Metformina diminui peso em adolescentes com diabetes tipo 1

Estudo recentemente publicado no Journal of the American Medical Association (JAMA) demonstra que a administração de metformina a adolescentes diabéticos tipo 1 obesos ou com sobrepeso, em adjuvância ao tratamento padrão com insulina, não melhora o controle glicêmico, reduzindo, no entanto, a dose de insulina necessária e o peso.

O estudo duplo-cego randomizado acompanhou por 6 meses 140 adolescentes com diabetes tipo 1, que foram randomizados para um grupo que recebeu doses crescentes de metformina até a dose plena de 2 g/dia ou para um grupo placebo. Os resultados demonstraram que, 26 semanas após o início do estudo, o grupo que recebeu metformina necessitou de uma média de 0,1 U/kg/dia de insulina a menos do que o grupo placebo (P < 0,001). No grupo da metformina, 24% apresentaram uma redução no índica de massa corporal em 10% ou mais, enquanto no grupo controle esta diferença foi de 7% (P < 0,01).

Outros marcadores estudados, referentes a redução do risco cardiovascular, como lipídios séricos, pressão arterial e marcadores inflamatórios não apresentaram melhora com a metformina em 6 meses de tratamento. No entanto, acredita-se que 6 meses seja pouco tempo para observar estes efeitos.

Como nem tudo são flores, o tratamento com metformina associou-se a maior incidência de efeitos adversos, especialmente a conhecida intolerância gastrintestinal do medicamento, e a ocorrência de hipoglicemia (relacionada à diminuição da resistência insulínica pela droga). Estes resultados sugerem que o ajuste da insulina em pacientes em uso de metformina deve ser mais cuidadoso, por seu risco aumentado de hipoglicemia.

O maior benefício clínico do estudo é corroborar dados já fundamentados na população adulta com diabetes tipo 1, de que a metformina ajuda a diminuir as doses de insulina, sem no entanto afetar o controle glicêmico. Diminuir a dose de insulina torna-se fundamental na população adolescente com diabetes tipo 1, visto que um quarto destes apresentam obesidade ou sobrepeso, e a insulina é comprovadamente um fator importante no ganho de peso destes pacientes.

 

Referências Bibliográficas:

  • Ingrid M. Libman, MD, PhD; Kellee M. Miller, PhD et al. Effect of Metformin Added to Insulin on Glycemic Control Among Overweight/Obese Adolescents With Type 1 Diabetes: A Randomized Clinical Trial. JAMA. 2015; 314(21): 2241-2250. doi: 10.1001/jama.2015.16174.
Compartilhar
Publicado por
Eduardo Moura

Posts recentes

Metformina pode ser usada para prolongar a gestação em pré-eclâmpsia pré-termo?

Um ensaio clínico randomizado avaliou o uso da metformina de liberação estendida em pacientes com…

5 horas atrás

Whitebook: anemia por deficiência de ferro

Em nossa publicação semanal de conteúdos compartilhados do Whitebook vamos fazer a apresentação clínica da…

9 horas atrás

Blog do Nurse: live “O suicídio como um problema de saúde pública”!

Na próxima segunda-feira (27/09), às 20h, o Nursebook convida Cleudo Menezes e Rafael Polakiewicz para…

1 dia atrás

Podcast Integrado: prevenção ao Suicídio: como detectar fatores de risco? [podcast]

Confira o podcast dos canais da PEBMED sobre fatores de risco na prevenção ao suicídio.…

1 dia atrás

Como diferenciar doenças inflamatórias desmielinizantes em crianças por exames de imagem?

“Crianças não são adultos em miniatura”. Devemos nos lembrar disso na avaliação das doenças desmielinizantes…

1 dia atrás

Qual é o melhor tratamento para fraturas do terço distal do rádio a longo prazo em idosos?

Um estudo avaliou qual é o melhor tratamento a longo prazo para fraturas instáveis do…

1 dia atrás