Hemorio realiza campanha de doação de sangue em condomínios durante pandemia

Tempo de leitura: 2 min.

A campanha de doação de sangue em condomínios do município do Rio de Janeiro, realizada pelo Instituto de Hematologia Arthur de Siqueira Cavalcanti (Hemorio), começa nesta semana.

A primeira coleta já foi realizada em um condomínio da Barra da Tijuca, na zona oeste da capital. O grupo de profissionais de saúde passou o dia no local montado especificamente para receber os doadores.

Doação de sangue

Os síndicos ou responsáveis pela administração do condomínio que estiverem interessados em participar da campanha “HemoRio em casa” podem procurar o Instituto para realizar a inscrição pelo e-mail coleta.condominio@hemorio.rj.gov.br ou pelo número de telefone 21 96467-2154

Só podem participar os condomínios com mais de 500 adultos aptos para a doação. A campanha vai durar enquanto permanecerem as medidas de isolamento social.

O doador aguardará em seu apartamento até o momento da coleta, quando será contatado via Whatsapp ou interfone, evitando assim aglomerações e a exposição prolongada em ambientes externos.

A operação vai acontecer somente na capital do Rio de Janeiro porque não há condição do Instituto fazer o deslocamento de equipes para atender em outros locais do estado.

“Não possuímos capacidade logística de ir, até porque as viagens estão com recomendação de que não sejam realizadas, por isso será somente no Rio de Janeiro, onde há condomínios muito grandes. Só na Barra da Tijuca, no Recreio e na região do Autódromo são 570 condomínios. São muitos, com as pessoas estão em casa. As pessoas podem descer no elevador e doar com hora marcada. Não precisa nem sair do prédio”, disse Luiz Amorim, diretor do Hemorio, em um comunicado para a imprensa.

Os voluntários devem seguir os seguintes critérios:

  • Não ter contraído a Covid-19, nem ter tido contato com o vírus;
  • Quem teve a doença fica inapto para doar sangue por 90 dias após a cura;
  • Quem teve a forma grave da doença fica inapto por um ano após a cura;
  • Quem teve contato com casos suspeitos ou confirmados ficam inaptos por 30 dias após o final desse contato;
  • Quem retornou de viagem internacional ficam inaptos por 30 dias a partir da data de chegada ao país;
  • Quem teve contato domiciliar com casos suspeitos ou confirmados ficam inaptos por 30 dias após a cessação do contato.

Leia também: Coronavírus: ação solidária pretende ativar 50 leitos de UTI, no Rio de Janeiro

Expectativa

A expectativa é aumentar em até 10% o total de doações e, com isso, reduzir o impacto da queda que ocorreu nas duas últimas semanas.

Segundo o Instituto, na semana passada houve redução de 35% nas doações e, na anterior, de 20%. A média diária era perto de 260 e agora está abaixo de 180.

O HemoRio montou um esquema especial de atendimento em sua sede. As cadeiras para a doação foram mais distribuídas, com espaço maior entre elas. Na entrada da sala há um profissional de enfermagem verificando a temperatura do possível doador. Caso o voluntário tenha algum dos sintomas de Covid-19, é orientado a procurar atendimento médico, e a doação não é realizada.

Os doadores que podem comparecer até o Instituto podem realizar o agendamento pelo número de telefone 08002820708, com ligações gratuitas para marcar data e hora em que serão atendidos.

*Esse artigo foi revisado pela equipe médica da PEBMED

Autora:

Referências bibliográficas:

Compartilhar
Publicado por
Úrsula Neves

Posts recentes

Ceratite infecciosa e lentes de contato: O que precisamos saber?

A ceratite infecciosa é a complicação mais séria que pode decorrer do uso de lentes…

19 horas atrás

Hemorragia intracraniana em pacientes que tomam anticoagulantes orais

A hemorragia intracraniana é potencialmente devastadora associada à terapia anticoagulante. Sua reversão é uma emergência. Saiba…

19 horas atrás

Covid-19: Pesquisa do Ministério da Saúde vai avaliar comportamento dos brasileiros durante a pandemia

A PrevCOV do Ministério da Saúde tem o objetivo de entender o comportamento da Covid-19…

21 horas atrás

Formigamento no dedo mínimo da mão: pode ser a síndrome do túnel cubital

A síndrome do túnel cubital é a segunda neuropatia compressiva mais comum (perde apenas para…

22 horas atrás

Eliminando o câncer de colo de útero em tempos de Covid-19

No ano de 2020, os 194 países da OMS foram convocados, pela primeira vez, a…

23 horas atrás

Covid-19: papel da homocisteína na estratificação de risco

As diferenças epidemiológicas entre os países sugere que fatores étnicos e genéticos tenham impacto nas…

24 horas atrás