Fiocruz e Albert Einstein contratam profissionais de saúde para o combate à Covid-19

Tempo de leitura: 2 minutos.

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) divulgou ontem, 27, um processo seletivo emergencial para contratação de profissionais de saúde, além de auxiliares administrativos, para trabalharem no enfrentamento à doença pelo novo coronavírus, a Covid-19, no Rio de Janeiro. As inscrições estão abertas até o próximo dia 3.

Em São Paulo, o Hospital Albert Einstein, é o responsável pelo Hospital de Campanha do Pacaembu, também anunciou a contratação de médicos, enfermeiros e outros profissionais.

Covid-19 no Brasil

O primeiro caso confirmado da Covid-19 no Brasil aconteceu no final de fevereiro, em São Paulo, quando o epicentro da doença passou a ser a Europa. Desde então, o país tem enfrentado a crescente transmissão e adotado práticas de distanciamento social para tentar conter o vírus. No momento, mais de 3 mil casos estão confirmados por todo o país, com 92 mortes.

Diante do agravamento da situação, a Fiocruz está construindo, em parceria com o Ministério da Saúde, o Centro Hospitalar para a Pandemia do Covid-19, em Manguinhos, no Rio de Janeiro, com 200 leitos de tratamento intensivo e semi-intensivo. A construção será aos poucos e a estimativa é que, em 40 dias, 100 leitos estejam prontos para utilização.

Em São Paulo, o Hospital de Campanha do Pacaembu já está finalizando seus 200 leitos. A obra, que é uma parceria entre a administradora do estádio e a Prefeitura de São Paulo começou no dia 22 e tem prazo de dez dias para terminar.

Vagas na Fiocruz

Ao todo são 1.164 vagas para: médicos, técnicos em radiologia, enfermeiros e técnicos de enfermagem, farmacêuticos e técnicos em farmácia, fisioterapeutas, psicólogos, nutricionistas e assistentes sociais. Entre as especialidades médicas, estão: terapia intensiva, pneumologia, radiologia, obstetrícia, pediatria, clínica médica, medicina de família e medicina do trabalho, além de generalistas. O contrato é de seis meses, podendo ser prorrogado caso haja necessidade, na modalidade CLT.

Não poderão ser contratadas pessoas que estiverem na faixa etária de risco da doença (acima de 60 anos), nem aquelas que tiverem comorbidades, conforme definição do Ministério da Saúde: portadores de doenças crônicas, cardiovasculares, pulmonares (bronquite e asma) e de diabetes não controlada (dependente insulínico); profissionais em tratamento oncológico ou imunossuprimidos; grávidas; e lactantes.

Leia também: Coronavírus: ação solidária pretende ativar 50 leitos de UTI, no Rio de Janeiro

Os profissionais contratados trabalharão nas seguintes instituições: novo Centro Hospitalar para a Pandemia do Covid-19, do Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas (INI); Instituto Nacional de Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente Fernandes Figueira (IFF); Centro de Saúde Escola Germano Sinval Faria e ao Centro de Referência Professor Helio Fraga, da Escola Nacional de Saúde Pública; e Coordenação de Saúde do Trabalhador da Fiocruz.

Os editais e outras informações você encontra neste link.

Vagas em São Paulo

O Hospital Albert Einstein anunciou que contratará, para o hospital de campanha, enfermeiros, médicos, fisioterapeutas, nutricionistas, farmacêuticos, auxiliares de farmácia, psicólogos, técnicos de radiologia, além de profissionais de apoio, como assistente de atendimento, cozinheiros, auxiliares de cozinha e camareiros.

Os contratos duração de três meses, mas também podem ser prorrogados. As inscrições podem ser feitas aqui.

As atividades esportivas do Complexo do Pacaembu ficarão interrompidas durante a pandemia.

Referências bibliográficas:

Relacionados