Fatores de risco para falha do reparo meniscal na reconstrução do LCA

Na reconstrução do LCA, as lesões meniscais podem ser tratadas por ressecção, reparo meniscal ou nenhum tratamento, dependendo da lesão.

Um estudo recente analisou os fatores que podem levar à falha no reparo meniscal quando realizada simultaneamente à reconstrução primária do LCA. Confira as descobertas fundamentais e sua relevância. 

 Saiba mais: Como deve ser tratado o dedo em pescoço de cisne decorrente do dedo em martelo?

O estudo 

Pesquisadores revisaram dados do Registro do LCA da Nova Zelândia e da Corporação de Compensação por Acidentes, focando em reparos meniscais durante a reconstrução do LCA. A Falha do reparo foi definida como uma reoperação subsequente para remover o menisco previamente reparado. Uma análise detalhada identificou os fatores de risco envolvidos nessas falhas. De 3.024 reparos meniscais analisados: 

Reparo meniscal medial: Uso de enxertos autólogos do tendão dos músculos isquiotibiais mostrou risco mais elevado (HR ajustado [aHR]=2,20) para falhas, assim como pacientes de 21 a 30 anos (aHR=1,60) e lesões de cartilagem no compartimento medial (aHR=1,75). 

Reparo meniscal lateral: Risco aumentado em pacientes com idade ≤20 anos (aHR=2,79), procedimentos realizados por cirurgiões com baixo volume de casos (aHR=1,84) e uso da técnica de perfuração transtibial para o túnel do enxerto femoral do LCA (aHR=2,30). 

Resultados 

Os resultados deste estudo sugerem que o uso de um enxerto autólogo do tendão dos músculos isquiotibiais, idade mais jovem e a presença de lesão na cartilagem do compartimento medial são fatores de risco para a falha na reparação meniscal medial, enquanto idade mais jovem, baixa experiência do cirurgião e a técnica de perfuração transtibial são fatores de risco para a falha na reparação meniscal lateral. 

 Leia também: Cirurgia ou imobilização após o primeiro episódio de luxação do ombro?

Mensagem prática 

Essas descobertas destacam a importância de compreender os fatores de risco envolvidos na falha na reparação meniscal durante a reconstrução do LCA oferecendo insights valiosos sobre os desafios e considerações nessas cirurgias.  

Avaliar artigo

Dê sua nota para esse conteúdo

Selecione o motivo:
Errado
Incompleto
Desatualizado
Confuso
Outros

Sucesso!

Sua avaliação foi registrada com sucesso.

Avaliar artigo

Dê sua nota para esse conteúdo.

Você avaliou esse artigo

Sua avaliação foi registrada com sucesso.

Baixe o Whitebook Tenha o melhor suporte
na sua tomada de decisão.
Referências bibliográficas: Ícone de seta para baixo
  • Rahardja R, Love H, Clatworthy MG, Young SW. Meniscal repair failure following concurrent primary anterior cruciate ligament reconstruction: results from the New Zealand ACL Registry. Knee Surg Sports Traumatol Arthrosc. 2023 Oct.  DOI: 10.1007/s00167-023-07424-w