Cardiologia

Monitores com inteligência artificial são capazes de monitorar o intervalo QT?

Tempo de leitura: 2 min.

Sabemos que o aumento do intervalo QT acima de 500 ms é um fator de risco para morte súbita por aumentar a chance de fibrilação ventricular. As alterações no intervalo QT são uma grande preocupação em pacientes com Síndrome do QT longo congênito ou adquirido, ou em pacientes com alguma predisposição não conhecida e que fazem uso de fármacos específicos, como por exemplo, em alguns protocolos instituídos para o tratamento da Covid-19.

Leia também: Quiz: qual o laudo desse ECG?

Um estudo publicado esse mês no Circulation investigou o uso de uma tecnologia que envolve um algoritmo de detecção de intervalos QT acima de 500 ms, desenvolvido e validado em um banco de dados de 1,6 milhões de ECGs. Depois, esse algoritmo foi agregado a um dispositivo de registro de ECG portátil e de uso pessoal (modelo AliveCor Kardia 6L), que consegue registrar as 6 derivações do plano frontal.

O racional era: será que esses algoritmos têm a capacidade de monitorar o intervalo QT, calcular o QT corrigido, “aprender” os padrões mais comuns e predizer eficazmente os alargamentos do QT?

Tome as melhores decisões clinicas, atualize-se. Cadastre-se e acesse gratuitamente conteúdo de medicina escrito e revisado por especialistas
Cadastrar Login

Resultados

Entre os exames utilizados para validação do algoritmo, houve uma semelhança muito grande entre o cálculo do algoritmo e o cálculo feito por cardiologistas (-1,76 ± 23 ms).

Saiba mais: Medindo intervalo QT através de dispositivos inteligentes

Ao aplicar o algoritmo em monitores de uso pessoal, a detecção de QTc > 500 ms teve uma sensibilidade de 80% e uma especificidade de 94,4%.

Resumindo

Podemos utilizar com segurança dispositivos de monitoramento pessoal com algoritmos inteligentes para prever alterações eletrocardiográficas importantes em situações específicas e em determinados pacientes cuja realização de ECG convencional não esteja disponível, acessível ou mesmo custo-efetiva.

Autor(a):

Referências bibliográficas:

  • Giudicessi JR, Schram M, Bos JM, Galloway CD, Shreibati JB, Johnson PW, Carter RE, Disrud LW, Kleiman R, Attia ZI, Noseworthy PA, Friedman PA, Albert DE, Ackerman MJ. Artificial Intelligence-Enabled Assessment of the Heart Rate Corrected QT Interval Using a Mobile Electrocardiogram Device. Circulation. 2021 Feb 1. doi: 10.1161/CIRCULATIONAHA.120.050231. Epub ahead of print. PMID: 33517677.
Compartilhar
Publicado por
Eraldo Ribeiro Ferreira Leão de Moraes

Posts recentes

Infecção puerperal e sepse materna: um evento prevenível?

A sepse puerperal é cinco causas mais frequentes de morte materna no mundo, sendo responsável…

14 horas atrás

Podcast Integrado: O papel do SUS para o profissional de saúde [podcast]

Confira o podcast dos canais da PEBMED sobre o papel do SUS para o profissional…

15 horas atrás

O que pode te ajudar no tratamento do paciente séptico?

Como manejar o paciente séptico do ponto de vista hemodinâmico ao longo das próximas horas…

16 horas atrás

SBIm se posiciona sobre a suspensão da vacinação contra a Covid-19 em adolescentes sem comorbidades

Em 15 de setembro, o Ministério da Saúde (MS) ordenou que a suspensão da vacinação…

17 horas atrás

Ministério da Saúde recomenda suspensão da vacinação de adolescentes sem comorbidades

O Ministério da Saúde emitiu uma nota técnica recomendando a suspensão da vacinação de adolescentes…

18 horas atrás

Vacinação para covid em adolescentes: orientações da Sociedade Brasileira de Pediatria

No último dia 14, a SBP publicou um documento que faz recomendações com relação à…

19 horas atrás