Osteotomia do joelho pode reduzir a inflamação a nível articular? 

Estudo investigou os efeitos da osteotomia do joelho nas mudanças biológicas das articulações de pacientes com osteoartrite no joelho

A osteoartrite no joelho é uma condição incapacitante que afeta milhões de pessoas em todo o mundo. Compreender as mudanças biológicas que ocorrem nas articulações dos pacientes com osteoartrite antes e depois de determinados procedimentos é essencial para melhorar o manejo dessa condição. 

Osteotomia do joelho

Análise recente sobre osteotomia

Um estudo atual publicado na revista científica Arthroscopy, investigou os efeitos da osteotomia do joelho nas mudanças biológicas das articulações de pacientes com osteoartrite no joelho. O estudo, realizado entre 2019 e 2021, incluiu pacientes submetidos a osteotomia para tratar a osteoartrite no compartimento medial do joelho submetidos a cirurgias de osteotomia valgizante.  

Foram coletadas amostras de sinóvia e do líquido articular durante a cirurgia de osteotomia e durante a remoção das placas utilizadas para o procedimento após a consolidação óssea. 

Leia também: Impacto do controle de peso e atividade física nas formas de osteoartrite  

O volume do líquido sinovial e as concentrações de interleucina (IL)-6 foram analisados por ensaio imunoenzimático. A sinovite foi avaliada histologicamente usando um sistema de pontuação semiquantitativo. A infiltração de macrófagos foi avaliada por imuno-histoquímica usando uma pontuação semiquantitativa para a expressão de F4/80. 

A razão M1/M2 foi calculada usando a porcentagem de células positivas para CD80 e CD163. A expressão de citocinas pró-inflamatórias foi avaliada pela porcentagem de células positivas para IL-1β e IL-6. O número de estruturas luminosas positivas para fator de crescimento endotelial vascular foi contado para avaliar a angiogênese. 

Os resultados revelaram mudanças significativas nas características do líquido sinovial e na patologia sinovial após a osteotomia. O volume do líquido articular e as concentrações de interleucina-6 (IL-6), um marcador inflamatório, diminuíram consideravelmente após o procedimento. 

Além disso, houve uma redução significativa na sinovite, na infiltração de macrófagos e na angiogênese, indicando uma melhora na inflamação e na resposta biológica da articulação após a osteotomia. 

Estes achados são promissores e sugerem que além dos benefícios biomecânicos, a osteotomia pode também ter um impacto positivo no ambiente biológico da articulação em pacientes com osteoartrite no joelho. Compreender essas mudanças é fundamental para melhorar o manejo e os resultados dos pacientes com essa doença debilitante. 

Leia ainda: Treinamento de força melhora a evolução da osteoartrite de joelhos 

Avaliar artigo

Dê sua nota para esse conteúdo

Selecione o motivo:
Errado
Incompleto
Desatualizado
Confuso
Outros

Sucesso!

Sua avaliação foi registrada com sucesso.

Avaliar artigo

Dê sua nota para esse conteúdo.

Você avaliou esse artigo

Sua avaliação foi registrada com sucesso.

Baixe o Whitebook Tenha o melhor suporte
na sua tomada de decisão.
Referências bibliográficas: Ícone de seta para baixo
  • Watanabe S, Matsushita T, Nishida K, Nagai K, Hoshino Y, Matsumoto T, Kuroda R. Knee Osteotomy Decreases Joint Inflammation Based on Synovial Histology and Synovial Fluid Analysis. Arthroscopy. 2024 Mar;40(3):830-843. DOI: 10.1016/j.arthro.2023.07.008.