Pebmed - Notícias e Atualizações em Medicina
Cadastre-se grátis
Home / Clínica Médica / Fremanezumabe é aprovado para profilaxia de enxaqueca no Brasil

Fremanezumabe é aprovado para profilaxia de enxaqueca no Brasil

Acesse para ver o conteúdo
Esse conteúdo é exclusivo para usuários do Portal PEBMED.

Tenha acesso ilimitado a todos os artigos, quizzes e casos clínicos do Portal PEBMED.

Faça seu login ou inscreva-se gratuitamente!

Preencha os dados abaixo para completar seu cadastro.

Ao clicar em inscreva-se, você concorda em receber notícias e novidades da medicina por e-mail. Pensando no seu bem estar, a PEBMED se compromete a não usar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Inscreva-se ou

Seja bem vindo

Voltar para o portal

Desde 2017, temos falado no portal da PEBMED sobre novas opções medicamentosas de profilaxia para enxaqueca, os anticorpos contra peptídeos relacionados ao gene da calcitonina (CGRP). Primeiro, comentamos sobre o estudo que trouxe o fremanezumabe como opção de profilaxia de enxaqueca, depois citamos a aprovação do erenumabe e do fremanezumabe pela Food and Drug Administration (FDA).

No Brasil, a Agência Nacional de Vigilância Santiária (Anvisa) aprovou, no início do ano, o erenumabe. Como novidade, esta semana, a Anvisa aprovou o fremanezumabe (com nome comercial AJOVY®) para uso no Brasil.

Novo medicamento para enxaqueca

O Ajovy® está disponível em dose única de 225 mg/1,5 mL em seringa com duas opções de dose – 225 mg administrados mensalmente como uma injeção subcutânea, ou 675 mg de três em três meses (trimestral), administrados em três injeções subcutâneas. A medicação pode ser administrada no consultório por um profissional de saúde ou em casa pelo paciente ou cuidador.

Nos estudos de fase III entre adultos com enxaqueca incapacitante, o fremanezumab reduziu o número de dias de enxaqueca mensais ao longo de 12 semanas em relação ao placebo. Reações no local da injeção foram os eventos adversos mais comuns.

A liberação do produto para o mercado brasileiro foi publicada no último dia 16, no Diário Oficial da União. A previsão é de que o medicamento esteja disponível para comercialização no primeiro semestre de 2020. Ainda não há informações sobre preço e locais de venda.

Quer receber as principais novidades em Clínica Médica? Inscreva-se em nosso Whatsapp!

Autor:

Referências bibliográficas:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

×

Adicione o Portal PEBMED à tela inicial do seu celular: Clique em Salvar na Home Salvar na Home e "adicionar à tela de início".

Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.