Pacientes com enxaqueca estão em maior risco de AVC isquêmico per-operatório?

Em artigo publicado no BJM, pesquisadores avaliaram se pacientes com enxaqueca estão em maior risco de acidente vascular cerebral isquêmico per-operatório.

Tempo de leitura: [rt_reading_time] minutos.

Em um novo artigo publicado no The BJM, pesquisadores avaliaram se pacientes com enxaqueca estão em maior risco de acidente vascular cerebral isquêmico per-operatório e se isso pode levar a um aumento da taxa de readmissão hospitalar.

Para o estudo, pesquisadores examinaram os prontuários de 124.558 pacientes (idade média de 52 anos; 54,5% mulheres) submetidos a cirurgia sob anestesia geral com ventilação mecânica em três hospitais de Massachusetts, EUA, entre 2007 e 2014.

Entre os participantes, 10.179 (8,2%) pacientes tiveram um diagnóstico de enxaqueca; destes, 1.278 (12,6%) tiveram enxaqueca com aura e 8.901 (87,4%) sem aura. Foram observados 771 (0,6%) acidentes vasculares cerebrais per-operatórios dentro de 30 dias da cirurgia.

Pacientes com enxaqueca apresentaram maior risco de AVC isquêmico per-operatório (OR ajustado = 1,75; IC 95%, 1,39 a 2,21) em comparação aos sem enxaqueca. O risco foi maior nos doentes com enxaqueca com aura (OR ajustado = 2,61, 1,59 a 4,29).

As melhores condutas médicas você encontra no Whitebook. Baixe o aplicativo #1 dos médicos brasileiros. Clique aqui!

O risco absoluto previsto pelos pesquisadores foi de 2,4 (2,1 a 2,8) AVC isquêmicos per-operatórios para cada 1.000 pacientes cirúrgicos. Isso aumenta para 4,3 (3,2 a 5,3) para cada 1.000 pacientes com qualquer diagnóstico de enxaqueca, 3,9 (2,9 a 5,0) para enxaqueca sem aura e 6,3 (3,2 a 9,5) para enxaqueca com aura. Pacientes com enxaqueca apresentaram uma maior taxa de readmissão hospitalar dentro de 30 dias da alta (OR ajustado = 1,31, 1,22 a 1,41).

Veja também: ‘Quando, afinal, é seguro começar anticoagulantes logo após um AVC isquêmico?’

Pelos resultados, os pesquisadores concluíram que pacientes cirúrgicos com história de enxaqueca estão em risco aumentado de AVC isquêmico per-operatório e têm uma taxa de readmissão hospitalar mais alta. Com base nesses resultados, eles sugerem que a enxaqueca seja considerada na avaliação do risco de AVC isquêmico per-operatório.

Referências:

Avaliar artigo

Dê sua nota para esse conteúdo

Selecione o motivo:
Errado
Incompleto
Desatualizado
Confuso
Outros

Sucesso!

Sua avaliação foi registrada com sucesso.

Avaliar artigo

Dê sua nota para esse conteúdo.

Você avaliou esse artigo

Sua avaliação foi registrada com sucesso.

Baixe o Whitebook Tenha o melhor suporte
na sua tomada de decisão.

Especialidades

Tags