Home / Reumatologia / Lombalgia aguda: prescrição de relaxante muscular melhora quadro álgico?
lombalgia

Lombalgia aguda: prescrição de relaxante muscular melhora quadro álgico?

Reumatologia
Acesse para ver o conteúdo
Esse conteúdo é exclusivo para usuários do Portal PEBMED.

Para continuar lendo, faça seu login ou inscreva-se gratuitamente.

Preencha os dados abaixo para completar seu cadastro.

Ao clicar em inscreva-se, você concorda em receber notícias e novidades da medicina por e-mail. Pensando no seu bem estar, a PEBMED se compromete a não usar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Inscreva-se ou

Seja bem vindo

Voltar para o portal

Tempo de leitura: 2 minutos.

A lombalgia aguda é uma afecção frequente na população adulta jovem e pode ser definida como o quadro de dor na região lombar por até quatro semanas. Embora muitos casos de lombalgia aguda se resolvem espontaneamente, em algumas situações faz-se necessário a prescrição de medicamentos anti-inflamatórios não esteroidais (AINEs) para o controle do quadro de dor e melhora da funcionalidade. Entretanto, na literatura atual existem contradições sobre a necessidade ou não da utilização dos AINEs associados com relaxante muscular.

Leia maisLombalgia: atualização sobre o manejo de pacientes com dor lombar

Então fica-se a pergunta: será que a associação dos medicamentos promove melhor resultado nos casos de lombalgia aguda? Recente estudo publicado por Benjamin Friedman e cols (2019) comparou os resultados funcionais e na redução do quadro de dor em pacientes com lombalgia aguda que foram submetidos a utilização de uma semana de ibuprofeno associado ao placebo versus ibuprofeno associado a 1 de 3 relaxantes musculares: baclofeno, metaxalona e tizanidina.

Lombalgia x relaxante muscular

O estudo realizado foi realizado em pacientes (n=320) com lombalgia há menos de duas semanas e sem radiculopatia. Os pacientes foram randomizados em quatro regimes de medicação da seguinte forma: grupo Placebo recebeu ibuprofeno (600mg) associado ao placebo por via oral a cada 8 horas; grupo Baclofen recebeu ibuprofeno (600mg) associado ao baclofen (10 a 20 mg) por via oral a cada 8 horas; grupo Metaxalona recebeu ibuprofeno (600mg) associado a metaxalona (400 a 800 mg) por via oral a cada 8 horas; e grupo Tizanidina recebeu ibuprofeno (600mg) associado a tizanidina (2 a 4 mg) oralmente a cada 8 horas. Os participantes foram instruídos a tomar 1 ou 2 dessas cápsulas 3 vezes ao dia como necessário.

Todos os participantes receberam uma sessão educacional de 10 minutos e foi aplicado o questionário de Questionário Roland-Morris para verificar o grau de incapacidade, como desfecho primário e avaliaram a intensidade da dor (leve/moderada/intensa), como desfecho secundário. Os resultados do estudo demonstraram que após uma semana de medicação, os pacientes do grupo Placebo melhoraram em 11,1 pontos, o grupo Baclofen melhorou em 10,6 pontos, o grupo Metaxalona melhorou em 10,1 pontos e o grupo Tizanidina melhorou em 11,2 pontos para o questionário de incapacidade.

Resultados

Os resultados para a intensidade da dor demonstraram que após uma semana de follow-up, 30% dos pacientes do grupo Placebo relataram dor lombar moderada a grave versus 33% dos pacientes do grupo Baclofen, 37% dos pacientes do grupo Metaxalona e 33% dos pacientes do grupo Tizanidina. Diante dos resultados, os autores concluíram que a adição de baclofeno, metaxalona ou tizanidina ao ibuprofeno não parece melhorar a funcionalidade ou o quadro de dor quando comparado com o placebo associado ao ibuprofeno nos quadros de lombalgia aguda.

 

É médico e quer ser colunista do Portal da PEBMED? Inscreva-se aqui!

Autor:

Referências:

  • Qaseem A, Wilt TJ, McLean RM, Forciea MA. Clinical Guidelines Committee of the American College of Physicians. Noninvasive Treatments for Acute, Subacute, and Chronic Low Back Pain: A Clinical Practice Guideline From the American College of Physicians. Ann Intern Med. 2017;166(7):514-530.
  • Friedman BW, Irizarry E, Solorzano C, Zias E, Pearlman S, Wollowitz A, Jones MP, Shah PD, Gallagher EJ. A Randomized, Placebo-Controlled Trial of Ibuprofen Plus Metaxalone, Tizanidine, or Baclofen for Acute Low Back Pain. Ann Emerg Med. 2019 Apr 5. pii: S0196-0644(19)30139-8.

One comment

  1. Avatar
    Ana Cristina

    Os artigos são ótimos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.