Página Principal > Saúde & Tecnologia > FDA proibe luvas com talco; entenda aqui
luva cirurgica segurando um bisturi

FDA proibe luvas com talco; entenda aqui

Após uma extensa revisão dos benefícios e riscos, o Food and Drug Administration (FDA), agência regulatória dos EUA para medicamentos, emitiu uma proibição contra o uso de luvas médicas com talco.

A decisão foi publicada no final de dezembro, com base em uma grande revisão dos benefícios e riscos do uso de luvas com talco em cirurgias e na prática clínica. A comercialização do produto também foi banida, junto com a utilização de pó absorvível para lubrificação de luvas cirúrgicas.

Entre os riscos, o FDA destaca: inflamação grave das vias aéreas, reações de hipersensibilidade (incluindo asma), rinite alérgica, conjuntivite, dispneia, granuloma e adesões em peritônio. Em contrapartida, o único benefício associado às luvas talcadas foi a facilidade de aplicação e remoção e maior conforto.

A agência estima que a proibição, destinada a reduzir estes riscos, pode proporcionar um benefício de 30 milhões de dólares por ano. A proibição não se aplica às luvas utilizadas na preparação de alimentos ou como proteção durante uma radiografia.

Veja também: ‘Bactéria pode ser transferida da luva para as superfícies’

Prevenção

A luva talcada ainda é permitida no Brasil, por isso, é fundamental seguir algumas orientações. Devido às dificuldades de remoção do talco nas luvas, a prevenção da contaminação é o método mais eficaz para evitar complicações. Para isso, o talco deve estar somente na face interna das luvas e na quantidade mínima necessária para a lubrificação.

Você acha que as luvas talcadas devem ser proibidas também no Brasil? Queremos ouvir sua opinião!

[poll id=”4″]

As melhores condutas médicas você encontra no Whitebook. Baixe o aplicativo #1 dos médicos brasileiros. Clique aqui!

Referências:

  • FDA Bans Powdered Medical Gloves. PracticeUpdate. Availabe at: https://www.practiceupdate.com/c/47724/3/6/?elsca1=emc_enews_top-10&elsca2=email&elsca3=practiceupdate_primary&elsca4=primary-care&elsca5=newsletter&rid=MTQ5OTIzMDcwNzc1S0&lid=10332481
  • https://periodicos.puc-campinas.edu.br/seer/index.php/cienciasmedicas/article/viewFile/1350/1324

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.



Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.