Colunistas

Método BLW: é a melhor opção para prevenção da obesidade?

Tempo de leitura: 2 min.

Desde as primeiras referências ao método BLW (Baby-Led Weaning), alguns estudos sugeriram e observaram os possíveis benefícios desta estratégia de introdução alimentar na saúde dos bebês. A ideia é de que o BLW possa favorecer o controle do apetite do bebê e levar a níveis mais elevados de responsividade à saciedade, contribuindo, assim, para a proteção contra sobrepeso posteriormente, embora com resultados controversos. Apesar de o BLW ganhar popularidade, juntamente com seus benefícios potenciais sobre os desfechos de saúde, existem poucas evidências de alta qualidade sobre este método de desmame. Alguns autores também questionam se há risco de o bebê não ingerir nutrientes suficientes, principalmente ferro e zinco, para o ganho de peso e crescimento adequado por esse método. Por fim, o risco de engasgo também é uma questão que preocupa muitos pesquisadores.

Tome as melhores decisões clinicas, atualize-se. Cadastre-se e acesse gratuitamente conteúdo de medicina escrito e revisado por especialistas
Cadastrar Login

Revisão sistemática sobre o efeito do método BLW

Os resultados de uma revisão sistemática publicada no jornal Nutrients sobre o efeito do método BLW na prevalência de ganho de peso na infância foram inconclusivos. O objetivo foi determinar a influência do BLW no ganho de peso do bebê em comparação à introdução alimentar tradicional com colher e avaliar se poderia diminuir o risco de obesidade em crianças.

Martinón-Torres e equipe realizaram uma revisão seguindo a metodologia PRISMA, utilizando artigos encontrados no Pubmed, Web of Science, Embase e Cochrane Library. De 747 artigos, oito estudos (2875 bebês no total) foram incluídos (dois ensaios clínicos randomizados, seis estudos observacionais). Os resultados não foram convincentes: enquanto alguns estudos parecem demonstrar menor ganho de peso em bebês que aplicam BLW, outros mostram desfechos inconclusivos. O risco de viés em todos os estudos incluídos foi moderado ou alto.

Portanto, o estudo “Baby-Led Weaning: What Role Does It Play in Obesity Risk during the First Years? A Systematic Review”, concluiu que ensaios clínicos e estudos longitudinais prospectivos mais longos devem ser feitos, usando controles de confusão (por exemplo, peso ao nascer e amamentação) e incluindo variáveis de composição corporal e velocidade de ganho de peso, para mostrar qual técnica de alimentação é a melhor para reduzir o risco de obesidade na infância.

O Departamento de Nutrologia da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) aconselha que, no momento da alimentação, o lactente possa receber os alimentos amassados oferecidos na colher, porém ele também deve experimentá-los com as mãos, explorando as variadas texturas dos alimentos como um processo natural do aprendizado sensório motor. A SBP, portanto, estimula a interação com a comida, evoluindo conforme o tempo de desenvolvimento da criança, enfatizando que, até o momento, não há evidências suficientes para afirmar que os métodos BLW ou BLISS (Baby-Led Introduction to SolidS) sejam as únicas maneiras corretas de introdução alimentar.

Autor(a): 

Referências bibliográficas: 

  • MARTINÓN-TORRES, N. et al. Baby-Led Weaning: What Role Does It Play in Obesity Risk during the First Years? A Systematic Review. Nutrients, v.13, n.3, 1009, 2021
  • SOCIEDADE BRASILEIRA DE PEDIATRIA. “Manual de Alimentação da Infância à Adolescência”. 2018. Disponível em: www.sbp.com.br Acesso em: 19/05/2021
Compartilhar
Publicado por
Roberta Esteves Vieira de Castro

Posts recentes

Intubação na escassez de sedativo: quais as alternativas medicamentosas? [podcast]

Neste episódio, o Dr. Filipe Amado falará sobre como realizar intubação no cenário de escassez…

9 horas atrás

Diagnóstico de mieloma múltiplo: o papel dos exames de imagem

O mieloma múltiplo (MM) é uma neoplasia hematológica que resulta da proliferação clonal de plasmócitos…

10 horas atrás

5 mnemônicos para salvar o plantão

Os mnemônicos, que já são consagrados como estratégia de estudo, também podem nos ajudar na…

11 horas atrás

Tapentadol x Oxicodona para controle da dor pós-operatória

A busca por um opioide com maior perfil de segurança para dor pós-operatória é altamente…

12 horas atrás

Dor no ombro após cirurgia de vesícula: foi a posição?

A dor no ombro é uma queixa bastante frequente após a cirurgia laparoscópica. Foi estudada…

13 horas atrás

Micofenolato de mofetila no manejo inicial da púrpura trombocitopênica imune

Púrpura trombocitopênica imune é uma condição autoimune que autoanticorpos antiplaquetários promovem a destruição das plaquetas…

14 horas atrás