O treinamento mental me ajuda a ser um melhor cirurgião? 

Pensando em métodos de aprendizado que supram a necessidade durante o contexto da pandemia o treinamento mental começou a ser utilizado.

O desenvolvimento de habilidades manuais e cognitivas para execução de cirurgias requer treinamentos cada vez mais efetivos, principalmente em meio ao atual desenvolvimento de novas técnicas como a laparoscopia e robótica. Em contraposição a essa demanda, o contexto global da pandemia por Covid-19 afetou diretamente as residências cirúrgicas, visto que reduziu a demanda de operações eletivas e, consequentemente, as oportunidades de exposição a procedimentos nos programas de formação médica. 

Leia também: Como comportamento do cirurgião afeta seus resultados

Nesse contexto, tem-se criado um cenário aparentemente paradoxal: o residente de cirurgia precisa desenvolver habilidade manual e cognitiva sem necessariamente passar pelo treinamento físico no bloco. 

Foi pensando em métodos alternativos de aprendizado que supram essa necessidade que o treinamento mental, já extensamente aplicado em esportes de alta performance, começou a ser utilizado na formação médica. Esse método consiste na repetição cognitiva de determinado procedimento sem execução de movimentos físicos, sendo composto pelos seguintes passos: identificação de etapas principais, subvocalização, imaginação do procedimento e exercícios de relaxamento. 

O treinamento mental me ajuda a ser um melhor cirurgião? 

Análise do método

Para avaliar a efetividade desse método em habilidades videolaparoscópicas, principalmente a longo prazo, um estudo alemão foi conduzido com 24 acadêmicos de medicina sem treinamento prévio. Os participantes foram distribuídos em três grupos: (1) Controle (GC, submetidos apenas ao treinamento básico laparoscópico), (2) Grupo Vídeo (GV, além do treinamento básico assistiram a execução do procedimento por vídeo), (3) Grupo Treinamento Mental (TM, além das capacitações anteriores realizaram 60 minutos de treinamento mental). A formação básica consistiu na execução dos exercícios transferência de pinos (PT) e corte de círculo (CC), ambos parte do E-BLUS (The European training in basic laparoscopic urological skills). 

Saiba mais: Cirurgião que faz pausas tem melhor desempenho?

Após 2 dias, 14 dias e 16 semanas da capacitação inicial os participantes foram submetidos a avaliações manuais (checklist do E-BLUS e Global Rating Scale, uma escala estruturada para avaliar habilidades práticas) e teóricas (roteiro teórico do E-BLUS e Test of Performance Strategies, para avaliar performance cognitiva), além de serem contabilizados os tempos de execução dos procedimentos. O grupo TM obteve resultados significativamente melhores nas avaliações manuais (Global Rating Scale) até 16 meses após o treinamento, além de terem realizado o procedimento CC em menos tempo. O treinamento mental também melhorou o desempenho cognitivo, com melhores escores a longo prazo no Test of Performance Strategies. 

Em resumo, o treinamento mental se mostrou uma ferramenta em potencial para desenvolvimento de habilidades manuais e cognitivas em cirurgia. 

O que levar para casa 

Considerando que operar requer equilíbrio entre conhecimento teórico, destreza manual, percepção espacial e autoconfiança, é fundamental que o médico em formação tenha meios de otimizar sua curva de aprendizado indo além do tradicional treinamento em centro cirúrgico. Pensar fora da caixa, com inovação e criatividade, inclusive na hora de aprender, é um dos requisitos essenciais a um bom cirurgião. 

Referências bibliográficas:

  • Kaulfuss J, Kluth L, Marks P, Grange P, Fisch M, Chun F, Meyer C. Long-Term Effects of Mental Training on Manual and Cognitive Skills in Surgical Education A Prospective Study. Journal of Surgical Education. 2021;78(4):1216-1226. doi10.1016/j.jsurg.2020.11.005

Avaliar artigo

Dê sua nota para esse conteúdo

Selecione o motivo:
Errado
Incompleto
Desatualizado
Confuso
Outros

Sucesso!

Sua avaliação foi registrada com sucesso.

Avaliar artigo

Dê sua nota para esse conteúdo.

Você avaliou esse artigo

Sua avaliação foi registrada com sucesso.

Baixe o Whitebook Tenha o melhor suporte
na sua tomada de decisão.

Especialidades