Neurologia e coronavírus: relatado primeiro caso de encefalite associada à infecção

Acaba de sair o relato de caso da primeira meningite/encefalite associada ao SARS-CoV-2, o novo coronavírus, causador da Covid-19.

O Portal PEBMED é destinado para médicos e demais profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar esse conteúdo crie um perfil gratuito no AgendarConsulta.

Acaba de sair o relato de caso da primeira encefalite associada ao SARS-CoV-2, novo coronavírus. Ainda é o pre-proof do artigo, ou seja, poderá haver alterações até sua versão final, que será publicada na International Journal of Infectious Diseases (IJID). O caso foi relatado por uma equipe médica do Japão, não citando a cidade.

médico avaliando tomografia de paciente com encefalite por coronavírus

Encefalite por coronavírus

Trata-se de um homem de 24 anos. Sem história de viagens ao exterior, que iniciou quadro de cefaleia, fadiga generalizada e febre no final de fevereiro de 2020 (dia 1). No dia 2, ele consultou um médico nas proximidades recebendo Laninamivir e antipiréticos sob o diagnóstico de influenza devido a seus sintomas clínicos, apesar do resultado negativo do teste diagnóstico. Três dias depois (dia 5), ele visitou outra clínica devido ao agravamento dos sintomas anteriores, dor de cabeça e dor de garganta. Foi submetido a RX de tórax e exame de sangue não evidenciando alterações. No dia 9, ele foi encontrado deitado no chão com alteração do nível de consciência sendo imediatamente transferido para o hospital. Durante o transporte de emergência, ele apresentou crise convulsiva por cerca de um minuto.

Deu entrada com Glasgow (GCS) de 6 (O4 V1 M1) estável hemodinâmicamente. Ao exame, apresentava rigidez de nuca. O laboratório inicial mostrou leucocitose com predomínio de neutrófilos e leve linfopenia, além de aumento da proteína C reativa.

Assista também: Coronavírus e neurologia: 3 questões sobre a epidemia [vídeo]

TC de crânio não demonstrou evidência de edema cerebral, já a TC de tórax revelou que pequena opacidade do vidro fosco no lobo superior direito e em ambos os lados do lobo inferior. Foi submetido a punção, tendo como resultado da análise de liquor os seguintes dados: límpido e incolor e a pressão inicial era superior a 32 cmH2, celuaridade de 12/μL– 10 células mononucleares e 2 polimorfonucleares sem glóbulos vermelhos. Anticorpos IgM anti-HSV 1 e varicela-zoster não foram detectados. O teste de RT-PCR para SARS-CoV-2 foi realizado usando um swab nasofaríngeo e LCR, assumindo que o SARS-CoV-2 estava envolvido no surto. Embora o RNA específico da SARS-CoV-2 não tenha sido detectado no swab nasofaríngeo, foi detectado no LCR.

Durante o tratamento de emergência, o paciente foi sedado e colocado em ventilação mecânica, devido as múltiplas crises convulsivas apresentadas e transferido para a UTI com o diagnóstico clínico de meningite e pneumonia viral. Após a admissão na UTI, ele foi iniciado empiricamente com ceftriaxona (IV), vancomicina, aciclovir e esteroides.

Ele também foi submetido à administração intravenosa de Levetiracetam para convulsão. O favipiravir foi administrado por sonda nasogástrica por 10 dias desde o dia 2. A RM de crânio foi realizada 20 horas após a internação na UTI (Figura 1). As sequências de difusão (DWI) mostraram hiperintensidade ao longo da parede do corno inferior do ventrículo lateral direito. A sequência FLAIR mostrou alterações de sinal hiperintenso no lobo temporal mesial direito e hipocampo com leve atrofia hipocampal. Não foi evidenciado alterações na sequência com gadolíneo. Esses achados indicaram ventriculite lateral direita e encefalite, principalmente no lobo mesial direito e no hipocampo, aventou-se como diagnóstico diferencial a esclerose hipocampal que pode acompanhar a encefalopatia pós-convulsiva. Além disso, a imagem ponderada em T2 mostrou sinusite paranasal.

No dia 15, mantendo-se o tratamento para pneumonia bacteriana o comprometimento da consciência devido a encefalite associada à SARS-CoV-2 também permaneceu.

