Categorias: Saúde Pública

Novo calendário nacional de vacinação do Ministério da Saúde para 2018

Tempo de leitura: [rt_reading_time] minutos.

Esse mês, o Ministério da Saúde atualizou o calendário vacinal do ano de 2017 com suas recomendações para o ano vigente. Nesse artigo você encontra também todas as orientações para a imunização contra a dengue, que não fazem parte do documento oficial, mas são fundamentais para a saúde da população. Veja abaixo o calendário nacional de vacinação para 2018.

Novo calendário nacional de vacinação do Ministério da Saúde para 2019

Calendário nacional de vacinação

Idade Vacinas
Ao nascer – BCG (dose única)

– Hepatite B

2 meses – Pentavalente 1ª dose (Tetravalente + Hepatite B 2ª dose)

– Poliomielite 1ª dose (VIP)

– Pneumocócica conjugada 1ª dose

– Rotavírus 1ª dose

3 meses – Meningocócica C conjugada 1ª dose
4 meses – Pentavalente 2ª dose (Tetravalente + Hepatite B 3ª dose)

– Poliomielite 2ª dose (VIP)

– Pneumocócica conjugada 2ª dose

– Rotavírus 2ª dose

5 meses – Meningocócica C conjugada 2ª dose
6 meses – Pentavalente 3ª dose (Tetravalente + Hepatite B 4ª dose)

– Poliomielite 3ª dose (VIP)

9 meses – Febre Amarela (dose única)
12 meses – Pneumocócica conjugada reforço

– Meningocócica C conjugada reforço

– Tríplice Viral 1ª dose

15 meses – DTP 1º reforço (incluída na pentavalente)

– Poliomielite 1º reforço (VOP)

– Hepatite A (1 dose de 15 meses até 5 anos)

– Tetra viral (Tríplice Viral 2ª dose + Varicela)

4 anos – DTP 2º reforço (incluída na pentavalente)

– Poliomielite 2º reforço (VOP)

– Febre amarela reforço

9-14 anos – HPV 2 doses*

– Meningocócica C (reforço ou dose única)**

Adolescentes, Adultos e Idosos – Hepatite B (3 doses a depender da situação vacinal)

– Febre Amarela (dose única p/ não vacinados ou sem comprovante de vacinação)

– Tríplice Viral (2 doses até os 29 anos ou 1 dose em > 30 anos. Idade máxima: 49 anos)

– DT (Reforço a cada 10 anos)

– dTpa (para gestantes a partir da 20ª semana, que perderam a oportunidade de serem vacinadas)***

Dengue: A vacina para prevenção da dengue é recomendada somente para indivíduos de 9 aos 45 anos de idade residentes em áreas endêmicas que já foram previamente expostos ao vírus da dengue de qualquer sorotipo. Contraindicado para indivíduos soronegativos, gestantes, alérgicos aos princípios ativos da vacina.

Hepatite B: Oferta da vacina para toda a população independente da idade e/ou condições de vulnerabilidade, justificada pelo aumento da frequência de atividade sexual em idosos e do aumento de DST nesta população.

Poliomielite: A 3ª dose é a vacina inativada da polio (VIP), a exemplo do que já ocorre com as 1ª e 2ª doses da vacina. As doses de reforço aos 15 meses e 4 anos e as campanhas de vacinação continuam aplicando a vacina VOP (bivalente).

Pneumocócica: Esquema básico com duas doses (aos 2 e 4 meses) e dose de reforço aos 12 meses (podendo ser aplicada até os 4 anos). Crianças não vacinadas anteriormente podem receber dose única dos 12 meses aos 4 anos.

Hepatite A: Aplicada aos 15 meses, podendo ser aplicada até os 5 anos.

Vacinas tríplice viral e varicela: O ministério disponibiliza duas doses de vacina tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola) para pessoas de 12 meses até 29 anos de idade e uma dose da vacina varicela (atenuada) para crianças até quatro anos de idade.

*HPV: Esquema básico com duas doses com 6 meses de intervalo em meninas de 9 a 14 anos e meninos de 11 a 14 anos. A vacina HPV também está disponível para indivíduos imunodeprimidos (indivíduos submetidos a transplantes de órgãos sólidos, transplantes de medula óssea ou pacientes oncológicos) e vivendo com HIV/Aids, que deverão receber o esquema de três doses (0, 2 e 6 meses) para ambos os sexos, nas faixas etárias entre 9 e 26 anos de idade.

**Meningocócica: Esquema básico com duas doses (aos 3 e 5 meses) e dose de reforço aos 12 meses (podendo ser aplicada até os 4 anos). Crianças não vacinadas anteriormente podem receber dose única dos 12 meses aos 4 anos. O Ministério passa a disponibilizar a vacina conjugada para adolescentes de 12 a 13 anos. A faixa-etária será ampliada, gradativamente, até 2020, quando serão incluídos crianças e adolescentes com 9 anos até 13 anos.

***dTpa: uma dose a partir da 20ª semana de gestação, para aquelas que perderam a oportunidade de serem vacinadas durante a gestação. Administrar uma dose no puerpério, o mais precocemente possível.

Leve o calendário vacinal na sua mão! Baixe o Whitebook gratuitamente e tenha todo o conteúdo disponível em seu celular, online e offline.

Referências:

Compartilhar
Publicado por
Vanessa Thees

Posts recentes

ACC 2021: oclusão do apêndice atrial em cirurgia cardíaca + anticoagulação pode reduzir risco de AVE?

O estudo LAAOS 3 avaliou se a oclusão do apêndice atrial esquerdo, adicionada à posterior…

7 horas atrás

ACC 2021: sacubitril + valsartana ou ramipril para pacientes com IAM e IC?

O trial PARADISE-MI, apresentado no congresso do ACC 2021, testou a eficácia e segurança do…

8 horas atrás

ACC 2021: aspirina na prevenção secundária – qual a melhor dose?

O estudo ADAPTABLE, apresentado no congresso do ACC 2021, buscou entender se doses maiores de…

13 horas atrás

Whitebook: murcormicose

Em nossa publicação semanal de conteúdos do  Whitebook Clinical Decision vamos falar sobre a apresentação…

13 horas atrás

Ceratite infecciosa e lentes de contato: O que precisamos saber?

A ceratite infecciosa é a complicação mais séria que pode decorrer do uso de lentes…

1 dia atrás

Hemorragia intracraniana em pacientes que tomam anticoagulantes orais

A hemorragia intracraniana é potencialmente devastadora associada à terapia anticoagulante. Sua reversão é uma emergência. Saiba…

1 dia atrás