Lancet e NEJM retiram do ar estudos relacionados à Covid-19

Tempo de leitura: 2 min.

A pandemia de Covid-19 trouxe, além de questões em relação à importância de medidas protetivas e uso de equipamentos de proteção individual, uma elevada e acelerada produção de publicações sobre diversos aspectos da doença.

A cada dia diversos artigos são publicados e ganham destaque, alguns ainda sem revisão por pares. Embora alguns resultados se sustentem, outros levantam a preocupação da comunidade científica em relação à sua qualidade metodológica e à sua aplicabilidade na prática clínica.

Artigos sobre Covid-19

Duas revistas de alto impacto anunciaram, no mesmo dia, a retirada de artigos que obtiveram alta repercussão na comunidade médica. O primeiro artigo (Hydroxychloroquine or chloroquine with or without a macrolide for treatment of COVID-19: a multinational registry analysis) foi publicado na The Lancet e ganhou repercussão ao sugerir maior mortalidade em pacientes com Covid-19 que utilizaram hidroxicloroquina ou cloroquina, com ou sem macrolídeo.

O segundo artigo (Cardiovascular Disease, Drug Therapy, and Mortality in Covid-19) foi publicado na The New England Journal of Medicine e seus resultados mostraram risco aumentado de mortalidade intra-hospitalar em pacientes com Covid-19 que tinham doenças cardiovasculares de base e, ao mesmo tempo, não confirmavam o potencial malefício do uso de anti-hipertensivos das classes de inibidores de ECA ou BRAs nessa população.

Os artigos, escritos pelos mesmos autores, têm em comum o fato de terem os dados coletados e analisados por uma empresa especializada. O questionamento em relação à análise estatística dos dados e à inconsistência dos dados publicados no artigo da The Lancet por parte de diversos membros da comunidade científica levou aos autores e à própria revista a iniciarem um processo de auditoria externa.

Entretanto, os dados originais não foram transferidos da empresa para os auditores com a explicação de que tal transferência violaria os acordos de confidencialidade assinados. Diante da impossibilidade de realizar uma auditoria independente, os autores solicitaram a retirada do artigo. Pelos mesmos motivos, solicitaram também a retirada do artigo publicado na The New England Journal of Medicine.

Take-home message

Esse episódio demonstra a importância da leitura crítica dos artigos científicos, mesmo os publicados em revistas de alto fator de impacto. A publicação ou divulgação antes de revisão adequada tem feito com que muitos estudos sobre SARS-CoV-2 ganhem destaque apesar de metodologia fraca e baixo nível de evidência. Análise criteriosa das publicações deve ser realizada antes da incorporação ou não de seus resultados na prática clínica.

Autora:

Referências bibliográficas:

  • Mehra, MR, Ruschitzka, F, Patel, AN. Retraction—Hydroxychloroquine or chloroquine with or without a macrolide for treatment of COVID-19: a multinational registry analysis. The Lancet 2020. DOI: 10.1016/ S0140-6736(20)31324-6
  • Kuy, SR, Henry, TD, Patel, AN. Retraction: Cardiovascular Disease, Drug Therapy, and Mortality in Covid-19. N Engl J Med. DOI: 10.1056/NEJMoa2007621. N Engl J Med 2020. DOI: 10.1056/NEJMc2021225
Compartilhar
Publicado por
Isabel Cristina Melo Mendes

Posts recentes

Ceratite infecciosa e lentes de contato: O que precisamos saber?

A ceratite infecciosa é a complicação mais séria que pode decorrer do uso de lentes…

17 horas atrás

Hemorragia intracraniana em pacientes que tomam anticoagulantes orais

A hemorragia intracraniana é potencialmente devastadora associada à terapia anticoagulante. Sua reversão é uma emergência. Saiba…

17 horas atrás

Covid-19: Pesquisa do Ministério da Saúde vai avaliar comportamento dos brasileiros durante a pandemia

A PrevCOV do Ministério da Saúde tem o objetivo de entender o comportamento da Covid-19…

19 horas atrás

Formigamento no dedo mínimo da mão: pode ser a síndrome do túnel cubital

A síndrome do túnel cubital é a segunda neuropatia compressiva mais comum (perde apenas para…

20 horas atrás

Eliminando o câncer de colo de útero em tempos de Covid-19

No ano de 2020, os 194 países da OMS foram convocados, pela primeira vez, a…

21 horas atrás

Covid-19: papel da homocisteína na estratificação de risco

As diferenças epidemiológicas entre os países sugere que fatores étnicos e genéticos tenham impacto nas…

22 horas atrás