Ortopedia

O treinamento de força de alta intensidade é benéfico aos pacientes com osteoartrose de joelho?

Tempo de leitura: 2 min.

A osteoartrose é uma das principais causas de incapacidade entre adultos afetando cerca de 250 milhōes de pessoas no mundo. Os exercícios de força são recomendados para tratamento desses pacientes. Aumento da força melhora a sensação de dor e bem estar psicológico, mantém a integridade da cartilagem e permite maior absorção do impacto durante deambulação.

O treinamento de força de alta intensidade é controverso, podendo acarretar piora da osteoartrite pela grande carga exercida na articulação. Entretanto, há estudos afirmando que tal treinamento realizado por um breve período de tempo é seguro e bem tolerado pelos pacientes.

Leia também: Qual o melhor tratamento para a capsulite adesiva?

Um estudo publicado recentemente no Journal of American Medical Association (JAMA) teve o objetivo de determinar se o treinamento de força de alta intensidade é capaz de reduzir os níveis de dor e as forças compressivas no joelho durante deambulação comparado ao treinamento de baixa intensidade e a um grupo controle.

O estudo

Conduzido num Hospital Universitário na Carolina do Norte, o ensaio clínico randomizado duplo-cego contou com 377 (320 terminaram o estudo) pacientes acompanhados por 18 meses e divididos em 3 grupos: treinamento de alta intensidade, treinamento de baixa intensidade e controle.

Os critérios de inclusão foram artrose tibiofemoral medial leve a moderada em pelo menos 1 joelho associada a artrose patelofemoral (até moderada), eixo neutro ou varo do joelho, IMC de 20 a 45 e sem história de exercícios de força por mais de 30 minutos na semana nos últimos 6 meses.

A média de idade dos pacientes foi de 65 anos, sendo 60% homens. Os desfechos primários avaliados foram a dor pelo índice WOMAC (Western Ontario and McMaster Universities Osteoarthritis Index) e a força máxima de compressão exercida sobre o joelho ao deambular.

Não houve diferença estatística significativa quanto à dor após o follow-up de 18 meses, sendo 5,1 no de alta intensidade vs 4,9 no grupo controle (diferença ajustada, 0.2; IC 95%, −0,6 a 1,1; P = 0,61) e 4,4 no de baixa intensidade (diferença ajustada, 0,7; IC 95%, −0,1 a 1,6; P = 0,08). Da mesma maneira, não houve diferença significativa na média da força máxima de compressão exercida sobre o joelho ao deambular.

Saiba mais: Recurvato do joelho na paralisia cerebral

Nos desfechos secundários, não houve diferenças significativas aos 18 meses de follow-up entre os grupos quanto ao espaço articular, níveis de IL-6 no sangue e distância caminhada em 6 minutos. Os pacientes que passaram por treinamentos de alta ou baixa intensidade terminaram com maior força abdutora do quadril e extensora do joelho em relação ao controle.

Conclusões

São limitações do estudo o fato de a maioria da amostra ser composta por homens brancos e obesos com nível educacional médio. Além disso, não foram avaliados joelhos valgos.

De acordo com a população estudada, não há ainda uma justificativa clara para submeter pacientes com osteoartrose de joelho a treinamentos de força de alta intensidade.

Quer segurança na hora da decisão clínica? A Med Friday do Whitebook é a oportunidade de você dar um grande passo em sua carreira! Assine com desconto o aplicativo médico que tem todas as respostas que você precisa, a um toque de distância!

Referências bibliográficas:

  • Messier SP, Mihalko SL, Beavers DP, Nicklas BJ, DeVita P, Carr JJ, Hunter DJ, Lyles M, Guermazi A, Bennell KL, Loeser RF. Effect of High-Intensity Strength Training on Knee Pain and Knee Joint Compressive Forces Among Adults With Knee Osteoarthritis: The START Randomized Clinical Trial. JAMA. 2021 Feb 16;325(7):646-657. doi: 10.1001/jama.2021.0411.
Compartilhar
Publicado por
Giovanni Vilardo Cerqueira Guedes

Posts recentes

Interação da flora intestinal com a anestesia

Evidências recentes sugerem que a floraintestinal tem um efeito direto sobre a sensibilidade aos anestésicos.

2 horas atrás

Doença Cerebrovascular: novos vídeos disponíveis

Veja os novos vídeos da subcategoria de Doença Cerebrovascular disponíveis no Clinical Drops, estão imperdíveis!

3 horas atrás

Dietas vegetarianas previnem eventos cardiovasculares?

A alimentação vegetariana garante a prevenção de doenças cardiovasculares? Veja o que estudos recentes apontam…

4 horas atrás

Câncer de boca: Livro lançado pelo INCA orienta sobre diagnóstico precoce

A obra apresenta as características clínicas do câncer de boca e das desordens potencialmente malignas…

5 horas atrás

Melhor abordagem cirúrgica para hérnias inguinais: Robótica, videolaparoscópica ou aberta?

Um estudo avaliou qual a melhor abordagem cirúrgica para o tratamento das hérnias inguinais. Veja…

7 horas atrás

Prevalência do aleitamento materno exclusivo e fatores associados em Cabo Verde

Estudo avaliou a prevalência do aleitamento materno exclusivo e fatores associados a essa prática no…

8 horas atrás