Saúde Pública

Máscaras N95 vindas da China podem não ser eficientes, alerta Anvisa

Tempo de leitura: 2 min.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) informou na última terça-feira, dia 12 de maio, que máscaras modelo N95 adquiridas da China podem não ser eficientes e determinou a interdição cautelar do uso desses produtos como respiradores em serviços de saúde.

O alerta veio da Food and Drug Administration (FDA), que revogou a autorização de uso emergencial a diversas máscaras do tipo N95, PFF2 ou equivalentes que haviam sido autorizadas no contexto atual da pandemia do novo coronavírus.

Tome as melhores decisões clinicas, atualize-se. Cadastre-se e acesse gratuitamente conteúdo de medicina escrito e revisado por especialistas
Cadastrar Login

Máscaras n95 não efetivas

Especialistas do National Institute for Occupational Safety and Health (NIOSH) testaram 67 máscaras importadas para os Estados Unidos e descobriram que 60% não bloquearam 95% das partículas.

A máscara típica do N95 deve bloquear 95% das partículas do ar, que podem incluir bactérias infecciosas e partículas virais. Um KN95 é equivalente a uma máscara N95, mas projetado para atender aos padrões chineses de máscaras, que são ligeiramente diferentes dos americanos.

Confira a listagem completa dos lotes das máscaras aqui.

Acordo de confidencialidade

A Anvisa possui um acordo de confidencialidade, firmado em 2010 com a FDA, para o compartilhamento de informações sobre segurança, eficácia e qualidade dos produtos que regulamenta.

Entretanto, essa medida poderá ser revertida mediante a apresentação de laudo emitido por laboratório acreditado pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), que pode atestar a eficiência de filtragem em concordância com o padrão requerido para máscaras N95, PFF2 ou equivalentes.

Veja também: Coronavírus: o que fazer se a máscara n95 acabar? [vídeo]

Recall

As importadoras que decidirem rotular novamente os produtos para novas utilizações devem encaminhar a notificação de ação de campo à Anvisa, conforme estabelecido na Resolução da Diretoria Colegiada (RDC) 23/2012.

Caso a empresa importadora tenha Autorização de Funcionamento (AFE), o formulário de notificação da ação de campo deverá ser enviado via petição eletrônica, pelo Sistema Solicita. Caso a empresa não seja cadastrada na Agência, o formulário de notificação deverá ser enviado pelo e-mail recall.tecno@anvisa.gov.br.

Máscaras N95 podem ser descontaminadas, afirmam pesquisadores

Existem diversos métodos eficazes para descontaminar máscaras N95 para reutilizá-las, segundo pesquisadores do Instituto Nacional Controle Qualidade em Saúde (INCQS/Fiocruz).

Uma parte substancial da pesquisa já mostrou que as máscaras projetadas para uso único podem ser usadas mais de uma vez durante uma crise. Em março, o Centro de Controle de Doenças (CDC) autorizou a reutilização devido à escassez causada pela pandemia de Covid-19.

Nas últimas semanas, a Food and Drugs Administration (FDA) emitiu aprovações de emergência para diversos sistemas de descontaminação de máscaras.

Leia também: Máscaras cirúrgicas e de algodão são eficazes no bloqueio da Covid-19?

O novo estudo, realizado nos laboratórios Rocky Mountain, do Instituto Nacional de Alergias e Doenças Infecciosas, utilizou novos coronavírus vivos para testar o material das máscaras. O trabalho determinou que processos de descontaminação eram mais eficientes e como eles afetavam a integridade desses equipamentos.

Um dos autores do novo estudo, Vincent Munster, disse que o projeto foi realizado em cima de mais de uma década de estudos de descontaminação. “Mostramos que, na verdade, funciona tão bem para o novo coronavírus quanto para influenza e para bactérias”, afirmou em entrevista para o Jornal O Globo.

*Esse artigo foi revisado pela equipe médica da PEBMED

Autora:

Referências bibliográficas:

Compartilhar
Publicado por
Úrsula Neves

Posts recentes

Podemos usar a troponina para diferenciar IAM tipo 1 de outras causas de lesão miocárdica?

Há muitas causas de aumento de troponina além do IAM, identificar a causa do aumento…

7 minutos atrás

Delirium em pacientes com Covid-19

Artigo abordou o delirium na Covid-19, chamando a atenção dos profissionais de saúde para um…

1 hora atrás

A felicidade nas empresas: Chief Happiness Officer (CHO), uma nova possibilidade profissional

Felicidade não é só uma questão pessoal. Pessoas felizes adoecem menos e desenvolvem maior resiliência…

2 horas atrás

Manejo das infecções virais durante a gestação

Infecções virais durante a gestação são muito comuns e podem levar a aumento da morbimortalidade…

18 horas atrás

Anestesia no Paciente Chocado: confira os conteúdos atualizados em Anestesiologia

O app nº 1 do Brasil conta mais de 100 conteúdos publicados esta semana. Atenção…

19 horas atrás

Diagnóstico e manejo da encefalopatia de Hashimoto

A encefalopatia de Hashimoto é caracterizada por início subagudo de confusão com alteração do nível…

19 horas atrás