Covid-19

Pacientes com Covid podem ser doadores de órgãos?

Tempo de leitura: 3 min.

A pandemia pelo vírus SARS-CoV-2 tornou a realidade da prática médica bastante diferente nos dias atuais. Agora os profissionais de saúde precisam lidar não somente com a prevenção e tratamento dos pacientes portadores do vírus, mas também com uma rotina clínica diferenciada na conduta “extra Covid” nos pacientes em geral. Nesse contexto podemos citar os pacientes que estão na fila de transplante de órgãos e por conta da realidade atual, muitos doadores apresentam teste positivo para a Covid-19. Estudos muito recentes estão voltados para a magnitude do risco benefício de transplantar órgãos de doadores infectados em receptores sem infecção, principalmente em relação a transmissão da doença. Atualmente apenas existem informações sobre a transmissão da doença entre doadores de pulmão, portanto doadores com diagnóstico de Covid-19 não são candidatos a transplante pulmonar. 

Leia também: Transplante de pulmão na Covid-19: quando pensar e indicar?

Análise recente

Em um estudo americano realizado na Cleveland Clinic, foi realizado transplante renal de cinco doadores para dez receptores. Todos os órgão, de boa aparência e excelente função, eram de doadores com teste de PCR positivo para Covid-19 obtidos durante a internação, e todos os receptores estavam cientes e aceitaram a doação. Nenhum dos doadores havia tido Covid-19 previamente e a causa mortis não estava relacionada a infecção. Dentre os doadores, excluíram todos aqueles que apresentavam um quadro grave com padrão pulmonar extenso (padrão vidro fosco bilateral) ou com acometimento sistêmico também grave em qualquer órgão extrapulmonar. O teste de PCR foi realizado tanto nas vias aéreas superiores como nas vias aéreas inferiores, uma vez que em outros estudos ocorreram resultados falso negativos pela via superior. Dentre os receptores apenas um tinha tido diagnóstico de Covid-19 previamente cerca de 3 meses antes do transplante. Em relação ao estado vacinal, cinco não haviam tomado nenhuma dose da vacina anti-Covid-19, três haviam tomado apenas a primeira dose e dois apresentavam o esquema vacinal completo. E todos eles faziam esquema de imunossupressão similar. 

Saiba mais: Uso de bamlanivimab venosa e a redução de hospitalização em pacientes graves de Covid-19

O uso de equipamento de proteção individual (EPI) foi utilizado apenas durante os procedimentos de retirada dos órgãos e não foram utilizados nas cirurgias do transplante. 

Nesse estudo, seguindo um follow-up de aproximadamente 18 dias, nenhum receptor apresentou sinais e sintomas compatíveis com Covid-19, tampouco teste de PCR positivo em nenhum momento. As complicações foram recentes e relacionadas a causas clínicas adversas como arritmias e atraso no começo da função renal e apenas um paciente foi readmitido para internação devido a gastroparesia. 

Mensagem final

Até o momento não existe dados que comprovem uma transmissão ou a probabilidade de uma transmissão da Covid-19 entre doadores com testes de PCR positivos e receptores para órgãos extrapulmonares, porém pulmões não devem ser transplantados. 

“Antigamente, no início da pandemia eu geralmente declinava qualquer oferta de órgão de doadores que testavam positivo para Covid-19, porém agora, tenho aceitado a maioria de doadores extrapulmonares testados positivos, porém sem evidências de doença grave. O SARS-CoV-2, nos pacientes que não apresentam o quadro grave, se assemelha muito a outras viroses pulmonares em se tratando de transmissão entre doador e receptor, sendo praticamente confinada aos órgão do sistema pulmonar. Devido a isso, doadores com testes positivos para Covid-19 não devem ser elegíveis para transplante pulmonar.” relatou o Dr. Daniel Kaul, associate editor do NEJM Journal Watch Infectious Diseases e professor de medicina da University of Michigan Medical School em Ann Arbor  e diretor do Transplant Infectious Disease Service. 

Autor(a):

Referências bibliográficas:

Compartilhar
Publicado por
Gabriela Queiroz

Posts recentes

Blog do Nurse: Bloco de Enfermagem Cirúrgica ganha atualização!

Nursebook recebeu atualizações no Bloco de Enfermagem Cirúrgica entre outras. Confira a lista completa!

11 horas atrás

Anemia megaloblástica na gestação – Parte 2

Segunda parte do artigo sobre anemia megaloblástica, a segunda principal causa de anemia durante a…

14 horas atrás

10 mitos relacionados ao diagnóstico e tratamento das infecções do trato urinário – Parte I

Confira 10 mitos relacionados ao diagnóstico e tratamento das infecções do trato urinário e os…

16 horas atrás

Glicocorticoide em pacientes com angiopatia amiloide cerebral

Embora a terapia com glicocorticoides seja mais frequentemente usada nesse cenário, tratamentos imunossupressores também têm…

17 horas atrás

Vírus respiratórios: quais são eles?

É extremamente importante estar atento a outras possibilidades de vírus respiratórios que não o SARS-CoV-2,…

17 horas atrás

Microbioma pulmonar: a importância da flora bacteriana nos pulmões

Estudos recentes mostram que o microbioma pulmonar pode ser mais semelhante ao microbioma gástrico quando…

18 horas atrás