Perda de peso no recém-nascido: o que dizem as evidências - PEBMED

Perda de peso no recém-nascido: o que dizem as evidências

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

Quer acessar esse e outros conteúdos na íntegra?

Cadastrar Grátis

Faça seu login ou cadastre-se gratuitamente para ter acesso ilimitado a todos os artigos, casos clínicos e ferramentas do Portal PEBMED

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Seu conteúdo tem o objetivo de informar panoramas recentes da medicina, devendo ser interpretado por profissionais capacitados.

Para diagnósticos e esclarecimentos, busque orientação profissional. Você pode agendar uma consulta aqui.

Tempo de leitura: [rt_reading_time] minutos.

Após o parto e alta da hospitalização do nascimento, a mudança de peso no recém-nascido é usada como um indicador de sucesso na alimentação. Espera-se que os neonatos ultrapassem seu peso inicial aos 10 ou 14 dias de idade e, de acordo com o guideline mais recente da Academia Americana de Pediatria, quando isso não ocorre, médicos devem avaliar as técnicas de alimentação utilizadas e sua adequação.

No entanto, ainda não existem muitos dados para apoiar essas recomendações, pois poucos estudos examinaram como essa mudança de peso acontece e quanto tempo que leva para que o recém-nascido recupere e, posteriormente, supere o peso ao nascimento.

Um novo artigo publicado na revista Pediatrics analisou uma grande amostra para trazer mais evidências sobre o assunto e ajudar a esclarecer a questão. Para esse estudo, pesquisadores extraíram os pesos diários de 143.889 recém-nascidos na/após a 36ª semana de gestação, de um centro médico da Califórnia, nos EUA, pesando de 2.000g a 5.000 g ao nascimento.

Com base em estimativas de percentis, 50% dos recém-nascidos apresentaram peso igual ou superior ao nascimento aos 9 e 10 dias após o parto vaginal e cesáreo, respectivamente. Entre os partos vaginais, 14% e 5% não voltaram ao peso no nascimento em 14 e 21 dias, respectivamente. Entre os partos por cesariana, 24% e 8% não voltaram ao peso em 14 e 21 dias, respectivamente.

As melhores condutas médicas você encontra no Whitebook. Baixe o aplicativo #1 dos médicos brasileiros. Clique aqui!

Dra. Ana Carolina Pomodoro, pediatra e colunista da PEBMED, fala mais sobre as conclusões do artigo:

“Sabemos que os RN costumam superar seu peso de nascimento por volta dos 10 a 14 dias de vida. Entretanto, poucos estudos descrevem como se dá a mudança de peso nas primeiras semanas de vida da criança.

Paul et al buscaram determinar a distribuição da perda de peso e a subsequente recuperação que ocorre no primeiro mês. Além disso, objetivaram verificar a proporção daqueles que não ultrapassaram o peso de nascimento em 14 e 21 dias e se havia alguma diferença entre os resultados de acordo com a via de parto.

Concluíram que não é incomum que os RN estejam com peso inferior ao de nascimento por volta de 10 a 14 dias de vida, sendo que aqueles que nasceram por via cesariana demoraram mais tempo para recuperar o peso”, finaliza Dra. Ana.

Veja também: ‘Qual a melhor forma de reduzir a dor de procedimentos em recém-nascidos?’

Referências:

  • Weight Change Nomograms for the First Month After Birth. Ian M. Paul, Eric W. Schaefer, Jennifer R. Miller, Michael W. Kuzniewicz, Sherian X. Li, Eileen M. Walsh, Valerie J. Flaherman. Pediatrics Nov 2016, e20162625; DOI: 10.1542/peds.2016-2625

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Seu conteúdo tem o objetivo de informar panoramas recentes da medicina, devendo ser interpretado por profissionais capacitados.

Para diagnósticos e esclarecimentos, busque orientação profissional. Você pode agendar uma consulta aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Entrar | Cadastrar