Coronavírus

Paciente com Covid-19 recebe primeiro transplante de pulmão de doadores vivos

Tempo de leitura: 3 min.

O primeiro transplante mundial bem-sucedido de tecido pulmonar de doadores vivos para um paciente com grave lesão pulmonar causada pela Covid-19 foi realizado no início de abril no Hospital Universitário de Kyoto, no Japão. Transplantes de doadores com morte cerebral no Japão ainda são raros, e doadores vivos são considerados uma opção mais viável para os pacientes. Dezenas de transplantes de partes de pulmões retirados de doadores com morte cerebral foram realizadas nos Estados Unidos, na Europa e na China.

Leia também: Médicos austríacos realizam primeiro transplante de pulmão em paciente com Covid-19 da Europa

“Demonstramos que agora temos essa opção. É um tratamento que dá esperança para os pacientes”, afirmou o médico Hiroshi Date, cirurgião torácico do hospital que comandou a operação com uma equipe de 30 pessoas, sobre o transplante a partir de doadores vivos.

Tome as melhores decisões clinicas, atualize-se. Cadastre-se e acesse gratuitamente conteúdo de medicina escrito e revisado por especialistas
Cadastrar Login

Pulmões danificados

A receptora, uma mulher da região oeste de Kansai, está se recuperando após uma operação de onze horas, segundo o comunicado para a imprensa. O marido e filho da paciente, que doaram partes de seus pulmões, também estão em condições estáveis.

A transplantada contraiu Covid-19 no final de 2020, desenvolvendo dificuldades respiratórias que pioraram rapidamente. Ela foi colocada em uma máquina de suporte de vida por mais de três meses no hospital.

A paciente se livrou do vírus, mas seus pulmões deixaram de ser funcionais ou tratáveis. A sua única opção era receber um transplante de pulmão, segundo o comunicado da universidade.

Nova opção de transplante de pulmão

A cirurgia marca o mais recente transplante de pulmão pioneiro durante a pandemia do novo coronavírus. Em março deste ano, médicos da Northwestern Medicine, em Chicago, transplantaram com sucesso ambos os pulmões em um paciente com Covid-19 usando-os de um doador que já havia se recuperado do vírus.

Segundo o hospital Northwestern Memorial, parte da rede Northwestern Medicine, o doador dos pulmões teve Covid-19 e apresentou sintomas considerados “de leves a moderados”. Ele se recuperou da enfermidade sem que seus pulmões sofressem danos permanentes, mas posteriormente veio a óbito por outra causa, não relacionada ao novo coronavírus.

Saiba mais: O impacto global da COVID-19 na epidemiologia de paradas cardiorrespiratórias

Então, seus órgãos foram transplantados para um paciente de 60 anos que havia sofrido danos irreversíveis nos pulmões em decorrência da Covid-19. O hospital informou que o receptor trabalha no setor de saúde e havia sido diagnosticado em maio do ano passado.

O receptor teve um caso grave da doença e chegou a precisar ser ligado a um respirador e a uma máquina de oxigenação por membrana extracorpórea (ECMO), que atua como coração e pulmões artificiais, oxigenando e circulando o sangue, em casos em que os órgãos do paciente não são capazes de desempenhar essas funções.

Quando os médicos concluíram que os danos em seus pulmões eram irreversíveis, ele entrou na lista de espera para um transplante, onde ficou uma semana até que um doador compatível fosse encontrado.

“O paciente é um dos primeiros sobreviventes de Covid-19 nos Estados Unidos a receber pulmões de um doador que se recuperou do vírus”, informou o comunicado para a imprensa.

*Esse artigo foi revisado pela equipe médica da PEBMED

Autor(a):

Referências bibliográficas:

Compartilhar
Publicado por
Úrsula Neves

Posts recentes

3 doenças com mais risco na pediatria

Você sabe quais são elas? Neste post do blog, abordamos três. Acesse e saiba os…

10 horas atrás

Farmacogenética: adequando os medicamentos aos genes

A Farmacogenética estuda como as variações presentes no genoma dos indivíduos podem influenciar na resposta…

10 horas atrás

Como diagnosticar IC com FE preservada?

No episódio de hoje em parceria com o Cardiopapers, aprenda como identificar um quadro de…

11 horas atrás

Anvisa determina recolhimento de lotes interditados da CoronaVac

A Anvisa emitiu uma resolução que determina o recolhimento de lotes da CoronaVac que foram…

12 horas atrás

Leucemia linfoblástica aguda (LLA) em adultos: manejo dos efeitos adversos da asparaginase?

A LLA é a neoplasia mais comum na infância e seu tratamento tem altos índices…

13 horas atrás

Nova classificação para complicações relacionadas a cirurgias de retina

O descolamento de retina regmatogênico (DRR) é a emergência relacionada à retina mais comum e…

17 horas atrás