Pediatria

Higiene do Sono: veja as recomendações da Sociedade Brasileira de Pediatria

Tempo de leitura: [rt_reading_time] minutos.

Em setembro de 2017, a Sociedade Brasileira de Pediatria lançou um documento com dicas para ajudar na higiene do sono de crianças e adolescentes. Com linguagem fácil para o público leigo, ele pode ser usado pelos pais, como uma forma de emponderamento da família sobre o cuidado.

RITUAL DO SONO

Fica relatado que as crianças devem ter um ritual antes de dormir. Esse ritual, que idealmente ocorre na cama da criança, deve incluir atividades calmas, como ouvir musicas tranquilas ou ler histórias. Mesmo que a criança esteja estimulada e pedindo para brincar, os pais devem ser firmes para impor os horários de dormir, mas sem agressividade. A criança não deve ser amedrontada com histórias de terror ou com filmes que assustem. Tudo isso prejudicará a qualidade do sono.

Tenha sempre condutas atualizadas na sua mão! Baixe gratuitamente o Whitebook.

HÁBITOS FAMILIARES

O que sempre deve ser reforçado nas consultas é que as crianças devem seguir os hábitos familiares. Se a criança for colocada na cama cedo, mas a família dorme tarde, a criança sabe disso, ficará ansiosa e não conseguirá dormir. A alimentação da criança também deve seguir o perfil do horário da família. Estimular refeições com toda a família cedo e evitar que o jantar seja nas três horas que antecedem o sono pode ajudar. A criança também não deve ser alimentada imediatamente antes de dormir, esse hábito leva a prejuízo dos dentes, aumento da chance de refluxo e piora da apneia do sono.

Veja também: ‘Novas recomendações na prevenção da morte súbita do lactente’

SEPARAÇÃO

Muitas crianças ficam ansiosas e não querem dormir devido o medo da separação. Ser colocada para dormir na própria cama não confundirá a criança caso desperte a noite e perceba que está em um local diferente de onde adormeceu. Brigas familiares, a morte de um ente querido ou a chegada de um irmão podem deixa-la com medo de dormir e não saber o que vai encontrar ao despertar. Se mostrar sempre ao lado da criança e reforçar que no dia seguinte as atividades realizadas serão as programadas, assim como que permanecerá cercada das pessoas que ama é muito importante.

COCHILO

Quanto aos cochilos, o recomendado é que dure no máximo 30 minutos, seja para crianças ou adolescentes. Adolescentes tendem a ir dormir mais tarde, por isso nos fins de semana devem acordar no máximo duas horas após o horário habitual, a fim de evitar um descontrole sobre o relógio biológico.

É médico e também quer ser colunista da PEBMED? Clique aqui e inscreva-se!

Autora:

Referências:

  • Higiene do Sono, Departamento Cientifico de Medicina do Sono, Sociedade Brasileira de Pediatria, setembro de 2017
Compartilhar
Publicado por
Luma Beatriz Peril
Tags: insônia

Posts recentes

3 doenças com mais risco na pediatria

Você sabe quais são elas? Neste post do blog, abordamos três. Acesse e saiba os…

9 horas atrás

Farmacogenética: adequando os medicamentos aos genes

A Farmacogenética estuda como as variações presentes no genoma dos indivíduos podem influenciar na resposta…

9 horas atrás

Como diagnosticar IC com FE preservada?

No episódio de hoje em parceria com o Cardiopapers, aprenda como identificar um quadro de…

10 horas atrás

Anvisa determina recolhimento de lotes interditados da CoronaVac

A Anvisa emitiu uma resolução que determina o recolhimento de lotes da CoronaVac que foram…

11 horas atrás

Leucemia linfoblástica aguda (LLA) em adultos: manejo dos efeitos adversos da asparaginase?

A LLA é a neoplasia mais comum na infância e seu tratamento tem altos índices…

12 horas atrás

Nova classificação para complicações relacionadas a cirurgias de retina

O descolamento de retina regmatogênico (DRR) é a emergência relacionada à retina mais comum e…

16 horas atrás