Leia mais:
Leia mais:
Check-up Semanal: Sintomas vasomotores na menopausa e mais! [podcast]
O que sabemos até agora sobre as manifestações neurológicas da Covid-19?
Encefalopatia e Covid-19: dois relatos de caso
Encefalopatia de Hashimoto: fatos e mitos
Neobrain Brasil 2019: panorama da hipotermia terapêutica no país

Paciente hepatopata na emergência: como manejar? [ABRAMEDE 2018]

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

Quer acessar esse e outros conteúdos na íntegra?

Cadastrar Grátis

Faça seu login ou cadastre-se gratuitamente para ter acesso ilimitado a todos os artigos, casos clínicos e ferramentas do Portal PEBMED

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

Tempo de leitura: [rt_reading_time] minutos.

Pacientes hepatopatas estão em maior risco de mortalidade. Por isso, é muito importante saber manejar corretamente o doente no departamento de emergência. Esse foi um dos temas do painel da ABRAMEDE 2018 sobre doenças crônicas, com o palestrante Rodrigo Antonio Brandão Neto.

diagnostico medicina

Encefalopatia hepática

Representa um espectro de anormalidades neuropsiquiátricas vistas em pacientes com disfunção hepática, ou por shunt portossistêmico após exclusão de outras doenças neurológicas conhecidas. O diagnóstico é feito por exclusão, já que não há marcador patognomônico.

Fatores precipitantes

Quase sempre presentes, os principais são infecções (60% dos casos), sangramento gastrintestinal, uso de diurético, distúrbios hidroeletrolíticos, constipação, medicações, alcalose metabólica, hipóxia, aumento da ingestão proteica, carcinoma hepatocelular, trombose de veia porta e hepática.

Quais exames solicitar? Glicemia capilar, eletrólitos, função renal, urina tipo 1, raio-x de tórax, INR, função hepática, glicemia e gasometria.

– Diagnóstico diferencial: TC de crânio (polêmico, pois alguns autores dizem que sim, mas muitos serviços não adotam essa prática) em pacientes com déficit neurológico focal; LCR em pacientes com febre de origem indeterminada.
– Fatores precipitantes: função hepática; EDA (suspeita de sangramento); paracentese.
– Exames confirmatórios: amônia (> 3x LSN é sugestivo do diagnóstico); EEG. Na maioria das vezes, o resultado não muda a conduta.

Manejo

– Suporte clínico;
– Suspender diuréticos;
– Procurar fator precipitante e realizar o tratamento específico;
– Corrigir hipocalemia;
– Lactulose;
– Em pacientes sem resposta em 48 horas, considerar: rifamixina, neomicina e metronidazol;
– Opção de ornitina-aspartato;
– Em paciente refratários, utilizar enemas de lactulose ou PEG;
– Suporte nutricional;
– Profilaxia secundária;

Como tratar o sangramento varicoso

– Medidas de suporte;
– Acesso venoso calibroso bilateral;
– Reposição inicialmente com soluções cristaloides: forma conservadora – PAS > 80 mmHg, FC < 100 bpm, Hb entre 7 e 9 g/dL;
– Vasoativos esplâncnicos: a droga de escolha é a Terlipressina (alternativa: octreotida);
– Tratamento endoscópico com ligadura;
– Uso de cianoacrilato em varizes gástricas;
– Uso de antibióticos profiláticos para PBE.

Peritonite Bacteriana Espontânea

Definida como uma infecção do líquido ascítico sem uma fonte cirúrgica presente. Definição laboratorial a partir de punção do líquido ascítico com > 250 Polimorfonucleares (ascite neutrocítica) com predomínio de neutrófilos. Em caso de cultura positiva, fechar como PBE. Em caso se cultura negativa, considerar como ascite neutrocítica.

– Pacientes com cultura positiva, mas com < 250 polimorfonucleares: se apresentar sintomas, iniciar o tratamento; se não apresentar sintomas, apenas observar.
– Diagnóstico diferencial com peritonite secundária a partir da análise do líquido ascítico.
– Tratamento: cefalosporina de 3ª geração por cinco dias (Cefotaxima) + Albumina.

Síndrome Hepatorrenal

Alterações hemodinâmicas que causam ascite levam também a uma menor perfusão renal. A associação com ascite é sine qua nom. Não existe síndrome hepatorrenal sem ascite.

Tratamento

– Pacientes criticamente doentes: noradrenalina;
– Não criticamente doentes (sem hipotensão ou choque): terlipressina 1-2 mg EV a cada 4-6 horas;
– TIPS;
– Diálise;
– Tratamento de suporte;
– Considerar a possibilidade de transplante hepático.

MAIS DO CONGRESSO ABRAMEDE 2018

Insuficiência cardíaca:

Medicina Interna:

Lombalgia:

Sepse:

Trauma:

Cetoacidose diabética:

Síndrome coronariana aguda:

Asma grave:

A PEBMED ESTÁ NO ABRAMEDE 2018

Entre os dias 25 e 28 de setembro, a Associação Brasileira de Medicina de Emergência (ABRAMEDE) promove em Fortaleza (CE) a 6ª edição do maior Congresso de Medicina de Emergência Adulto e Pediátrico da América Latina. O evento conta com workshops, cursos e palestras com os maiores especialistas da área. A PEBMED está em Fortaleza e vamos publicar aqui no Portal com exclusividade as principais novidades do evento.

Autor:

Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastrar Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Entrar | Cadastrar