Página Principal > Colunistas > Obesidade sarcopênica: entenda o que é e como se manifesta
obesidade sarcopênica

Obesidade sarcopênica: entenda o que é e como se manifesta

Tempo de leitura: 2 minutos.

A obesidade é uma doença crônica que possui elevada prevalência em diversos países do mundo. Está comumente associada a outras doenças como as cardiovasculares, respiratórias, osteomusculares, psiquiátricas e também a diversos tipos de câncer. Recentemente, introduziu-se um termo para designar um subtipo de obesidade chamado de obesidade sarcopênica, observada mais comumente em idosos.

Para entendê-la, é preciso definir sarcopenia, que é a perda de massa e força musculares ou da função física, que naturalmente ocorre com o processo de envelhecimento. Alguns mecanismos podem explicar a relação da obesidade com a sarcopenia, como causa uma da outra, consequência uma da outra ou como situações concorrentes.

Como se manifesta a obesidade sarcopênica

Por exemplo, em pacientes com idade avançada há alterações hormonais, especialmente nos níveis dos hormônios sexuais testosterona (homem) e estrogênio (mulher). Estes hormônios atuam na distribuição de massa gorda e na regeneração muscular.

Leia mais: Cirurgia bariátrica diminui riscos de eventos cardiovasculares?

Portanto, o déficit dos mesmos favorece a perda de massa muscular e aumento de massa gorda, especialmente em localização truncal e abdominal. Além disso, a perda de massa óssea é um fator influenciado tanto pela deficiência hormonal quanto pela sarcopenia.

Diagnóstico

Outra hipótese se refere ao fato de que na obesidade há um estado inflamatório de baixo grau e crônico. As citocinas inflamatórias liberadas são capazes de prejudicar a sinalização da insulina, levando à resistência à ação deste hormônio e consequente catabolismo muscular. Além disso, há resistência à ação do hormônio leptina, com consequentes reduções na oxidação de ácidos graxos e deposição ectópica de gordura.

O diagnóstico pode ser feito através de exames que possam estimar a composição corporal. Alguns métodos incluem a Ressonância Magnética, Tomografia Computadorizada, a DXA (absorciometria com raios-X de dupla energia) ou, de forma mais simples, a bioimpedância elétrica, havendo limitações inerentes a cada um. Porém, conceitualmente, ainda não existem pontos de corte universais em cada método para se definir com precisão a obesidade sarcopênica.

A grande importância da detecção deste problema são as consequências para os pacientes. Indivíduos obesos e sarcopênicos apresentam menor mobilidade e maior propensão a quedas, mais ocorrência de alterações metabólicas como dislipidemia e de outras comorbidades, como osteoartrite, diabetes mellitus e doença cardiovascular.

Tratamento

O tratamento envolve a orientação dietética com adequada distribuição de macronutrientes, incluindo a suplementação proteica (não havendo contraindicações), a prática de exercícios aeróbicos e resistidos, de preferência a combinação de ambos, com a periodização adequada; avaliação do metabolismo ósseo e, se necessária, a suplementação com cálcio e vitamina D.

Em conclusão, são necessários mais estudos para a definição consensual de obesidade sarcopênica. Porém, a doença deve ser ativamente rastreada e medidas para prevenção e\ou melhoria devem ser instituídas para melhora na qualidade de vida dos pacientes.

É médico e também quer ser colunista do Portal da PEBMED? Inscreva-se aqui!

Autor:

Lucia Henriques

Médica Endocrinologista do Instituto Estadual de Diabetes e Endocrinologia Luiz Capriglione (IEDE) – RJ ⦁ Professora da Faculdade de Medicina da Universidade Estácio de Sá (UNESA) ⦁ Mestre em Fisiopatologia Clínica e Experimental – UERJ

Referências:

  • Batsis, JA, Villareal, DT. Sarcopenic obesity in older adults: aetiology, epidemiology and treatment strategies. Nature Reviews Endocrinology volume 14, pages513–537 (2018)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.



Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.