Ginecologia e Obstetrícia

Exercícios de alta intensidade reduzem os riscos cardiometabólicos em mulheres com SOP?

Tempo de leitura: 2 min.

No dia 20 de março, a reunião anual da Endocrine Society divulgou um estudo realizado em mulheres com diagnóstico de síndrome dos ovários policísticos (SOP) objetivando encontrar o melhor perfil de exercícios físicos para estas pacientes.

O estudo comparou duas modalidades de práticas físicas realizados na bicicleta ergométrica: o treinamento contínuo de intensidade moderada (MICT) e o intervalado de alta intensidade (HIIT).

Leia também: ENDO 2021: síndrome dos ovários policísticos na adolescência e em mulheres jovens

Tome as melhores decisões clinicas, atualize-se. Cadastre-se e acesse gratuitamente conteúdo de medicina escrito e revisado por especialistas
Cadastrar Login

27 mulheres foram avaliadas por 12 semanas seguidas

O trabalho foi realizado em um único centro, de forma randomizada, com 27 mulheres sedentárias de 18 a 45 anos com índice de massa corporal (IMC) acima de 25 kg/m² e diagnosticadas com SOP pelos critérios de Rotterdam. Elas então, foram acompanhadas e supervisionadas por 12 semanas consecutivas. Foram excluídas mulheres que fumavam, grávidas, ou tinham uma doença ou lesão que impedisse a prática de exercícios, ou usavam anticoncepcional oral ou medicação sensibilizante à insulina.

Intenso intervalado x moderado contínuo

No protocolo intenso intervalado (HIIT), as pacientes pedalavam duas vezes por semana em 12 intervalos de 1 minuto a uma frequência cardíaca máxima de 90% -100%, intercalada com intervalos de descanso de 1 minuto. Em um terceiro dia por semana, os pacientes pedalam a uma frequência cardíaca de 90% -95% no máximo por 6-8 intervalos mantidos por 2 minutos e intercalados com intervalos de descanso de 2 minutos. Já o regime contínuo moderado (MICT) usado como um comparador faz as participantes pedalarem a 60% -70% de sua frequência cardíaca máxima continuamente por 50 minutos, 3 dias por semana.

Resultados

Ao final das 12 semanas, as pacientes que treinaram no modelo intenso intervalado tiveram melhorias significativas na capacidade aeróbia, sensibilidade à insulina e nível de globulina ligadora de hormônios sexuais.

Apesar disso, nenhum grupo teve uma mudança significativa no peso médio ou IMC, e a circunferência da cintura caiu em média pouco mais de 2 cm em ambos os grupos de tratamento. A massa magra aumentou em média 1 kg no grupo HIIT, uma mudança significativa, em comparação com um aumento médio não significativo de 0,3 kg no grupo MICT.

Bons resultados em tempo reduzido

Esses achados são relevantes para a prática clínica, porque demonstram que o modelo intervalado intenso de exercícios é eficaz em mulheres com SOP. Além disso, para uma grande parte das pacientes que é sedentária, a adesão à atividade física torna-se bem mais fácil quando o tempo dedicado é reduzido. Ter 25 a 30 minutos por dia ao menos três vezes na semana destinados ao exercício físico é algo alcançável pela maior parte das pacientes.

Autor(a):

Referências bibliográficas:

  • Patten RK, et al. Efficacy of High-Intensity Intermittent Training for Improving Cardio-Metabolic Health in Women With Polycystic Ovary Syndrome. Session OR10 – Diabetes and Metabolic Disease in Women. Endocrine Society. 2020. Disponível em: https://www.abstractsonline.com/pp8/#!/9188/presentation/3379
Compartilhar
Publicado por
Juliana Olivieri

Posts recentes

A sustentação de carga ou mobilidade precoce após fraturas de tornozelo aumentam a chance de complicações?

As fraturas de tornozelo são lesões ortopédicas comuns, sendo tratadas, quando há indicação cirúrgica, com…

21 minutos atrás

Qual a melhor opção de troca valvar aórtica em pacientes renais com estenose da valva?

Foi realizada uma análise de subgrupo para avaliar os desfechos da troca valvar cirúrgica e…

1 hora atrás

27 de setembro: Dia Nacional da Doação de Órgãos

O Dia Nacional da Doação de Órgãos visa conscientizar sobre a importância das doações e,…

2 horas atrás

Cirurgia bariátrica passa a ser classificada como eletiva essencial pelo Ministério da Saúde

A cirurgia bariátrica foi classificada como um procedimento eletivo essencial pelo Ministério da Saúde e,…

3 horas atrás

Uso de paracetamol durante a gestação deve ser cauteloso

Estudo analisou as repercussões do uso de paracetamol durante a gravidez e seus potenciais efeitos…

4 horas atrás

Doação de órgãos no Brasil: como estamos caminhando durante a pandemia?

O mês de setembro é conhecido como “setembro verde” por incentivar a doação de órgãos…

5 horas atrás