Página Principal > Endocrinologia > Obesidade infantil: veja as principais recomendações da nova diretriz

Obesidade infantil: veja as principais recomendações da nova diretriz

Tempo de leitura: 2 minutos.

Nos últimos 20 anos, houve um aumento da prevalência de obesidade infantil, estritamente relacionado com mudanças no estilo de vida, inatividade física e hábitos alimentares. Para guiar os médicos na avaliação, tratamento e prevenção da obesidade na infância, a Endocrine Society atualizou suas diretrizes.

Veja também: ‘6 recomendações para prevenir obesidade e transtornos alimentares em adolescentes’

Assim como nas diretrizes anteriores, a nova publicação enfatiza a modificação do estilo de vida centrado na família para prevenir e tratar a obesidade. Entre as principais recomendações, destacam-se quatro pontos:

  1. Crianças ou adolescentes com um IMC igual ou superior ao percentil 85 devem ser avaliados quanto à síndrome metabólica, diabetes e outras condições relacionadas.
  2. Avaliação da obesidade infantil não deve incluir a medição de insulina em jejum, pois não tem valor diagnóstico.
  3. Jovens obesos devem ser submetidos a avaliações laboratoriais para distúrbios endócrinos apenas se sua estatura ou taxa de crescimento estiver abaixo da esperada para idade e estágio puberal.
  4. Crianças com obesidade extrema (por exemplo, IMC ≥ 120% do percentil 95) antes do quinto aniversário devem ser testadas para síndromes genética, como a de Prader-Willi.

As melhores condutas médicas você encontra no Whitebook. Baixe o aplicativo #1 dos médicos brasileiros. Clique aqui!

Os autores também enfatizam que o uso de medicamentos para perda de peso durante a infância e adolescência deve ser restrito aos ensaios clínicos.

Referências:

2 Comentários

  1. jeanette borja

    bom dia gostaria solicitar um artigo sobre obesidade em criança de 1 a 5 anos

    • Ana Carolina Pomodoro

      Olá, Jeanette! Sou Ana Carolina, médica e colunista da Pebmed. Qual sua área de atuação? É médica também? Pergunto para tentar lhe indicar fontes mais adequadas para sua leitura…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.



Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.