Pesquisa realizada pela PEBMED mostra realidade da área médica no Brasil

A PEBMED realizou uma pesquisa com mais de 4 mil médicos brasileiros para entender as expectativas dos profissionais, seus maiores desafios e benefícios.

Em julho, a PEBMED realizou uma pesquisa com mais de 4 mil médicos brasileiros para entender as expectativas dos profissionais, seus maiores desafios e benefícios, satisfação com a profissão, entre outros temas relevantes. Nesse Dia do Médico, trazemos o resultado da pesquisa, que é a mais completa sobre a área médica no Brasil.

500x120-usuarios

Bruno Lagoeiro, médico do Hospital Pró-Cardíaco RJ e CEO e Co-fundador da PEBMED, explica por que ela foi realizada:

“A ideia principal é fazer um paralelo com uma pesquisa similar americana e tentar entender um pouco mais como é a vida do médico no Brasil. Existem poucos dados sobre o dia a dia do profissional disponíveis, muito pouco se conversa sobre satisfação no emprego. Então, é parte do nosso dever, como uma empresa que desenvolve soluções para o dia a dia do medico, informar aos profissionais quais são essa dores e dificuldades da profissão.”

Na pesquisa, mais de 4 mil médicos de todo o Brasil responderam perguntas sobre a relação com seus pacientes e chefes, remuneração, dia a dia no trabalho, preferências e desafios.

“Ela foi feita internamente, com os médicos que são usuários dos aplicativos desenvolvidos pela PEBMED. O objetivo é entender um pouco mais sobre os pontos relevantes e sensíveis do dia a dia profissional, a visão do médico sobre sua vida, onde eles tem mais satisfação, o que atrapalha mais na hora de relacionar a carreira com a vida profissional. Tentamos entender o que se passa na cabeça dos médicos, buscamos referencias internacionais e a partir disso saíram as perguntas da pesquisa”, explica.

Para o Dr. Bruno, o que mais surpreendeu nas respostas foi a “relação entre os médicos e suas chefias. A questão financeira também volta a tona, com os médicos questionando sua valorização profissional”.

Veja o resultado da pesquisa abaixo:

“Hoje no seu lugar de trabalho você se vê pressionado para tomar uma decisão de imediato?”, 59,6% dos entrevistados responderam que se sentem pressionados “o tempo todo”. Essa pressão diária para a tomada de decisões leva à exaustão e ao esgotamento profissional, também conhecido como burnout. Como os médicos podem evitar isso? Saiba mais no link abaixo:

– Médicos se sentem pressionados a tomarem decisões

“Como está sua relação de equilíbrio trabalho-vida?”, dos 4 mil médicos que participaram da pesquisa, apenas 30% responderam que está “boa”. E esse desequilíbrio já começa cedo, durante a residência. O que fazer? Existem dois passos fundamentais para virar o jogo e viver uma vida melhor. Saiba mais no link abaixo:

– O desequilíbrio na vida pessoal e profissional do médico

A pesquisa revelou que a maior parte dos profissionais prefere trabalhar como autônomo. Esse formato oferece mais liberdade para outras atividades, além de aliviar o médico de algumas burocracias e papeladas desnecessárias. Saiba mais no link abaixo:

– Que tipo de profissional você prefere ser?

“A verdade é que muita coisa mudou e a formação não acompanhou essas mudanças. O retorno financeiro não é o mesmo de outrora. A reserva de mercado também já não é tão forte. Honorários despencam e taxas de burnout disparam. Não me surpreenderia daqui a poucos anos ver médicos formados dirigindo Uber” – opina Dr. João Pedro Corrêa. Saiba mais no link abaixo:

– Você está satisfeito com seu rendimento financeiro?

Muito se fala sobre a relação entre médico-paciente, mas poucos estudos analisam a relação entre o médico e seus superiores. É muito importante que haja confiança e aprendizagem entre ambas as partes. Saiba mais no link abaixo:

– Você tem um bom relacionamento com seus superiores?

Cuidar dos pacientes? Fazer diagnósticos? / Burocracia? Pressão por resultados? Saiba o que os médicos apontaram como melhor e pior na profissão no link abaixo:

– O que os médicos mais gostam / menos gostam na profissão

Os resultados mostram que, apesar de todas as dificuldades enfrentadas pelos profissionais, ser médico ainda é uma vocação e motivo de realização pessoal. Saiba mais no link abaixo:

– Realização pessoal é a maior motivação para ser médico

banner

As melhores condutas médicas você encontra no Whitebook. Baixe o aplicativo #1 dos médicos brasileiros. Clique Aqui!

Avaliar artigo

Dê sua nota para esse conteúdo

Selecione o motivo:
Errado
Incompleto
Desatualizado
Confuso
Outros

Sucesso!

Sua avaliação foi registrada com sucesso.

Avaliar artigo

Dê sua nota para esse conteúdo.

Você avaliou esse artigo

Sua avaliação foi registrada com sucesso.

Baixe o Whitebook Tenha o melhor suporte
na sua tomada de decisão.

Especialidades

Tags