Página Principal > Emergências > Especial de Carnaval: 11 tipos de sutura que todo médico deve conhecer
sutura

Especial de Carnaval: 11 tipos de sutura que todo médico deve conhecer

Com a aproximação do Carnaval, o médico deve se preparar para encarar um período com muitos incidentes. Para te ajudar nessa missão, em nossa publicação semanal de conteúdos compartilhados do Whitebook Clinical Decision, vamos mostrar os 11 tipos de sutura indispensáveis para a prática.

As melhores condutas médicas você encontra no: Whitebook Clinical Decision! Baixe grátis.

Este conteúdo deve ser utilizado com cautela, e serve como base de consulta. Este conteúdo é destinado a profissionais de saúde. Pessoas que não estejam neste grupo não devem utilizar este conteúdo.

Introdução

  • As suturas são a melhor forma de realizar o fechamento adequado de ferimentos e permitir a aproximação ideal dos bordos. A escolha do fio baseia-se no local do ferimento, extensão e área de exposição.
  • Os fios apresentam uma numeração que está de acordo com o seu diâmetro. De uma maneira geral, podem ser realizadas em até 6h para mãos e pés, e em até 24h, em ferimentos de face e escalpe.
  • Usualmente, é utilizada a pinça “dente de rato”, evitando-se apertar tecidos.

Tipos de fios:

  • Fio 6-0: Mais fino. Utilizado em face e áreas com importância estética.
  • Fio 5-0: Utilizado em suturas da mão e dedos.
  • Fio 4-0: Utilizados para reparo de extremidades proximais e tronco.
  • Fio 3-0: Fio de grande calibre, utilizado para planta do pé e escalpo.
  • Fio 2-0: Couro cabeludo.

Características dos Fios Absorvíveis

1) Categute simples

  • Tempo de absorção: 7 – 10 dias;
  • Reação com o tecido: Grande;
  • Uso: Ligar vasos hemorrágicos, anastomoses intestinais e fechamento de plano subcutâneo;
  • Características: Sintético, trançado e maior incidência de infecções.

2) Categute cromado

  • Tempo de absorção: 21 – 28 dias;
  • Reação com o tecido: Grande;
  • Uso: Igual ao simples;
  • Características: Obtido de intestino de boi ou carneiro e tratado com cromo.

3) Ácido poligalático (Vycril)

  • Tempo de absorção: 14 – 30 dias;
  • Reação com o tecido: Mínima;
  • Uso: Fechar aponeuroses e subcutâneo;
  • Características: Fio sintético, trançado e maior chance de infecções.

4) Polidiaxona (PDS)

  • Tempo de absorção: 14 – 30 dias;
  • Reação com o tecido: Mínima;
  • Uso: Anastomoses intestinais e urológicas; os mais calibrosos podem ser utilizados em aponeuroses. Uso permitido em presença de infecção;
  • Características: Monofilamentar, incolor ou violeta e de difícil manejo pela rigidez.

Características dos Fios Inabsorvíveis

1) Seda

  • Mantém tensão por aproximadamente 1 ano;
  • Reação com o tecido: Baixa;
  • Uso: Ligaduras vasculares e mucosa oral;
  • Características: Filamento proteico, fácil manuseio e fixação. Não deve ser utilizado na presença de infecção.

2) Algodão

  • De 6 meses a 2 anos, mantendo boa tensão;
  • Reação com o tecido: Baixa;
  • Uso: Ligaduras vasculares e mucosa oral;
  • Características: Filamento proteico, fácil manuseio e fixação. Não deve ser utilizado na presença de infecção.

3) Nylon

  • Degradação em 2 anos aproximadamente;
  • Reação com o tecido: Mínima;
  • Uso: Suturas dérmicas;
  • Características: Mono ou polifilamentar. Pode ser preto, verde ou branco.

4) Polipropileno (Prolene)

  • Mantém-se por tempo indefinido, mantém tensão por anos;
  • Reação com o tecido: Mínima;
  • Uso: Intradérmico, fáscia e microvascular;
  • Características: Monofilamentar. Pode ser utilizado em contaminação ou infecção. Incolor ou azul.

Tempo para retirada dos pontos

  • Couro Cabeludo = 7 dias;
  • Pálpebra e lábio = 3 a 4 dias;
  • Nariz e supercílio = 3 a 5 dias;
  • Orelha = 10-14 dias;
  • Tronco (face anterior) = 8 a 10 dias;
  • Dorso e extremidades = 12 a 14 dias;
  • Mão, pé e sola = 10 a 14 dias.

Tipos de Sutura

Sutura simples e chuleio

 

Sutura chuleio cruzado

Sutura intradérmico simples e contínua

Sutura colchoeiro simples e contínua

Sutura Donnati simples e contínua

Sutura de Lembert simples e contínua

Sutura de Cushing

Sutura com eversão

Sutura de Halsted

Sutura de Connel

Sutura em Bolsa de tabaco

Este conteúdo foi desenvolvido por médicos, com objetivo de orientar médicos, estudantes de medicina e profissionais de saúde em seu dia-a-dia profissional. Ele não deve ser utilizado por pessoas que não estejam nestes grupos citados, bem como suas condutas servem como orientações para tomadas de decisão por escolha médica. Para saber mais, recomendamos a leitura dos termos de uso dos nossos produtos.

Um comentário

  1. Óptimo material. As vezes fazemos as suturas sem conhecer os materiais que usamos. Obrigada por mantermos informados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.



Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.