Página Principal > Clínica Médica > Exame de urina: saiba como interpretar os resultados corretamente
exame de urina

Exame de urina: saiba como interpretar os resultados corretamente

Tempo de leitura: 2 minutos.

A infecção do trato urinário é uma das queixas mais frequentes nos plantões. Seu diagnóstico é relativamente simples e o exame de urina utilizando a fita reagente é uma das formas mais prevalentes de diagnóstico. Este teste é barato e conveniente, além de possuir sensibilidade e especificidade semelhantes à urinálise microscópica. Porém, o teste apresenta alguns fatores que podem confundir o diagnóstico. Você está pronto para fugir das armadilhas?

As fitas de urina, chamadas de dipstick, são tiras reagentes que podem detectar leucócitos esterase (LE) e nitrito. O LE reflete a piúria e é liberado pelos leucócitos, tipicamente no cenário de mais de 10 glóbulos brancos por campo de alta potência, exibindo sensibilidade de 75% a 96% e especificidade de 94% a 98% para o diagnóstico de ITU. Para avaliar adequadamente a piúria, a fita precisa ficar de 30 segundos a 1 minuto em contato com a urina.

Resultados falso-positivos ocorrem com amostras contaminadas, infecção por trichomonas, e drogas ou alimentos que deixem a urina vermelha. Resultados falso-negativos ocorrem com terapia antibiótica recente, glicosúria, proteinúria, alta densidade específica da urina e contagens baixas de bactérias.

Leia mais: Infecção urinária: troca de cateter é ineficaz no controle da doença

Nitritos são evidência da presença de Enterobacteriaceae, que converte nitratos de urina a nitrito. Um teste positivo é extremamente específico mas não sensível. Mais de 10 mil bactérias/mL de urina são necessárias para resultar em um teste de nitrito positivo. Infelizmente, a tira reagente da vareta de nitrito é sensível ao ar. Após 1 semana de exposição para o ar, até um terço das tiras fornecem um resultado falso-positivo.

O teste de nitrito possui uma sensibilidade de 35% a 85% e especificidade de 95% para o diagnóstico de ITU. Embora seja específica, a sensibilidade é fraca, porque S saprophyticus e enterococcus não reduzem o nitrato ao nitrito, e certos medicamentos e alimentos que resultam em urina vermelha também podem resultar em resultados falso-negativos.

A combinação de LE e nitrito resulta em uma sensibilidade de 75% a 90% e especificidade aproximando-se de 100%. Os resultados deste teste apresentam várias limitações. Uma história fortemente sugestiva de ITU, mesmo no quadro de LE e nitrito negativos, pode necessitar de tratamento. Por outro lado, uma LE ou nitrito positivo sem sintomas, não necessariamente requerem antibióticos.

É médico e também quer ser colunista do Portal da PEBMED? Inscreva-se aqui!

Autor:

Dayanna de Oliveira Quintanilha

Médica no Hospital Naval Marcílio Dias ⦁ Residência em Clínica Médica na UFF ⦁ Graduação em Medicina pela UFF ⦁ Contato: dayquintan@hotmail.com

Referências:

  • Adaptado de Long & Koyfman The Emergency Department Diagnosis and Management of Urinary Tract Infection, Emerg Med Clin N Am – (2018)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.



Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.