Geriatria

O Índice de Sarcopenia pode predizer o risco de complicações pós-cirurgias de fraturas do quadril em idosos?

Tempo de leitura: 2 min.

As fraturas do quadril são comuns em idosos e são tratadas por procedimentos cirúrgicos que promovem consolidação ou encurtam o curso da patologia. Entretanto, esses pacientes possuem alto risco de complicações pós-operatórias cuja prevenção é alvo de pesquisa constante. A sarcopenia está associada a pior prognóstico e até morte após cirurgias para fraturas de quadril, podendo ser medida através de bioimpedância, tomografia ou ressonância magnética. Entretanto, essas medidas requerem aparelhagem específica e alto custo.

Recentemente, o Índice de Sarcopenia (IS, creatinina sérica [mg/dl]/cistatina C [mg/l] x 100) tem sido recomendado para avaliar massa muscular. Um estudo publicado no último mês na revista BioMed Central buscou avaliar a utilidade desse índice como marcador preditivo do risco de complicações pós-operatórias de fraturas do quadril em idosos.

Leia também: Fraturas traumáticas também estão relacionadas à osteoporose?

O estudo

O estudo retrospectivo observacional foi conduzido na China em 897 pacientes (306 homens e 591 mulheres) maiores de 60 anos operados com fraturas de quadril entre 2010 e 2017. Foram excluídos pacientes com tumores ou disfunção renal grave. O IS foi calculado após coleta de sangue no pré-operatório dos pacientes. Os pacientes foram divididos em 2 grupos de acordo com a cirurgia realizada (fixação interna ou artroplastia) e de acordo com o SI (baixo – < 74,29 ou alto – > 74,29). 

As complicações pós-operatórias incluíram pneumonia (12%), infecções de trato urinário (1,8%), falência respiratória (1,5%), falência cardíaca (1,6%) e alterações relacionadas à cicatrização da ferida (3,6%). No grupo das artroplastias, após correção de fatores de confundimento, um IS alto foi associado a menor risco de pneumonia (IC 95% 0,18-0,89, OR: 0,39), sem diferença significativa quanto às outras complicações.

Saiba mais: Fraturas distais do fêmur e fraturas do quadril em idosos: qual apresenta maior mortalidade?

O estudo possui uma série de limitações. Foi realizado em uma única instituição com tamanho de amostra limitado, além de ser retrospectivo, sujeito a vieses de seleção. Também não foi possível avaliar a massa muscular pelos métodos de bioimpedância ou imagem.

Conclusão

O Índice de Sarcopenia baseado na creatinina sérica e cistatina C pode predizer pneumonia como complicação de pacientes idosos operados de fraturas do quadril. Mais estudos com maior grau de evidência são necessários a fim de corroborar tais achados.

Autor(a):

Referências bibliográficas:

  • Chen X, Shen Y, Hou L. et al. Sarcopenia index based on serum creatinine and cystatin C predicts the risk of postoperative complications following hip fracture surgery in older adults. BMC Geriatr. 2021;21:541. doi: 10.1186/s12877-021-02522-1.
Compartilhar
Publicado por
Giovanni Vilardo Cerqueira Guedes

Posts recentes

Mediastinite fibrosante: o que precisamos saber

A mediastinite fibrosante (MF) é uma doença rara, caracterizada pela proliferação de fibrose localmente invasiva…

9 horas atrás

Check-up Semanal: oseltamivir na prática clínica, infecção urinária na gestação e mais!

No check-up semanal de hoje, confira: oseltamivir na prática clínica, infecção urinária na gestação e…

10 horas atrás

Como aplicar uma evidência na prática: decisão médica compartilhada

A nova edição da Revista PEBMED abordará Medicina Baseada em Evidências. Aqui, comentamos sobre o uso…

11 horas atrás

Critérios para insuficiência hepática aguda pediátrica: Orientações baseadas a partir do painel PODIUM 

A insuficiência hepática aguda é uma síndrome complexa, grave e rara em crianças e apresenta…

13 horas atrás

Existe algum grupo de maior risco entre os pacientes com score de cálcio 0 na tomografia de coronárias?

O score de cálcio 0 é associado com baixo risco de eventos cardiovasculares e pode…

14 horas atrás

Nutrição Enteral na UTI: 10 dicas para a prática clínica

A importância da nutrição no paciente grave tem sido cada vez mais reconhecida, especialmente nos…

15 horas atrás