Exame de urina: saiba como interpretar os resultados corretamente - PEBMED

Exame de urina: saiba como interpretar os resultados corretamente

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

Quer acessar esse e outros conteúdos na íntegra?

Cadastrar Grátis

Faça seu login ou cadastre-se gratuitamente para ter acesso ilimitado a todos os artigos, casos clínicos e ferramentas do Portal PEBMED

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Seu conteúdo tem o objetivo de informar panoramas recentes da medicina, devendo ser interpretado por profissionais capacitados.

Para diagnósticos e esclarecimentos, busque orientação profissional. Você pode agendar uma consulta aqui.

Tempo de leitura: [rt_reading_time] minutos.

A infecção do trato urinário é uma das queixas mais frequentes nos plantões. Seu diagnóstico é relativamente simples e o exame de urina utilizando a fita reagente é uma das formas mais prevalentes de diagnóstico. Este teste é barato e conveniente, além de possuir sensibilidade e especificidade semelhantes à urinálise microscópica. Porém, o teste apresenta alguns fatores que podem confundir o diagnóstico. Você está pronto para fugir das armadilhas?

As fitas de urina, chamadas de dipstick, são tiras reagentes que podem detectar leucócitos esterase (LE) e nitrito. O LE reflete a piúria e é liberado pelos leucócitos, tipicamente no cenário de mais de 10 glóbulos brancos por campo de alta potência, exibindo sensibilidade de 75% a 96% e especificidade de 94% a 98% para o diagnóstico de ITU. Para avaliar adequadamente a piúria, a fita precisa ficar de 30 segundos a 1 minuto em contato com a urina.

Resultados falso-positivos ocorrem com amostras contaminadas, infecção por trichomonas, e drogas ou alimentos que deixem a urina vermelha. Resultados falso-negativos ocorrem com terapia antibiótica recente, glicosúria, proteinúria, alta densidade específica da urina e contagens baixas de bactérias.

Leia mais: Infecção urinária: troca de cateter é ineficaz no controle da doença

Nitritos são evidência da presença de Enterobacteriaceae, que converte nitratos de urina a nitrito. Um teste positivo é extremamente específico mas não sensível. Mais de 10 mil bactérias/mL de urina são necessárias para resultar em um teste de nitrito positivo. Infelizmente, a tira reagente da vareta de nitrito é sensível ao ar. Após 1 semana de exposição para o ar, até um terço das tiras fornecem um resultado falso-positivo.

O teste de nitrito possui uma sensibilidade de 35% a 85% e especificidade de 95% para o diagnóstico de ITU. Embora seja específica, a sensibilidade é fraca, porque S saprophyticus e enterococcus não reduzem o nitrato ao nitrito, e certos medicamentos e alimentos que resultam em urina vermelha também podem resultar em resultados falso-negativos.

A combinação de LE e nitrito resulta em uma sensibilidade de 75% a 90% e especificidade aproximando-se de 100%. Os resultados deste teste apresentam várias limitações. Uma história fortemente sugestiva de ITU, mesmo no quadro de LE e nitrito negativos, pode necessitar de tratamento. Por outro lado, uma LE ou nitrito positivo sem sintomas, não necessariamente requerem antibióticos.

Quer receber as principais atualizações em Clínica Médica? Participe do nosso grupo do Whatsapp!

Autor:

Referências:

  • Adaptado de Long & Koyfman The Emergency Department Diagnosis and Management of Urinary Tract Infection, Emerg Med Clin N Am – (2018)

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Seu conteúdo tem o objetivo de informar panoramas recentes da medicina, devendo ser interpretado por profissionais capacitados.

Para diagnósticos e esclarecimentos, busque orientação profissional. Você pode agendar uma consulta aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Entrar | Cadastrar