Categorias: ColunistasPediatria

Novembro roxo: Dia Mundial da Prematuridade

Tempo de leitura: 2 min.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), 15 milhões de bebês nascem prematuramente a cada ano. Isso é mais do que um em cada 10 bebês. Infelizmente, aproximadamente 1 milhão de crianças morrem anualmente devido a complicações do parto prematuro e muitos sobreviventes enfrentam uma vida inteira de desafios, incluindo dificuldades de aprendizagem e problemas visuais e auditivos.

A prematuridade é a principal causa de óbito em crianças menores de cinco anos. E, em quase todos os países com dados confiáveis, as taxas de nascimentos prematuros estão aumentando. Ademais, as desigualdades nas taxas de sobrevivência em todo o mundo são expressivas.

Em contextos de baixa renda, metade dos bebês nascidos com menos de 32 semanas morre devido à falta de cuidados viáveis e econômicos, como calor, apoio à amamentação e cuidados básicos para infecções, e dificuldades respiratórias. Em países de renda mais alta, quase todos esses bebês sobrevivem. Para a OMS, o uso subestimado da tecnologia em ambientes de renda média está causando um aumento da carga de incapacidade entre os bebês prematuros que sobrevivem ao período neonatal.

Fundado em 20082, o Dia Mundial da Prematuridade (World Prematurity Day – WPD) é comemorado internacionalmente em 17 de novembro para promover o reconhecimento da prematuridade como importante problema de saúde pública, além de aumentar a conscientização sobre os desafios enfrentados pelo bebês prematuros e suas famílias.

A cor roxa é usada para simbolizar o mês de novembro, considerado mês da prematuridade, e representa sensibilidade e individualidade, particularidades dos bebês prematuros. Além disso a cor roxa também significa transformação. Para mais informações em português sobre o Dia Mundial da Prematuridade, acesse este link.

Como forma de participar da campanha Novembro Roxo, fizemos diversas publicações sobre a prematuridade no Portal PEBMED ao longo do mês. Confira:

Autor:

Referências bibliográficas:

Compartilhar
Publicado por
Roberta Esteves Vieira de Castro

Posts recentes

Da dama da lâmpada aos heróis da saúde: desafios da enfermagem no Brasil

A história da enfermagem no Brasil possui marcos importantes que contribuíram para a construção da…

33 segundos atrás

Suporte ventilatório não invasivo na Covid-19: quando intubar?

Estudo verificou que o uso de suporte ventilatório não invasivo como primeiro suporte foi fator…

2 horas atrás

Covid-19: FDA autoriza uso emergencial da vacina Pfizer em adolescentes de 12 a 15 anos

O Food and Drug Administration (FDA) autorizou o uso emergencial da vacina Pfizer-BioNTech COVID-19 em…

3 horas atrás

Screening de hipertensão arterial em adultos: recomendações da USPSTF

Em abril, houve a publicação de um documento da USPSTF recomendando o screening de hipertensão…

4 horas atrás

Orientações ao Paciente ganha nova estrutura; saiba mais!

Acesse o post e fique por dentro das mudanças na categoria Orientações ao Paciente, que…

19 horas atrás

Covid-19: experiências exitosas e o protagonismo do enfermeiro

Em meio à pandemia de Covid-19, o trabalho da enfermagem vem se destacando e sendo…

20 horas atrás