à dissecção…

1 dia atrás

Destaque das diretrizes no manejo do tabagismo

O tabagismo é a principal causa de morte evitável no mundo. Atualmente são cerca de…

1 dia atrás