Página Principal > Nefrologia > Perda ponderal em pacientes em hemodiálise está associado com maior mortalidade?
aparelho de hemodialise

Perda ponderal em pacientes em hemodiálise está associado com maior mortalidade?

Tempo de leitura: 2 minuto.

Pacientes em hemodiálise podem experimentar perda ponderal nos primeiros meses de tratamento. Mas essa alteração no peso corporal pode estar associada a maior mortalidade? Foi o que investigou um artigo publicado na revista Nephrology Dialysis Transplantation, da Oxford Academic.

Para esse estudo, pesquisadores utilizaram uma grande coorte americana (n = 58.106) para analisar as tendências em perda ou ganho de peso e mortalidade por todas as causas. Todos os participantes avaliados iniciaram a hemodiálise entre 2007 e 2011 e sobreviveram ao primeiro ano de tratamento.

Os pesos dos pacientes em hemodiálise diminuíram rapidamente e atingiram o ponto mais baixo no 5º mês de tratamento, com declínio médio de 2% em relação ao baseline. Já nos pacientes obesos, a perda foi, em média, de 3,8% até o 12º mês.

Os índices de risco de morte de pacientes com perda de 2 a 6% do peso e maior ou igual a 6% durante os primeiros cinco meses foram 1,08 e 1,14. Em contrapartida, o aumento de peso de 2 a 6% e maior ou igual a 6% aos 12 meses foi associado a uma maior sobrevida (0,91 e 0,92, respectivamente).

Pelos achados, os pesquisadores concluíram que, nos pacientes que sobrevivem ao primeiro ano de hemodiálise, observa-se um declínio no peso, que está associado a um maior risco de morte. Já o aumento de peso nessa população está associado a uma maior sobrevida aos 12 meses.

Referências:

  • Association of Body Weight Changes With Mortality in Incident Hemodialysis Patients. Tae Ik Chang; Vyvian Ngo; Elani Streja; Jason A. Chou; Amanda R. Tortorici; Tae Hee Kim; Tae Woo Kim; Melissa Soohoo; Daniel Gillen; Connie M. Rhee; Csaba P. Kovesdy; Kamyar Kalantar-Zadeh. Nephrol Dial Transplant. 2017;32(9):1549-1558. © 2017 Oxford University Press

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.