Ligação entre Covid-19 em gestantes e hipertensão e pré-eclâmpsia

Tempo de leitura: 2 min.

As síndromes hipertensivas têm complicado em torno de 10 a 15% das gestantes infectadas pelo SARS-Cov-2. Com o advento da pandemia de Covid-19, apesar do pequeno número de gestantes para estudo, e portanto, para conclusões, a observação desse aumento de frequência das síndromes hipertensivas nessas pacientes nos leva a inferir que, provavelmente, a atividade inflamatória desenvolvida pelo vírus deve ser o fator responsável pelo agravo essas gestantes.

Leia também: Qual o tempo ideal para uma cirurgia eletiva após a infecção pela Covid-19?

Análise recente sobre Covid-19 em gestantes

Um estudo observacional num hospital de Nova Iorque conduzido entre março e junho de 2020 com 1715 pacientes com gestações únicas observou:

  1. 167 pacientes testaram positivo para Covid-19 (10%)
    1. essas pacientes eram as mais jovens do grupo (média de 28 anos idade contra 31 anos de idade do grupo que testou negativo)
  2. Mais que o dobro de pacientes que testaram positivo tiveram hipertensão na gravidez em relação ao grupo que testou negativo.
  3. A gravidade da hipertensão foi semelhante entre os grupos.

Conclusão

Apesar das limitações técnicas do estudo (realizado no epicentro da pandemia americana, num único centro médico, sem possibilidade de comparações), sua relevância clínica é grande. Pode ser a sugestão para um estudo maior, multicêntrico para corroborar essas evidências.

Saiba mais: Em meio a pandemia de Covid-19, devemos aconselhar as mulheres pelo adiamento da gravidez?

De forma relevante, torna-se mandatório para os médicos que fazem acompanhamento de gestantes com Covid-19 que alertem suas pacientes sobre os sintomas e chequem o desenvolvimento de hipertensão gestacional, pré-eclâmpsia ou outras síndromes hipertensivas nessas pacientes para que o tratamento adequado possa garantir um resultado perinatal melhor.

Autor(a):

Referências bibliográficas:

Compartilhar
Publicado por
João Marcelo Martins Coluna

Posts recentes

ACC 2021: oclusão do apêndice atrial em cirurgia cardíaca + anticoagulação pode reduzir risco de AVE?

O estudo LAAOS 3 avaliou se a oclusão do apêndice atrial esquerdo, adicionada à posterior…

8 horas atrás

ACC 2021: sacubitril + valsartana ou ramipril para pacientes com IAM e IC?

O trial PARADISE-MI, apresentado no congresso do ACC 2021, testou a eficácia e segurança do…

8 horas atrás

ACC 2021: aspirina na prevenção secundária – qual a melhor dose?

O estudo ADAPTABLE, apresentado no congresso do ACC 2021, buscou entender se doses maiores de…

13 horas atrás

Whitebook: murcormicose

Em nossa publicação semanal de conteúdos do  Whitebook Clinical Decision vamos falar sobre a apresentação…

14 horas atrás

Ceratite infecciosa e lentes de contato: O que precisamos saber?

A ceratite infecciosa é a complicação mais séria que pode decorrer do uso de lentes…

1 dia atrás

Hemorragia intracraniana em pacientes que tomam anticoagulantes orais

A hemorragia intracraniana é potencialmente devastadora associada à terapia anticoagulante. Sua reversão é uma emergência. Saiba…

1 dia atrás