Endocrinologia

Obesidade sarcopênica: entenda o que é e como se manifesta

Tempo de leitura: [rt_reading_time] minutos.

A obesidade é uma doença crônica que possui elevada prevalência em diversos países do mundo. Está comumente associada a outras doenças como as cardiovasculares, respiratórias, osteomusculares, psiquiátricas e também a diversos tipos de câncer. Recentemente, introduziu-se um termo para designar um subtipo de obesidade chamado de obesidade sarcopênica, observada mais comumente em idosos.

Para entendê-la, é preciso definir sarcopenia, que é a perda de massa e força musculares ou da função física, que naturalmente ocorre com o processo de envelhecimento. Alguns mecanismos podem explicar a relação da obesidade com a sarcopenia, como causa uma da outra, consequência uma da outra ou como situações concorrentes.

Como se manifesta a obesidade sarcopênica

Por exemplo, em pacientes com idade avançada há alterações hormonais, especialmente nos níveis dos hormônios sexuais testosterona (homem) e estrogênio (mulher). Estes hormônios atuam na distribuição de massa gorda e na regeneração muscular.

Leia mais: Cirurgia bariátrica diminui riscos de eventos cardiovasculares?

Portanto, o déficit dos mesmos favorece a perda de massa muscular e aumento de massa gorda, especialmente em localização truncal e abdominal. Além disso, a perda de massa óssea é um fator influenciado tanto pela deficiência hormonal quanto pela sarcopenia.

Diagnóstico

Outra hipótese se refere ao fato de que na obesidade há um estado inflamatório de baixo grau e crônico. As citocinas inflamatórias liberadas são capazes de prejudicar a sinalização da insulina, levando à resistência à ação deste hormônio e consequente catabolismo muscular. Além disso, há resistência à ação do hormônio leptina, com consequentes reduções na oxidação de ácidos graxos e deposição ectópica de gordura.

O diagnóstico pode ser feito através de exames que possam estimar a composição corporal. Alguns métodos incluem a Ressonância Magnética, Tomografia Computadorizada, a DXA (absorciometria com raios-X de dupla energia) ou, de forma mais simples, a bioimpedância elétrica, havendo limitações inerentes a cada um. Porém, conceitualmente, ainda não existem pontos de corte universais em cada método para se definir com precisão a obesidade sarcopênica.

A grande importância da detecção deste problema são as consequências para os pacientes. Indivíduos obesos e sarcopênicos apresentam menor mobilidade e maior propensão a quedas, mais ocorrência de alterações metabólicas como dislipidemia e de outras comorbidades, como osteoartrite, diabetes mellitus e doença cardiovascular.

Tratamento

O tratamento envolve a orientação dietética com adequada distribuição de macronutrientes, incluindo a suplementação proteica (não havendo contraindicações), a prática de exercícios aeróbicos e resistidos, de preferência a combinação de ambos, com a periodização adequada; avaliação do metabolismo ósseo e, se necessária, a suplementação com cálcio e vitamina D.

Em conclusão, são necessários mais estudos para a definição consensual de obesidade sarcopênica. Porém, a doença deve ser ativamente rastreada e medidas para prevenção e\ou melhoria devem ser instituídas para melhora na qualidade de vida dos pacientes.

É médico e também quer ser colunista do Portal da PEBMED? Inscreva-se aqui!

Referências:

  • Batsis, JA, Villareal, DT. Sarcopenic obesity in older adults: aetiology, epidemiology and treatment strategies. Nature Reviews Endocrinology volume 14, pages513–537 (2018)
Compartilhar
Publicado por
Lucia Henriques Alves da Silva

Posts recentes

Modelo de reconhecimento de caligrafia para detectar doença de Parkinson é desenvolvido por adolescentes americanos

Foi publicado um estudo sobre o aprendizado de máquina baseado em um conjunto de algoritmos…

10 horas atrás

Highlights do ATS 2022 [podcast]

Confira os destaques do ATS 2022, um dos maiores encontros em pneumologia, cirurgia torácica e…

11 horas atrás

PEBMED e ILAS: terapia antimicrobiana na sepse [podcast]

Neste episódio, saiba mais sobre a terapia antimicrobiana na sepse. Confira!

11 horas atrás

Fernanda Pautasso esclarece os principais aspectos sobre enfermeiro navegador

Convidamos a Enfermeira Mestre Fernanda Pautasso para bater um papo super interessante sobre enfermeiro navegador.

12 horas atrás

Resultados da denervação seletiva para rizartrose

A rizartrose é extremamente comum, com prevalência estimada em 15% dos pacientes acima de 30…

14 horas atrás

Há como predizer quem vai ter uma parada cardiorrespiratória (PCR) em FV ou TV?

Estudo buscou desenvolver um algoritmo para identificar quem teria maior risco de parada cardiorrespiratória (PCR)…

15 horas atrás