Veja mais: Encefalopatia e Covid-19: dois relatos de caso

O relato de caso descreve o primeiro caso de meningite/encefalite associada à SARS-CoV-2. Este caso mostra o potencial neuroinvasivo do vírus e que não podemos excluir infecções por SARS-CoV-2, mesmo que o teste de RT-PCR para SARS-CoV-2 usando a amostra nasofaríngea do paciente seja negativo.

Coronavírus SARS

Em 2002-2003, a pandemia da Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS) apareceu e o SARS-CoV foi isolado como patógeno e como a nova família de coronavírus humanos. Ao longo de vários anos, os coronavírus humanos, incluindo SARS-CoV, foram identificados como possíveis patógenos para patologias fora dos sistemas respiratórios.

Um relatório mostra que as sequências do genoma de SARS-CoV foram detectadas no cérebro de todas as autópsias de SARS com RT-PCR em tempo real. É importante ressaltar que os sinais eram fortes no hipocampo, onde foi encontrado no paciente descrito.

Estudo recente afirma que a sequência genômica é semelhante entre SARS-CoV e SARS-CoV-2, especialmente os domínios de ligação ao receptor do SARS-CoV é estruturalmente semelhante ao do SARS-CoV-2. Isso pode levar o SARS-CoV e o SARS-CoV-2 a compartilhar o ACE2 como um receptor. Essa pode ser a razão pela qual o SARS-CoV e o SARS-CoV-2 podem invadir o mesmo lugar no cérebro humano.

Leia também: Neuropatia do olfatório cursando com anosmia associada à infecção pela Covid-19

No presente caso, a RM demonstrou achados anormais do lobo temporal medial, incluindo hipocampo, sugerindo encefalite, esclerose hipocampal ou encefalite pós-convulsiva. A esclerose hipocampal seria improvável porque ele não teve episódios de epilepsia temporal mesial em sua história passada. Além disso, este caso foi apresentado com sinusite paranasal significativa. Embora a relação entre sinusite e transferência trans-sináptica retrógrada seja obscura, devemos prestar atenção às condições nasais e paranasais no diagnóstico e tratamento da infecção por SARS-CoV-2.

Este caso é importante porque mostra que os pacientes inconscientes estão potencialmente infectados pelo SARS-CoV-2 e podem causar a infecção horizontal. A fim de encerrar a pandemia de doenças por SARS-CoV-2, o diagnóstico da doença deve ser rápido e não negligenciar nenhum resultado. Encontrar o paciente suspeito é o primeiro passo de uma medida preventiva contra a pandemia. Deve-se ter em mente que os sintomas da encefalite ou cerebropatia podem ser a primeira indicação, bem como os sintomas respiratórios, para encontrar os pacientes escondidos com SARS-CoV-2.

Figura. RM do cérebro foi realizada 20 horas após a admissão. | A: Difusão (DWI) mostra hiperintensidade ao longo da parede do corno inferior do ventrículo lateral direito. | B, C: Sequência FLAIR evidenciando alterações de sinal hiperintenso no lobo temporal mesial direito e hipocampo com leve atrofia hipocampal. Esses achados indicaram ventriculite lateral direita e encefalite principalmente no lobo mesial direito e no hipocampo. | D: imagem ponderada em T2 mostrou pansinusite paranasal. | Reprodução: https://doi.org/10.1016/j.ijid.2020.03.062

Relatos como este nos traz mais perguntas do que respostas, acredito que com o tempo teremos várias delas respondidas, até lá devemos nos manter atentos a todos os sintomas neurológicos manifestados pelos pacientes durante esta pandemia.

Referência bibliográfica:

  • Moriguchi T, et al. A first Case of Meningitis/Encephalitis associated with SARS-Coronavirus-2. International Journal of Infectious Diseases. Available online 3 April 2020. https://doi.org/10.1016/j.ijid.2020.03.062
Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastre-se grátis Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades

Avaliar artigo

Dê sua nota para esse conteúdo

Selecione o motivo:
Errado
Incompleto
Desatualizado
Confuso
Outros

Sucesso!

Sua avaliação foi registrada com sucesso.

Avaliar artigo

Dê sua nota para esse conteúdo.

Você avaliou esse artigo

Sua avaliação foi registrada com sucesso.

Baixe e-books, e outros materiais para aprimorar sua prática médica e gestão Baixe e-books, e outros materiais
para aprimorar sua prática
médica e gestão