Medicina: habilidades úteis para desenvolver na quarentena

Tempo de leitura: 2 minutos.

Muitos estudantes e médicos já formados ainda não estão no front, pois suas aulas estão suspensas ou são atividades majoritariamente ambulatoriais. Enquanto a convocação obrigatória não começa de fato, aproveitar o tempo em casa para desenvolver habilidades úteis na sua carreira seria importante.

Listamos aqui uma séria de conteúdos e sugestões. Não estão incluídos aí áreas de conteúdo médico, pois nesse entendemos que seus livros, nosso Whitebook e o Portal já dão mais do que conta do recado!

Inglês

Saber falar inglês é indispensável a todo médico. O mínimo é a leitura, mas audição e fala também são muito desejados. Experimente conversas online com professores de inglês e tarefas de leitura para casa:

Gerenciador de referências bibliográficas

Na sua monografia ou escrevendo um artigo, você já se perdeu corrigindo cem referências? Esse problema foi resolvido há uns dez anos, quando empresas desenvolveram programas que captam a informação bibliográfica do site de busca ou de um arquivo PDF, organiza para você e já insere no editor de textos na ordem correta e podendo escolher o formato final. Mendeley e Zotero são os gratuitos e os mais utilizados, mas EndNote foi pioneiro e tem vários recursos extras na versão paga.

Microsoft e Apple também desenvolveram gerenciadores próprios, mas na minha opinião ainda estão um degrau atrás dos profissionais para a área médica.

Sugestões tutoriais do Mendeley:

Busca no PubMed

O Pubmed é o principal site de buscas na literatura médica, gerenciado pela Biblioteca do Ministério da Saúde dos EUA. As principais revistas do mundo estão lá e não há tese ou revisão sistemática que não os inclua. Saber usar os termos corretos, o que é MESH (tipo keywords) e os filtros são fundamentais para achar o que precisa, em especial nesses tempos de excesso de fontes de informação. Outras base de dados famosas são Scielo (Brasil e AL), Lilacs (AL) e Embase (Europa).

Neste link, você confere o tutorial oficial da NCBI.

Microsoft Office

Quem nunca precisou escrever um trabalho no Office, organizar uma planilha de dados ou preparar uma apresentação do PowerPoint. O domínio do pacote Office (ou do seu análogo da Apple – Page, Key etc) é importante em todas as profissões de nível superior. Exemplos práticos para quem é assistencialista são:

  • Fazer uma prescrição
  • Organizar uma folha de passagem de plantão
  • Apresentar casos clínicos nas sessões
  • Organizar material didático para internos, residentes ou plantonistas. Neste aspecto aqui, incluo o Google Meet, que está aberto para reuniões virtuais, e o Google Classroom, para montar pequenas turmas de educação à distância. É possível colocar vídeos, textos para leitura e até realizar provas online!

Veja exemplos de cursos online em plataformas conhecidas:

Carreira e Finanças

Quer aprender habilidades que a faculdade não te ensinou e que farão muita diferença na sua carreira médica? Inteligência financeira, marketing médico, produtividade e técnicas de estudo são alguns dos temas abordados pelo canal Além da Medicina (instagram: @alem.da.medicina; YouTube, neste link). Os médicos Maikel Ramthun, Victor Miranda e Bernardo Precht abordam de forma prática todas essas habilidades e postam conteúdos novos todos os dias no seu canal do Instagram, além de postarem três vídeos novos toda semana no recém criado canal do YouTube. “O diferencial é justamente ser um conteúdo criado de médico para médico, sempre ensinando aquilo que fazemos na prática” diz Maikel, um dos idealizadores do projeto.

Aqui no final, vou deixar outras dicas pontuais também para quem se interessar:

Autor:

Relacionados