Pebmed - Notícias e Atualizações em Medicina
Cadastre-se grátis
Home / Saúde & Tecnologia / Pesquisa PEBmed: o que os médicos mais gostam / menos gostam na profissão

Pesquisa PEBmed: o que os médicos mais gostam / menos gostam na profissão

Acesse para ver o conteúdo
Esse conteúdo é exclusivo para usuários do Portal PEBMED.

Tenha acesso ilimitado a todos os artigos, quizzes e casos clínicos do Portal PEBMED.

Faça seu login ou inscreva-se gratuitamente!

Preencha os dados abaixo para completar seu cadastro.

Ao clicar em inscreva-se, você concorda em receber notícias e novidades da medicina por e-mail. Pensando no seu bem estar, a PEBMED se compromete a não usar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Inscreva-se ou

Seja bem vindo

Voltar para o portal

Cuidar dos pacientes e sucesso no tratamento são os dois aspectos que os médicos mais gostam na profissão; já a pressão no dia a dia e dificuldades em exercer são as maiores insatisfações. Estes são os resultados da pesquisa feita pela PEBmed, com mais de 4 mil profissionais brasileiros.

500x120-assinatura

Perguntamos aos médicos “O que você mais gosta / menos gosta na profissão?”. Os resultados foram:

Mais gosta:

  • 1º – Cuidar dos pacientes (38,6%)
  • 2º – Sucesso no tratamento (35,1%)
  • 3º – Fazer diagnósticos (24,9%)
  • Seguido por relacionamento com colegas, horas regulares de trabalho, não ter que lidar com planos de saúde e contas

Pelos resultados, percebe-se que os médicos preferem as etapas de interação com os pacientes, desde o primeiro contato, até o diagnóstico e a conclusão com sucesso no tratamento.

Veja mais resultados da pesquisa: ‘Que tipo de profissional você prefere ser?

Menos gosta:

  • 1º – Pressão por resultados e dificuldades em exercer (27%)
  • 2º – Muito trabalho administrativo (17,7%)
  • 3º – Ganhos limitados (16,8%)
  • Seguido por muitas regras, pouca influência na tomada de decisões, ser gerenciado ou ter chefe e pouca diversidade no trabalho

Os médicos de hoje estão sob uma enorme pressão para controlar custos, mantendo a qualidade e a produtividade, mesmo com recursos escassos e falta de segurança. Não é a toa que os profissionais que mais sofrem são os que trabalham em hospitais públicos.

Além de toda essa demanda, ainda existe o trabalho administrativo: centenas de relatórios para preencher, que podem tomar até metade do tempo de trabalho do médico. Para piorar, o retorno financeiro não compensa a carga horária excessiva e condições insalubres de trabalho.

E mais: ‘O desequilíbrio na vida pessoal e profissional do médico’

banner

Durante a semana, faremos artigos especiais mostrando mais resultado da pesquisa. Fique ligado!

As melhores condutas médicas você encontra no Whitebook. Baixe o aplicativo #1 dos médicos brasileiros. Clique aqui!

×

Adicione o Portal PEBMED à tela inicial do seu celular: Clique em Salvar na Home Salvar na Home e "adicionar à tela de início".

Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.