Cardiologia

Genéricos de Eliquis (apixabana) são aprovados nos EUA

Tempo de leitura: 1 min.

Após meio século de uso dos antagonistas de vitamina K, ficaram evidentes as limitações deste grupo de droga: necessidade frequente de monitorização do seu efeito (muitas dosagens de INR no caminho), além de interferência com alimentação e com vários medicamentos comumente utilizados na prática diária.

Neste contexto, surgiram os novos anticoagulantes orais, com muitas facilidades de uso, eficácia comprovada, mas uma dificuldade evidente: o preço. Neste post, traremos uma novidade que pode ser determinante no acesso dessas drogas aos pacientes no Brasil: a Food and Drug Administration dos EUA aprovou dois pedidos para os primeiros genéricos de comprimidos de Eliquis (apixabana).

Tome as melhores decisões clinicas, atualize-se. Cadastre-se e acesse gratuitamente conteúdo de medicina escrito e revisado por especialistas
Cadastrar Login

Apixabana

A apixabana é indicada na prevenção de eventos de tromboembolismo venoso em pacientes adultos que foram submetidos à artroplastia eletiva de quadril ou de joelho. Também é indicada para reduzir o risco de acidente vascular cerebral (AVC), embolia sistêmica e óbito em pacientes com fibrilação atrial não-valvular. Quando comparada com a varfarina, a medicação diminui risco de sangramento, incluindo hemorragia intracraniana.

A FDA concedeu a aprovação dos pedidos dos genéricos de apixabana ao Micro Labs Limited e à Mylan Pharmaceuticals Inc. Não há previsão da chegada dos medicamentos genéricos ao Brasil.

Leia mais: Estudo avalia efeitos da apixabana no paciente com FA e SCA [ACC 2019]

Autor:

Referências bibliográficas:

Compartilhar
Publicado por
Dayanna de Oliveira Quintanilha

Posts recentes

Intubação na escassez de sedativo: quais as alternativas medicamentosas? [podcast]

Neste episódio, o Dr. Filipe Amado falará sobre como realizar intubação no cenário de escassez…

9 horas atrás

Diagnóstico de mieloma múltiplo: o papel dos exames de imagem

O mieloma múltiplo (MM) é uma neoplasia hematológica que resulta da proliferação clonal de plasmócitos…

10 horas atrás

5 mnemônicos para salvar o plantão

Os mnemônicos, que já são consagrados como estratégia de estudo, também podem nos ajudar na…

11 horas atrás

Tapentadol x Oxicodona para controle da dor pós-operatória

A busca por um opioide com maior perfil de segurança para dor pós-operatória é altamente…

12 horas atrás

Dor no ombro após cirurgia de vesícula: foi a posição?

A dor no ombro é uma queixa bastante frequente após a cirurgia laparoscópica. Foi estudada…

13 horas atrás

Micofenolato de mofetila no manejo inicial da púrpura trombocitopênica imune

Púrpura trombocitopênica imune é uma condição autoimune que autoanticorpos antiplaquetários promovem a destruição das plaquetas…

14 horas atrás