Ginecologia e Obstetrícia

Idade do pai aumenta risco de parto prematuro

Tempo de leitura: [rt_reading_time] minutos.

O parto prematuro é um problema considerado de saúde pública. Só no Brasil, a taxa de nascituros precoces é de 11,5%, quase o dobro do que em países europeus, de acordo com dados da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). Os principais fatores de risco são relacionados a complicações durante a gestação, porém outros indicadores podem influenciar a prematuridade, como estresse, uso de drogas ou má alimentação. Conforme noticiamos anteriormente, a idade materna é um diferencial negativo nos partos realizados fora do tempo previsto, e quanto mais idade tiver a parturiente, maiores são as chances de o bebê nascer prematuramente.

Parto prematuro x pai com idade avançada

No entanto, um novo estudo longitudinal e retrospectivo indicou que a idade paterna também poderia ter relação com o nascimento prematuro. O levantamento colheu informações de mais de 40 milhões de partos documentados em um banco de dados nos Estados Unidos, cujo registro ocorreu entre 2007 e 2016, e os resultados foram publicados na edição de outubro do periódico The BMJ. A análise levou em consideração a faixa etária do pai no momento do parto e relacionou com a prematuridade neonatal.

Leia mais: Prematuros extremos: o que mudou no atendimento?

Os desfechos primários incluíram gestação mais curta, baixo peso do neonato, entrada na UTI neonatal, convulsões, entre outros.

Resultados

Após ajuste para idade da mãe, pesquisadores verificaram que recém-nascidos cujo pai possuía idade a partir dos 45 anos tinham um risco 14% maior de prematuridade, independentemente do período gestacional (odds ratio 1,14; IC 95% [1,13-1,15]). Em comparação com pais na faixa etária entre 25 e 34 anos, as chances de o bebê sofrer convulsões foram 18% maiores (OR 1.18, IC 95% [0,97-1,44]).

As chances para desenvolvimento de diabetes gestacional foram 34% maiores em mães cujo genitor de seu filho tinha idade avançada (OR 1,34, IC 95% [1,29-1,38]).

Tenha em mãos informações objetivas e rápidas sobre práticas médicas. Baixe o Whitebook

*Esse artigo foi revisado pela equipe médica da PEBMED

Referências:

Compartilhar
Publicado por
Roberto Caligari

Posts recentes

Transtorno do pânico: qual a diferença do ataque de pânico?

Neste episódio, a Dra. Paula Hartmann vai falar sobre transtorno do pânico. Entenda os fatores…

10 horas atrás

Xantelasma: Diagnóstico e tratamento

O xantelasma é uma placa de gordura, amarelada que ocorre mais comumente no canto interno da pálpebra.…

10 horas atrás

Síndrome do piriforme: o que é e qual o seu tratamento?

A síndrome do piriforme é uma condição decorrente da compressão do nervo ciático pelo músculo…

11 horas atrás

Urina de 24 horas: como orientar a coleta?

Embora a coleta/conservação de urina seja simples, ela costuma gerar muitas dúvidas nos pacientes e até…

12 horas atrás

Enfermeiros dos EUA são mais propensos a ter pensamentos suicidas do que outros trabalhadores da área de saúde

Os pesquisadores descobriram que o Burnout estava fortemente associado à pensamentos suicidas entre os enfermeiros.…

14 horas atrás

Assistência manual intermitente da respiração versus pressão suporte durante o processo de extubação

Não só a intubação orotraqueal mas o processo da extubação é um dos maiores desafios…

15 horas atrás