Página Principal > Saúde & Tecnologia > OMS: ações para redução dos erros relacionados à medicação
enfermeira administrando fluido intravenoso

OMS: ações para redução dos erros relacionados à medicação

Tempo de leitura: 2 minutos.

No final do último mês (29/03/2017), a Organização Mundial da Saúde (OMS) apresentou uma iniciativa global para reduzir pela metade os danos graves e evitáveis associados a medicamentos nos próximos cinco anos em todos os países.

Erro de medicação é qualquer evento evitável que pode levar ao uso inadequado de medicamento, podendo ou não prejudicar o paciente. Pode estar relacionado à prática profissional, produtos utilizados na área da saúde, procedimentos, falhas de comunicação, incluindo prescrição, rótulos, embalagens, nomes, preparação, dispensação, distribuição, administração, educação e monitoramento.

Veja também: ‘Mudanças que podem reduzir os erros médicos’

Segundo a OMS, os erros de medicação causam pelo menos uma morte diariamente e prejudicam aproximadamente 1,3 milhões de pessoas por ano, considerando apenas os Estados Unidos. Mundialmente, o custo associado aos erros de medicação foi estimado em quase 1% do total das despesas de saúde globais.

Com o objetivo de abordar as fragilidades nos sistemas de saúde que levam a erros de medicação e os graves danos que isso pode causar foi lançado o Global Patient Safety Challenge on Medication Safety. A iniciativa estabelece maneiras de melhorar a forma como os medicamentos são prescritos, distribuídos e consumidos. Além disso, promove o aumento da conscientização entre os pacientes sobre os riscos associados ao uso indevido de medicamentos.

As melhores condutas médicas você encontra no Whitebook. Baixe o aplicativo #1 dos médicos brasileiros. Clique aqui!

As ações previstas serão focadas nas seguintes áreas: 1) pacientes e público; 2) profissionais de saúde; 3) medicamentos como produtos; 4) sistemas e práticas de medicação. A iniciativa visa a promoção de melhorias do processo do uso de medicamentos em cada estágio.

Autora:

Referência:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.



Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.