Insônia pode provocar comportamento agressivo em adolescentes - PEBMED

Insônia pode provocar comportamento agressivo em adolescentes

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

Quer acessar esse e outros conteúdos na íntegra?

Cadastrar Grátis

Faça seu login ou cadastre-se gratuitamente para ter acesso ilimitado a todos os artigos, casos clínicos e ferramentas do Portal PEBMED

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Seu conteúdo tem o objetivo de informar panoramas recentes da medicina, devendo ser interpretado por profissionais capacitados.

Para diagnósticos e esclarecimentos, busque orientação profissional. Você pode agendar uma consulta aqui.

Tempo de leitura: [rt_reading_time] minutos.

A insônia é um dos males mais comuns na atualidade. A falta de sono tem consequências desastrosas para o organismo e pode afetar a memória, o humor, o equilíbrio e a atenção. No cotidiano, a insônia pode prejudicar o desempenho no trabalho, causar estresse, mal-estar, ansiedade e cansaço.

O distúrbio acomete todas as idades, porém a incidência na adolescência está relacionada também à agressividade e ao baixo aprendizado. Isto é o que afirma um estudo realizado entre 2007 e 2015, e publicado em outubro na revista JAMA Pediatrics. O levantamento teve como objetivo descobrir a influência da quantidade de sono no comportamento desviante dos jovens, principalmente no que tange ao consumo de drogas e bebida alcoólica, agressividade e autoflagelação. A pesquisa utilizou dados coletados de estudantes de ensino médio que responderam ao questionário Youth Risk Behavior Survey.

Leia mais: Insônia: por que o celular prejudica tanto o sono?

No total, responderam ao questionamento 67.615 jovens com idade média de 14 anos. Foram analisados os dados de estudantes que dormiam em média oito horas por dia em comparação com os que dormiam menos. Os participantes que relataram dormir menos de seis horas tinham duas vezes mais probabilidade de responder que também usavam bebidas alcoólicas (Odds Ratio 2,01, IC 95% [1,84-2,19]) ou outras drogas (OR 2,34; IC 95% [2,16-2,52]). As chances desses indivíduos reportarem que se envolveram em brigas também foram quase o dobro em relação ao grupo que relatou uma média de sono considerada normal (OR 1,97, IC 95% [1,81-2,15]).

No grupo de estudantes que sofriam com insônia, a incidência de tentativa de suicídio era o triplo da taxa dos participantes que não possuíam o distúrbio de sono. (OR 3,39, IC 95% [3,00-3,82]). Outros comportamentos também foram associados à insônia na adolescência, como tabagismo (OR 1,94; IC 95% [1,80-2,10), atividade sexual de alto risco ou sem proteção (OR 1,94; IC 95% 1,80-2,10), porte ilegal de arma (OR 1,95; IC 95% [0,77-2,14) e direção sob influência de entorpecentes (OR 1,75; IC 95% [1,61-1,91]).

Tenha em mãos informações objetivas e rápidas sobre práticas médicas. Baixe o Whitebook

Referências:

Weaver M, et al “Dose-dependent associations between sleep duration and unsafe behaviors among U.S. high school students” JAMA Pediatr 2018; DOI: 10.1001/jamapediatrics.2018.2777

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Seu conteúdo tem o objetivo de informar panoramas recentes da medicina, devendo ser interpretado por profissionais capacitados.

Para diagnósticos e esclarecimentos, busque orientação profissional. Você pode agendar uma consulta aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Entrar | Cadastrar