Leia mais:
Leia mais:
Manejo da insônia: como ajudar seu paciente [vídeo]
Podcast da Pebmed: fluvoxamina na COVID-19 (TOGETHER trial), “antes só que mal acompanhado!” [podcast]
É seguro suspender antidepressivos na atenção primária? 
Caso clínico: Paciente de 63 anos na emergência após síncope. Qual o diagnóstico?
Whitebook: como identificar a síndrome de descontinuação de antidepressivos?

Interrupção do uso de antidepressivo: como diferenciar recaída ou recorrência de síndrome de retirada?

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

O Portal PEBMED é destinado para médicos e demais profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

Cada vez mais vem sendo reconhecido que sintomas de retirada após interrupção de antidepressivo são comuns e podem ocorrer a longo prazo, mantendo-se até meses após a descontinuação, além da possibilidade de ocorrência de sintomatologia grave. Um exemplo foi a atualização em 2019 pelo Royal College of Psychiatrists e National Institute for Health and Care Excellence (NICE) de recomendações a profissionais alertando para tal fato. Os sintomas de retirada após a suspensão do antidepressivo parecem ser mais comuns com uso de doses elevadas, uso crônico ou em classes específicas como os inibidores de recaptação de serotonina e noradrenalina (como a Venlafaxina).

Nesse contexto, é essencial diferenciar a síndrome de retirada da recaída ou recorrência já que a sintomatologia mental pode ser semelhante, como: piora do humor, irritabilidade, agitação e ansiedade. Considerando esse novo entendimento destaca-se a importância de traçar recomendações para adequada identificação dos dois fenômenos na prática clínica.

síndrome de retirada

Como diferenciar na prática clínica?

Sintomas de retirada podem ser identificados através das seguintes características:

  • Início dos sintomas mais frequentemente ocorre nos primeiros dias da redução do antidepressivo
  • Em caso de ocorrência de sintomatologia tende a existir melhora rápida (em dias) após reintrodução do antidepressivo
  • Mais comumente os sintomas mentais associam-se a sintomas físicos como: náusea, tontura ou sensações de choques no corpo (do termo em inglês “zaps”).
  • Possuem um padrão em forma de onda com tendência a atingir um pico após algumas semanas e em seguida diminuírem a intensidade gradativamente

Por outro lado, a recaída ou recorrência tende a ter um padrão mais constante de intensidade dos sintomas, iniciar com mais tempo após interrupção da medicação (semanas) e não possuir sintomas físicos associados.

Leia também: É seguro suspender antidepressivos na atenção primária?

Como minimizar os sintomas de retirada?

Não há consenso até o momento da melhor forma de realizar a redução dos antidepressivos. Tal fato é verdadeiro especialmente por estudos anteriores utilizarem reduções muito abruptas, de porcentagens grandes das drogas e desconsiderarem que há uma sobreposição dos sintomas entre os fenômenos.

Dessa forma, sugere-se redução de porcentagens pequenas da droga a cada duas a quatro semanas após a melhora completa dos sintomas de retirada. Destaca-se que antidepressivos com meia vida mais longa, como a fluoxetina, podem requerer mais tempo para estabilização da dose.

É importante destacar que há inúmeras limitações no campo e novos estudos serão necessários para abarcar essa mudança recente de entendimento acerca da síndrome de retirada. As sugestões acima também devem ser consideradas à luz das limitações no campo.

Autor(a):

Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastre-se grátis Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades
# Horowitz MA, Taylor D. Distinguishing relapse from antidepressant withdrawal: clinical practice and antidepressant discontinuation studies. BJPsych Advances. 2022; 1–15. https://doi.org/10.1192/bja.2021.62.
Referências bibliográficas:

    O Portal PEBMED é destinado para médicos e demais profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

    Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.