Pediatria

Você conhece os pontos principais no manejo do trauma pediátrico?

Tempo de leitura: [rt_reading_time] minutos.

Estamos chegando no período de Carnaval e a atenção com as crianças deve ser redobrada, já que muitos adultos caem na folia e acabam por abusar do uso de álcool e outras drogas mais do que nos outros períodos do ano. Além disso, o ambiente de descontração muitas vezes se transforma no cenário propício para o trauma pediátrico.

A Academia Americana de Pediatria (AAP) publicou na revista Pediatrics um guia sobre o manejo do trauma pediátrico, lembrando que lesão intencional ou não e homicídios estão no topo do ranking sobre causas de morte em crianças e adolescentes até 18 anos.

É muito importante que os serviços de emergência das diversas regiões estejam aptos a atender da melhor forma possível os diferentes casos de trauma. Para isso, é necessário que tais serviços possuam sistemas que permitem comunicação rápida, reconhecimento prévio das lesões e educação continuada para trauma e emergência acessível à toda equipe multiprofissional, além de possuir os medicamentos mais usados e equipamento adequado para reanimação pediátrica.

Leia maisPrevenção dos efeitos da exposição solar em crianças [Especial de Carnaval]

Infelizmente, aqueles que prestam cuidado pré-hospitalar à vítima de trauma não estão tão familiarizados com a pediatria tal como estão com o atendimento prestado ao adulto. Por isso é fundamental que os gestores invistam em educação continuada, treinando toda a equipe de saúde.

Um sistema abrangente de trauma tem como objetivo reintegrar a criança em sua comunidade, retornar a criança para sua função plena, com idade adequada e capacidade para atingir seu potencial máximo adulto. Ter disponibilidade de recursos de reabilitação para pacientes pediátricos é um componente vital do cuidado ao trauma pediátrico.

Veja mais artigos do nosso especial de Carnaval:

É médico ou enfermeiro e também quer ser colunista do Portal da PEBMED? Inscreva-se aqui!

Autor:

Referências:

  • Management of Pediatric Trauma. Committee on pediatric emergency medicine, council on injury, violence, and poison prevention, section on critical care, section on orthopaedics, section on surgery, section on transport medicine, pediatric trauma society, and society of trauma nurses pediatric committee. Pediatrics Jul 2016, e20161569; DOI: 10.1542/peds.2016-1569
  • COMMITTEE ON PEDIATRIC EMERGENCY MEDICINE, COUNCIL ON INJURYVIOLENCE, AND POISON PREVENTION, SECTION ON CRITICAL CARE, SECTION ON ORTHOPAEDICS, SECTION ON SURGERY, SECTION ON TRANSPORT MEDICINE, PEDIATRIC TRAUMA SOCIETY, AND SOCIETY OF TRAUMA NURSES PEDIATRIC COMMITTEE. 
Compartilhar
Publicado por
Ana Carolina Pomodoro

Posts recentes

Efeito das lentes de contato rígidas gás permeáveis no Ceratocone

O uso de lentes de contato é uma das medidas muito utilizadas na reabilitação visual…

7 horas atrás

Whitebook: Intoxicação por cloroquina no ECG

Em nossa publicação semanal de conteúdos compartilhados do Whitebook vamos falar um pouco sobre a…

11 horas atrás

O paciente como um todo: entendendo o indivíduo, a família e o contexto

A experiência que cada paciente tem é única e esse entendimento, pelo médico, é fundamental…

1 dia atrás

As aplicabilidades da escala de coma de Glasgow [podcast]

No episódio de hoje, Felipe Nobrega comenta sobre o uso da escala de coma de…

1 dia atrás

Tempo mínimo de tratamento para a pneumonia adquirida na comunidade: o estudo PCT

A duração difundida do tratamento antimicrobiano para pneumonia adquirida na comunidade, de 5 a 10…

1 dia atrás

Modelo de predição de parto prematuro para mulheres em trabalho de parto prematuro

O paradigma envolvendo o parto prematuro é a dificuldade de diagnóstico, uma vez que seus…

1 dia atrás