Ginecologia e Obstetrícia

Função cardiopulmonar no ciclo menstrual de mulheres na pré-menopausa com HAS

Tempo de leitura: 2 min.

Sabemos que o ciclo menstrual da mulher é uma verdadeira revolução de interações hormonais. Hormônios interagindo entre si, hormônios ativando, inibindo ou apenas modulando outros, e ainda temos aqueles hormônios agindo em locais específicos e, de acordo com a idade da paciente, sendo capazes de levar a patologias como hipertensão arterial pulmonar e até câncer, assim é a ação do Estradiol na artéria pulmonar de mulheres na pré menopausa e menopausadas.

Até aqui não se tinha estudado as interações do ciclo menstrual nesse universo na mulher em idade reprodutiva.

Um trabalho publicado em setembro de 2020 no Annals of the American Thoracic Society conduziu um estudo observacional prospectivo com 8 mulheres com hipertensão arterial pulmonar e 20 controles saudáveis durante um ciclo menstrual para avaliar se as mudanças hormonais poderiam e o quanto influenciaram na função pulmonar.

Leia também: Uso de testosterona em mulheres: o que recomenda a nova diretriz?

Três hipóteses foram testadas:

  1.  Níveis hormonais (principalmente estradiol elevado e diminuição de SDHEA) e as fases do ciclo menstrual estariam associados a prejuízo da função pulmonar
  2. O impacto do estradiol e do SDHEA associado a fase do ciclo menstrual podem ser mais expressivos nas pacientes com hipertensão arterial pulmonar.
  3. A relação entre os níveis hormonais e os desfechos clínicos deve ser mediada pelos níveis de estradiol.

Achados mais relevantes:

  • Mulheres com hipertensão arterial pulmonar tendem a ter estradiol mais alto e com menos variações de em sua concentração durante seu ciclo menstrual, comparadas com controles.
  • Os níveis de SDHEA nas mulheres foram menores que nos controles.

Pode-se ver o “paradoxo do estrogênio” na fase inicial com sua elevação maior e menor variação, mantendo-se elevado causando liberação de metabólitos oxidativos que pioram a função pulmonar nesses pacientes portadores de hipertensão pulmonar arterial. Será que o estrogênio não é tão protetor da mulher antes da menopausa?

Saiba mais: Mulheres com baixa libido: diagnóstico e potenciais benefícios da testosterona tópica

Este é o primeiro estudo a relacionar o ciclo menstrual na Hipertensão Arterial Pulmonar. Mulheres com HAP tinham e associações dinâmicas entre E2 e DHEA-S circulantes, fase menstrual e função cardiopulmonar em comparação com controles saudáveis. Associações conduzidas por E2 e DHEA-S com função coração-pulmão foram modificados por metabólitos E2 e monitorados com miRNA EV alterado transcrição em mulheres com HAP, sugerindo um papel crítico para esses hormônios na patogênese da Hipertensão Arterial Pulmonar.

Autor(a):

Referências bibliográficas:

  • Baird GL, et al. Insights from the Menstrual Cycle in Pulmonary Arterial Hypertension. Annals of the American Thoracic Society. 2020;18(2). doi: 1513/AnnalsATS.202006-671OC
Compartilhar
Publicado por
João Marcelo Martins Coluna

Posts recentes

Osteoartrite do joelho: diagnóstico e tratamento [podcast]

Neste episódio, o Dr. Rafael Erthal vai falar sobre a osteoatrite do joelho. Entenda mais…

6 horas atrás

PICO: como formular uma pergunta clínica?

Saber como formular adequadamente uma pergunta clínica (PICO) é necessário para que a evidência encontrada…

6 horas atrás

Lombalgia crônica – avaliação para espondiloartrite [video]

No episódio de hoje, em parceria com a Medbolus, vamos falar sobre lombalgia crônica e…

7 horas atrás

Interpretação de exames laboratoriais: o que todo médico deve saber – Parte III

Abordamos ferramentas cognitivas indispensáveis para uma interpretação acurada de exames laboratoriais na prática clínica.

8 horas atrás

Manejo de via aérea difícil: confira os principais pontos da nova diretriz da ASA

A American Society of Anesthesiologists (ASA) publicou uma atualização Guideline de Manejo de Via Aérea…

9 horas atrás

A vacinação contra Covid-19 pode alterar o ciclo menstrual?

Um artigo publicado em uma revista especializada respondeu: Seria a vacinação contra Covid-19 um fator…

10 horas atrás